UFC

Tyron Woodley brilha, finaliza Darren Till e volta a empolgar no UFC 228

UFC 228: Tyron Woodley
Foto: Divulgação / UFC

Tyron Woodley está de volta! E em grande estilo! Depois de ficar afastado do octógono desde maio do ano passado, quando protagonizou uma luta sonolenta contra Demian Maia, o americano não tomou conhecimento de Darren Till e finalizou o inglês aos 4m19seg do segundo round da luta principal do UFC 228, em Dallas, Texas (EUA). O campeão dos meio-médios mostrou uma performance empolgante como não era vista há tempos em suas lutas.

O primeiro round do combate foi estudado. Enquanto Darren Till cercava, Tyron Woodley se movimentava bem pelo octógono. Ambos evitaram soltar golpes nos minutos iniciais. Quando o americano se via sem saída, Till arriscava seu cruzado de esquerda, mas Woodley mostrou que estava alerta e respondia com seu poderoso direto de direita. O primeiro assalto foi de pouca ação. No segundo round, depois de usar a mesma estratégia de se deixar encurralar para deixar o rival mais confiante, Woodley viu Till arriscar um cruzado, se esquivou, e respondeu com um cruzado de direita certeiro no rosto do inglês, que caiu abalado. Por cima, wrestler de alto nível que é, Tyron precisou apenas trabalhar seus golpes pesados até que o rival desse uma brecha para uma finalização, que logo fez Darren desistir do combate.

Foi a primeira finalização de Woodley atuando pelo UFC. Após a vitória no chão, o americano recebeu das mãos de seu treinador a faixa-preta de jiu-jitsu e comemorou emocionado. O triunfo colocou fim a uma invencibilidade de 18 lutas na carreira de Darren Till, que pode considerar uma subida de peso para os médios em busca de novos ares, já que seu corte de peso como meio-médio é tão sacrificante.

O melhor foi ver Tyron Woodley usando de todas as suas habilidades. Muitas vezes, um campeão se acomoda e não se arrisca, joga com “regulamento embaixo do braço” e faz lutas burocráticas o suficiente apenas para garantir a vitória e a manutenção do cinturão. Mas o fã de lutas quer sempre mais. Ele quer coragem, ousadia e talento exposto. Diante de Darren Till, Woodley lembrou ao mundo o quanto é um boxeador perigoso, um wrestler de alto nível e ainda apresentou uma característica que muita gente não conhecia, um jiu-jitsu de respeito.

Campeão dos meio-médios com quatro defesas de título consecutivas, Tyron Woodley agora entra na discussão de quem é o melhor peso meio-médio da história. É claro que Georges St. Pierre está à sua frente, mas o americano agora desponta como um nome a ser considerado.

Sobre o futuro, Woodley deve ter pela frente ou o rival Colby Covington ou Kamaru Usman. Ambos caem bem como próximos rivais do americano em uma breve chance pelo cinturão da categoria. Mas, convenhamos, bonito mesmo seria vem Woodley pisando no octógono diante de Georges St. Pierre. Aí, sim, seria um confronto que pararia o mundo e teria em jogo o posto de “melhor meio-médio da história do UFC”.

Confira os resultados do UFC 228

Tyron Woodley finalizou Darren Till no segundo round
Jéssica Bate-Estaca nocauteou Karolina Kowalkiewicz no primeiro round
Zabit Magomedsharipov finalizou Brandon Davis no segundo round
Jimmie Rivera venceu John Dodson na decisão dos juízes
Abdul Razak Alhassan nocauteou Niko Price no primeiro round
Card preliminar
Tatiana Suárez nocauteou Carla Esparza no terceiro round
Aljamain Sterling finalizou Cody Stamann no segundo round
Geoff Neal nocauteou Frank Camacho no segundo round
Darren Stewart nocauteou Charles Byrd no segundo round
Diego Sanchez venceu Craig White na decisão dos juízes
Jim Miller finalizou Alex White no primeiro round
Irene Aldana venceu Lucie Pudilova na decisão dos juízes
Jarred Brooks venceu Roberto Sanchez na decisão dos juízes

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar