Copa Verde

Últimos três campeões, Cuiabá, Luverdense e Paysandu são favoritos para chegarem às semifinais da Copa Verde

Luverdense notícias Copa Verde
Foto: Divulgação Luverdense

Competição chegou à etapa de quartas de final

O torcedor do sul e do sudeste lembra com carinho dos sucessos que Nacional-AM, São Raimundo-AM, Rio Negro-AM, Remo, Tuna Luso, Operário-MS, Mixto, Dom Bosco, Brasiliense, Desportiva Ferroviária e Rio Branco-ES já tiveram no passado. Todos estes times de camisa, porém, não conseguiram chegar entre os oito da Copa Verde deste ano, que tem como protagonistas Cuiabá, Luverdense e Paysandu.

 

Três últimos campeões seguem vivos

A Copa Verde teve sua primeira edição em 2014. Dela participam os clubes das regiões Norte, Centro-Oeste e o Espírito Santo.

O primeiro a subir no lugar mais alto do pódio foi o Brasília, que segurou o Paysandu nos pênaltis.

Aliás, os representantes de Belém estiveram em todas as finais. Em 2015, o Remo levou uma virada histórica do Cuiabá: de 4 a 1 para 1 a 5.

No ano seguinte, finalmente os paraenses puderam comemorar: o Paysandu superou o Gama.

Na última contenda, o Luverdense impediu o bicampeonato do Papão na grande final.

Desta forma, Cuiabá, Luverdense e Paysandu sonham em estourar o champanhe pela segunda vez.

 

Para manter o tabu

O Paysandu nunca deixou a Copa Verde antes das semifinais. Único representante da região Norte na segunda divisão do Brasileirão, é mais do que obrigação conquistar a Copa Verde, já que o Bicolor não passou da primeira rodada na Copa do Brasil.

Esta desclassificação precoce já foi contornada. O Papão passou pelo Interporto na Copa Verde, vem de três vitórias seguidas e ostenta a melhor campanha do Parazão com 16 pontos (5 sucessos, um empate e uma derrota, justamente para o arquirrival Remo). No último fim de semana, os alvianis golearam o Castanhal por 4 a 0, gols de Mateus Muller (dois) e Mike (dois).

O treinador Dado Cavalcanti tenta conter a euforia desta sequência positiva. Ele ainda ganhou a contratação do zagueiro Edimar, que estava no Fortaleza. A única baixa é a do meia Pedro Carmona, que sentiu uma lesão no joelho e precisa parar por trinta dias.

O Santos amapaense vive uma situação inusitada. Como o certame Estadual do Amapá não começou, seus únicos jogos oficiais em 2018 foram por contendas mais importantes: derrota diante do Sport na Copa do Brasil e classificação em duas partidas contra o Atlético-AC na Copa Verde. Em 2017, o alvinegro terminou a contenda regional na terceira posição. Espera-se que até o começo da Série D, que o Peixe da Amazônia consiga ganhar ritmo contra seus coirmãos estaduais: Independente, Macapá, São Paulo, Trem e Ypiranga.

O Paysandu é franco favorito, pois tem mais estrutura, melhor preparação e ritmo e jogadores mais rodados.

 

Zebra novata

Fundado em 2013, o Manaus conquistou a segundona Amazonense do mesmo ano e em 2017 desbancou os melhores para se tornar o Rei do Amazonas. Até onde pode ir o Verdão? Os manauaras deixaram para trás o tradicional Remo na primeira fase: 2 a 0 e 1 a 1. Seu próximo oponente é o mais conhecido Rio Branco-AC, que tirou o São Raimundo-RR nas oitavas de final. Nos respectivos Estaduais, o Gavião do Norte caiu nas semifinais do primeiro turno, mesma etapa em que o Estrelão se encontra no Acre.

 

Por uma semifinal mato-grossense

Os primos ricos Cuiabá e Luverdense sonham com uma Arena Pantanal cheia para o público acompanhar uma semifinal entre as duas agremiações da Série C. O Cuiabá é o melhor de seu Estadual com 22 pontos e último invicto. Na Copa do Brasil, desclassificou Aimoré e Aparecidense e, na Copa Verde, atropelou o Operário-MS. Enquanto isso, o LEC está em segundo no “Mato-grossensão” e foi melhor que o Corumbaense na eliminatória anterior.

Seus rivais são respectivamente o Atlético Itapemirim, que surpreendeu o Brasiliense, mas que está na modesta terceira posição do “Capixabão”, e o desconhecido Sparta tocantinense, que ganhou do Real Ariquemes.

Sim, acredito que os dois quadros de Mato Grosso se choquem nas semifinais.

 

Quartas de final, jogos de ida:

Quarta-feira, 07 de março:

  • 20h00: Cuiabá x Atlético Itapemirim
  • 20h30: Sparta x Luverdense
  • 22h30: Manaus x Rio Branco-AC

Quinta-feira, 08 de março:

  • 21h15: Santos-AP x Paysandu

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar