Ganhador.com

Baiano

Vitória e Bahia tentam apagar má impressão da estreia no Campeonato Baiano

Campeonato Baiano 2018
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Favoritos ao título, rubro-negros e tricolores amargaram empate e derrota, respectivamente, na abertura da competição; hora da reação? 

Favoritos a cada pontapé inicial do Campeonato Baiano, Vitória e Bahia não começaram da melhor forma a 114ª edição do estadual. Após uma enxurrada de contratações e retorno do técnico Guto Ferreira, o Tricolor Baiano já derrapou e acumula duas derrotas consecutivas na temporada – uma pelo estadual e outra pela Copa do Nordeste – e iguala o pior início desde 1980. Já os rubro-negros, que vêm de um empate na estreia, convivem com incertezas no elenco em meio a negociações. Será que as duas equipes deslancham nesta quarta-feira (24 de janeiro), data da segunda rodada do torneio? Se liga só nos principais jogos desta noite!

 

Reforços

Vendo o rival Vitória conquistar o título estadual nos últimos dois anos, o Bahia tem a missão de acabar com o início de uma possível hegemonia rival em 2018. Para isso, a diretoria tem investido e muito na contratação de jogadores. Desde o início da temporada, o clube acertou com 11 novos atletas, segurou a promessa Zé Rafael e bateu o martelo com as renovações pontuais do volante Edson e de Régis, considerados peças-chave na formação titular da equipe.

O elenco tricolor ficará ainda mais cheio com a chegada de Kayke, que veio do Santos após passagem sem tanto brilho – nove gols em 44 jogos. O atacante de 29 anos irá disputar posição com Edigar Junio e Hernane Brocador. Quem também pode estar de volta é o argentino Allione. Após boa passagem pelo clube na temporada passada, o meio-campista vinculado ao Palmeiras tem praticamente tudo acertado para um novo empréstimo com o time da Bahia.

 

Retorno

Apesar da campanha superior a 50%, Paulo César Carpegiani deixou o comando da equipe no fim de 2017 e Guto Ferreira retornou. Depois de uma saída malvista para o Internacional, o técnico do título da Copa do Nordeste voltou ao clube com a responsabilidade de apagar a má impressão.

Depois de iniciar com o pé esquerdo a defesa do título regional, perdendo para o Botafogo-PB por 1×0, o Bahia também caiu na estreia para o Bahia de Feira, em Feira de Santana. Os dois revezes fazem os tricolores igualarem o pior início de temporada em 38 anos, quando perderam para Portuguesa – 1×0 – e Corinthians – 3×2 – pelo Brasileirão de 1980. Outra marca negativa alcançada pelo Esquadrão é a escassez de gols. Desde 1983 o time baiano não começava o seu ano sem anotar gols nos dois primeiros jogos – ocorreu na ocasião contra Palmeiras e Mixto-MT.

Para acabar com o jejum, o Bahia aposta no fator campo, ou seja, na Arena Fonte Nova, e assim vencer a primeira em 2018. O Tricolor Baiano recebe o Jacuipense, que também está zerado no estadual, às 20h45 (horário local).

 

Vai ou fica?

Enquanto no Bahia tem gente chegando, no rival Vitória a expectativa é pela saída de dois jogadores. O primeiro é Rafaelson, que tem tudo acertado com o futebol japonês. O segundo e peça mais importante é Santiago Tréllez.

Depois de desembarcar em junho passado no Barradão, o goleador sul-americano caiu rapidamente nas graças da torcida. Com 10 gols em 23 partidas, o atacante foi o artilheiro rubro-negro no Brasileirão de 2017. Para se ter noção de seu apetite por gols, ele foi o segundo maior finalizador do clube na competição, com 53 chutes a gol.

Agora, Tréllez desperta interesse do São Paulo, que perdeu nas últimas semanas o argentino Lucas Pratto para o River Plate. Basta um acerto na forma de pagamento da quantia de R$ 8 milhões – à vista ou em parcelas – para que o goleador aterrisse no Morumbi.

Por isso, Vagner Mancini tenta dar moral a Neilton, autor de um dos gols da equipe no empate por 2×2 contra o Juazeirense. O garoto é homem de confiança do comandante, que ainda tem os experientes André Lima e Kieza para o setor.

De olho em seu primeiro triunfo no Baiano, o Vitória vai para a Vitória da Conquista encarar os donos da casa. O confronto promete ser pegado, já que o rival lidera a competição e tem o artilheiro do campeonato – Beleu com dois gols.

 

Duelo de invictos

A segunda rodada do Baianão também coloca frente a frente dois invictos e 100%: Jequié e Bahia de Feira. Quem sair vencedor do jogo no estádio Waldomiro Borges pode ganhar, de quebra, a liderança do estadual. Isso, é claro, se o ponteiro Vitória da Conquista tropeçar diante do atual bicampeão Vitória.

 

Confira os jogos da segunda rodada do Campeonato Baiano

Quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

  • 20:00 – Juazeirense x Jacobina – Palpite: Juazeirense
  • 20:30 – Flu de Feira x Atlântico – Palpite: Flu de Feira
  • 20:30 – Jequié x Bahia de Feira – Palpite: Bahia de Feira
  • 20:45 – Bahia x Jacuipense – Palpite: Bahia
  • 20:45 – Vitória da Conquista x Vitória – Palpite: Vitória

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar