Ciclismo

Geraint Thomas vence o Tour de France 2018 e dá fim à hegemonia de Chris Froome

Comentários sobre a liderança de Geraint Thomas e a vitória de Nairo Quintana na 17ª etapa do Tour de France.
Foto: Mustafa Yalcin/Anadolu Agency/Getty Images

Ciclista do Team Sky ficou à frente do holandês Tom Dumoulin e tornou-se o terceiro britânico na história a conquistar a Volta da França

Geraint Thomas tornou-se o terceiro vencedor da Grã-Bretanha no Tour de France ao cruzar a linha de chegada em Paris, neste domingo (29). O piloto do Team Sky junta-se ao seleto grupo que conta com Sir Bradley Wiggins e o tetracampeão Chris Froome, que ficou em terceiro na classificação geral. Na 21ª etapa, o norueguês Alexander Kristoff venceu o sprint final nos Champs-Elysees quando Thomas cruzou a linha de braços dados com Froome, após três semanas intensas de disputa. O novo campeão ficou à frente do holandês Tom Dumoulin por um minuto e 51 segundos.

Tour de France 2018: Geraint Thomas é o novo campeão

Froome era o favorito para se tornar o quinto ciclista na história a conquistar o quinto título da Volta da França. Ele entrou na corrida como campeão e detentor dos três títulos do Grand Tour, vencendo a Vuelta a Espana, em setembro de 2017, e o Giro d’Italia, em maio deste ano. No entanto, ele só foi liberado para competir na semana anterior ao início do Tour, depois que seu caso antidoping foi arquivado pela Union Cycliste Internationale (UCI).

Mas suas esperanças de igualar o recorde de quatro vitórias consecutivas do Grand Tour, que pertence a Eddy Merckx, terminaram nas montanhas dos Pireneus, na última semana, quando Geraint Thomas se mostrou o mais forte entre os demais pilotos.

Etapa 21

A etapa final de 116 km começou em Houilles, a noroeste de Paris, e os participantes correram para a capital antes de embarcar em oito voltas ao centro da Cidade Luz. O Team Sky liderou o pelotão na capital francesa. Seis pilotos construíram uma vantagem de cerca de 45 segundos, mas eles acabaram sendo rebatidos na última volta, com 6 km restantes.

Os companheiros de equipe do campeão mundial Peter Sagan, Bora-Hansgrohe, fizeram a maior parte da corrida, esperando ajudar o vencedor da camisa verde (classificação por pontos) a um primeiro triunfo em Paris, mas o norueguês Kristoff superou o francês Arnaud Demare e o alemão John Degenkolb. Thomas passou por cima da linha alguns segundos depois, ao lado de Froome, o homem que ele destronou como campeão.

Como Geraint Thomas chegou ao título do Tour de France

A vitória de Geraint Thomas vem em sua nona participação no Tour de France, uma tentativa a menos que o recorde de mais aparições antes de vencer, exclusividade do vencedor de 1980, Joop Zoetemelk, da Holanda. Na estreia do novo campeão da prova mais icônica do ciclismo mundial, em 2007, Geraint terminou em 140º entre 141 finalistas. Depois de 11 anos, ele avançou de penúltimo para o todo.

Como muitos pilotos britânicos, ele correu na pista e na estrada no início de sua carreira, quando faturou duas medalhas de ouro de perseguição olímpica (2008, em Pequim, e 2012, em Londres) e três mundiais por equipe, entre 2007 e 2012. Seu sacrifício em ajudar Froome a vencer quatro Tours, finalmente se converteu na glória ao bater a lenda do Grand Tour.

Thomas também foi perseguido pela má sorte. Ele fraturou sua pélvis no primeiro estágio, em 2013, mas esteve firme nos 20 estágios restantes para ajudar Chris Froome a vencer; em 2015, ele caiu de cabeça em um poste telegráfico; e em 2017, quebrou uma clavícula na 9ª etapa. Este ano, ele conseguiu um desempenho impecável para marcar seu lugar entre os maiores ciclistas da Grã-Bretanha.

Mark Cavendish, ex-companheiro do campeão no Team Sky e da Grã-Bretanha, disse que está “tão, tão orgulhoso” de sua conquista. Perguntado se alguma vez pensou que Thomas poderia ganhar um Grand Tour, Cavendish, que venceu 30 etapas no Tour de France, afirmou:

“Recentemente, sim. Mas há uma hierarquia definida no Team Sky, então eu não sabia se ele conseguiria essa oportunidade. Se eles (Sky) dissessem a Geraint ‘agora, você tem que trabalhar para Froome’, ele teria feito isso. Esse é o tipo de cara que ele é. Isso é o que é especial sobre Geraint, e por isso mereceu título. Ele é o cara mais leal que você já conheceu. Eu o amo. Estou muito orgulhoso dele”, declarou Cavendish à BBC Sport.

Para quem apostou no título de Geraint Thomas, o lucro foi de 11% nas apostas esportivas – antes da 6ª etapa, a margem de resgate era de 800%. Com relação à disputa por equipes, o palpite na Movistar Team valeu o pagamento de R$ 1,50 sobre cada real.

Classificação final (geral) do Tour de France – Top 10

  1. Geraint Thomas (GB/Team Sky) 83hrs 17mins 13secs
  2. Tom Dumoulin (Hol/Team Sunweb) +1min 51secs
  3. Chris Froome (GB/Team Sky) +2mins 24secs
  4. Primoz Roglic (Esl/Team LottoNL-Jumbo) +3mins 22secs
  5. Steven Kruijswijk (Hol/Lotto NL-Jumbo) +6mins 8secs
  6. Romain Bardet (Fra/AG2R La Mondiale) +6mins 57secs
  7. Mikel Landa (Esp/Movistar) +7mins 37secs
  8. Daniel Martin (Irl/UAE Team Emirates) +9mins 5secs
  9. Ilnur Zakarin (Rus/Katusha-Alpecin) +12mins 37secs
  10. Nairo Quintana (Col/Movistar Team) +14mins 18secs

Classificação por pontos

  1. Peter Sagan (Svk/Bora-Hansgrohe), 477 pts
  2. Alexander Kristoff (Nor/UAE Team Emirates), 246 pts
  3. Arnaud Dèmare (Fra/Groupama-FDJ), 203 pts

Rei da Montanha

  1. Julian Alaphilippe (Fra/Quick-Step Floors), 170 pts
  2. Warren Barguil (Fra/Fortuneo-Samsic), 91 pts
  3. Rafal Majka (Pol/Bora-Hansgrohe), 76 pts

Classificação por equipes

  1. Movistar Team (Esp)
  2. Bahrain-Merida (Bah)
  3. Team Sky (GB)

 

ATUALIZAÇÃO ANTERIOR: 26/07/2018

Tour de France: Nairo Quintana vence etapa 17, mas Geraint Thomas segue em primeiro na classificação geral

Com relação ao mercado de apostas, Thomas assumiu o favoritismo ao título à frente de Tom Dumoulin e Chris Froome

Geraint Thomas estendeu sua liderança no Tour de France, já que o atual tetracampeão, Chris Froome, vacilou na escalada final da 17ª etapa, realizada nesta quarta-feira (25). O galês, de 32 anos, que está perseguindo seu primeiro título no Grand Tour, lidera à frente do companheiro de equipe do Team Sky, Froome (em terceiro), em dois minutos e 31 segundos, faltando quatro etapas para o final da disputa.

 

Tour de France: Geraint Thomas mais perto do título; fique atento às apostas

O rival na classificação geral mais próximo de Thomas, agora, é o holandês Tom Dumoulin, que está a 1:59 do líder. Na mais recente etapa, Nairo Quintana segurou o irlandês Dan Martin para vencer o estágio de 65 quilômetros (40 milhas). Com um arranque ao melhor estilo da MotoGP, a etapa mais curta da era moderna de Bagneres-de-Luchon ao topo do Col du Portet começou com Thomas por conta própria em frente ao resto do campo.

 

Como foi a 17ª etapa do Tour de France

Geraint Thomas conseguiu, confortavelmente, se defender dos ataques de Primoz Roglic, da LottoNL-Jumbo, e do próprio Dumoulin no topo do Col du Portet, que é o ponto mais alto da corrida deste ano, em 2.215 m. Como o ritmo de Froome caiu, Thomas usou a velocidade desenvolvida durante uma brilhante carreira na pista para vencer e conquistar o terceiro lugar na etapa 17 atrás de Quintana, da Movistar, e Dan Martin, da Team Emirates.

O terceiro lugar do galês chegou com um bônus de tempo de quatro segundos que ampliou ainda mais sua vantagem no geral. Dois dias atrás, Thomas e Froome apresentaram uma frente unida para a mídia, dizendo que estavam apenas preocupados em garantir uma vitória para a equipe Sky.

 

Quintana dá show

Com uma vitória em um trecho que ele é especialista, Nairo Quintana mostrou o tipo de capacidade de escalada agressiva que tem sido muito rara para torná-lo uma ameaça na terceira semana. O colombiano cambaleou no início, quando foi superado por Tanel Kangert, antes de se livrar de Rafael Majka e resistir a Martin, na escalada final, para conquistar sua segunda vitória em uma etapa da Volta da França, cinco anos depois de seu primeiro êxito.

Romain Bardet, o francês que começou o dia em quinto, lutou nos últimos 5 km dos 16 km do Col du Portet, mas acabou caindo para o oitavo lugar, 5:13 atrás de Thomas. Mais cedo, Julian Alaphilippe reforçou sua posição no topo da classificação de montanha ao cruzar o Montee de Peyrangudes e o Col de Val Louron-Azet. A etapa de 171km (106 milhas), que acontece nesta quinta-feira (26), é praticamente plana e espera-se que seja definida em um sprint.

 

Resultado da 17ª etapa do Tour de France 2018 (10 primeiros)

  • 1º Nairo Quintana (Equipe Col/Movistar) – 2hrs 21mins 27secs
  • 2º Dan Martin (Team Emirates) + 28secs
  • 3º Geraint Thomas (GB/Team Sky) + 47s
  • 4º Primoz Roglic (Slo/Team LottoNL-Jumbo) + 52s
  • 5º Tom Dumoulin (Ned/Team Sunweb) – mesmo tempo
  • 6º Steven Kruijswijk (Ned/LottoNL-Jumbo) + 1min 5s
  • 7º Egan Bernal (Col/Equipe Sky) + 1min 33s
  • 8º Chris Froome (Gbr/Team Sky) + 1min 35s
  • 9º Mikel Landa (Spa/Movistar) mesmo tempo
  • 10º Ilner Zakarin (Rus/Katusha-Alpecin) + 2mins 1seg

 

Classificação geral do Tour de France 2018 (10 primeiros)

  • 1º Geraint Thomas (GB/Sky Team) 70hrs 34mins 11secs
  • 2º Tom Dumoulin (Ned/Team Sunweb) + 1min 59s
  • 3º Chris Froome (GB/Team Sky) 2mins 31s
  • 4º Primoz Roglic (Slo/Team LottoNL-Jumbo) + 2mins 47s
  • 5º Nairo Quintana (Equipe Col/Movistar) + 3mins 30s
  • 6º Steven Kruijswijk (Ned/LottoNL-Jumbo) + 4mins 19s
  • 7º Mikel Landa (Spa/Movistar) + 4mins 34secs
  • 8º Romain Bardet (Fra/AG2R La Mondiale) + 5mins 13s
  • 9º Dan Martin (Team Emirates) + 6mins 33s
  • 10º Jakob Fuglsang (Den/Astana) + 9mins 31s

 

Cotas atualizadas para o vencedor do Tour de France 2018

  • Geraint Thomas – R$ 1,11/R$ 1
  • Tom Dumoulin – R$ 11,00/R$ 1
  • Chris Froome – R$ 17,00/R$ 1
  • Primoz Roglic – R$ 29,00/R$ 1
  • Nairo Quintana – R$ 126,00/R$ 1

 

Cotas atualizadas nas apostas por equipe

  • Movistar Team – R$ 1,02/R$ 1
  • Bahrain–Merida – R$ 26,00/R$ 1
  • Team Sky – R$ 101,00/R$ 1
  • LottoNL–Jumbo – R$ 201,00/R$ 1
  • Astana – R$ 201,00/R$ 1
  • AG2R La Mondiale – R$ 1001,00/R$ 1

 

Etapas restantes do Tour de France 2018

  • Etapa 18 – Tries-sur-Baise até Pau, 171km
  • Etapa 19 – Lourdes até Laruns, 200km
  • Etapa 20 – Saint-Pee-sur-Nivelle até Espelette, individual time trial, 31km
  • Etapa 21 – Houilles até Paris Champs-Elysées, 115km

 

 

ATUALIZAÇÃO ANTERIOR: 19/07/2018

Camisa amarela tem novo dono: Geraint Thomas assume liderança do Tour de France

Ciclista britânico pulou para o primeiro lugar no geral com uma impressionante vitória na 11º etapa; atual tetracampeão, Chris Froome está na segunda colocação

O ciclista da Team Sky Geraint Thomas venceu a 11ª etapa do Tour de France 2018 com 20 segundos de vantagem para o companheiro de equipa Chris Froome, que foi o em terceiro, e do segundo colocado, Tom Dumoulin. Com o excelente desempenho no trecho de Albertville até La Rosiere, Thomas assumiu a liderança da classificação geral à frente de Froome. Aliás, os resultados desta quarta-feira (18) provocaram uma mudança considerável no que diz respeito às apostas no campeão, que você confere a seguir.

TOUR DE FRANCE: GERAINT THOMAS É O NOVO LÍDER

Mas Geraint Thomas, que estava dois minutos e 22 segundos atrás do belga Greg van Avermaet, na classificação geral no início do dia, foi quase perfeito no final do estágio de 108,5 km, o que novamente demonstra a força da Sky nas montanhas. Ele superou uma diferença de mais de 90 segundos para impedir que o espanhol Mikel Nieve vencesse sua primeira etapa e também ganhou frente do grupo que tinha Froome e Nairo Quintana, da Movistar.

Após a vitória, a qual ele classificou como “irreal”, Thomas contou como tornou-se o novo dono da camisa amarela (que indica o líder).

“É sempre uma honra estar de amarelo. Eu sabia que era uma boa chance, mas não imaginava como seria o desempenho dos demais. Estávamos esperando uma grande pressão”, afirmou.

BRIGA INTERNA NO TEAM SKY SE INTENSIFICA

Quando Thomas se lançou em um ataque na frente do pelotão, a cinco quilômetros do final, Chris Froome, seu colega na Sky, esperou que outro ciclista seguisse em vez de liderar a perseguição e potencialmente ajudar um time rival. Mas o que aconteceu foi que Geraint disparou e deixou Dumoulin para trás. Aliás, ele não só ganhou a camisa amarelo como também um bônus de tempo, ampliando sua vantagem sobre o Froome em 26 segundos.

Para a próxima etapa, que acontece nesta quinta-feira (19), os dois companheiros de equipe podem se ver incapazes de evitar um conflito direto. Tem-se falado muito em tensões entre Thomas e Froome, mas, após o término da 11ª etapa, eles mantiveram o cavalheirismo.

“É uma posição incrível para nós”, disse Froome. “Geraint está na forma de sua vida e merece totalmente isso.

“Eu não esperava nada disso. Obviamente, Froomey é o líder, ele ganhou seis Grand Tours. Foi mais uma oportunidade, mais instinto para mim. Isso significava que Froomey poderia seguir atrás de um cenário ideal, na verdade ”, disse o novo líder no geral do Tour de France.

O diretor esportivo da Sky, Nicolas Portal, no entanto, deixa claro o posicionamento da equipe no que tange as prioridades. Pressionado sobre quem era o líder da Sky, Portal ficou exasperado.

“Gente, passei 20 minutos explicando isso. Froome é o número um. Ele ganhou seis Grand Tours. Eu acho que tudo funcionou muito bem. Quando a corrida termina assim, as oportunidades se abrem. Você não está mudando o plano, está se adaptando ”, concluiu.

ETAPAS RESTANTES DO TOUR DE FRANCE 2018

  • Etapa 12 – Bourg-Saint-Maurice até L’Alpe d’Huez, 175km
  • Etapa 13 – Bourg d’Oisans até Valence, 169km
  • Etapa 14 – Saint-Pauol-Trois-Chateaux até Mende, 187km
  • Etapa 15 – Millau até Carcassonne, 181kmRest day in Carcassonne
  • Etapa 16 – Carcassonne até Bagneres-de-Luchon, 218km
  • Etapa 17 – Bagneres-de-Luchon até Saint-Lary-Soulan, 65km
  • Etapa 18 – Tries-sur-Baise até Pau, 172km
  • Etapa 19 – Lourdes até Laruns, 200km
  • Etapa 20 – Saint-Pee-sur-Nivelle até Espelette, individual time trial, 31km
  • Etapa 21 – Houilles até Paris Champs-Elysées, 115km

COTAS ATUALIZADAS PARA O VENCEDOR DO TOUR DE FRANCE

A vitória de Geraint Thomas gerou uma mudança na ordem de favoritos e também nas cotações. Agora, o novo dono da camisa amarela pressiona Froome, que ainda mantém o favoritismo para conquistar o que seria seu quinto título consecutivo no Tour de France.

  • Chris Froome – R$ 1,57/R$ 1
  • Geraint Thomas – R$ 3,50/R$ 1
  • Tom Dumoulin – R$ 12,00/R$ 1
  • Nairo Quintana – R$ 25,00/R$ 1
  • Vincenzo Nibali – R$ 33,00/R$ 1
  • Mikel Landa – R$ 50,00/R$ 1

COTAS ATUALIZADAS NAS APOSTAS POR EQUIPE

  • Movistar Team – R$ 1,50/R$ 1
  • Team Sky – R$ 3,25/R$ 1
  • Bahrain–Merida – R$ 10,00/R$ 1
  • AG2R La Mondiale – R$ 50,00/R$ 1
  • BMC – R$ 100,00/R$ 1
  • Astana – R$ 150,00/R$ 1
  • LottoNL–Jumbo – R$ 500,00/R$ 1
  • Bora Hansgrohe – R$ 750,00/R$ 1

ATUALIZAÇÃO ANTERIOR: 12/07/2018

Tour de France: Dan Martin vence sexta etapa, mas liderança segue com Greg Van Avermaet

Com relação às apostas sobre o vencedor, Chris Froome segue soberano, enquanto que entre as equipes a liderança é do Movistar Team

Três anos depois de terminar em segundo com Alexis Vuillermoz, no Mûr-de-Bretagne, o irlandês Dan Martin (Emirados Árabes Unidos) venceu a etapa sexta etapa, concluída nesta quinta-feira (12), à frente de outro ciclista da equipe AG2R-La Mondiale, Pierre Latour, para marcar sua segunda vitória no Tour de France. Martin percorrendo os 181 quilômetros em 4h13m43s, com uma média de 42,8 km/h. No entanto, o belga Greg Van Avermaet manteve a camisa amarela, que significa a liderança da competição. Van Avermaet foi o 12º na prova de hoje.

 

6ª ETAPA DO TOUR DE FRANCE

170 pilotos iniciaram a sexta etapa em Brest. Cinco deles foram eliminados logo no início: Laurent Pichon (Fortuneo-Samsic), Damien Gaudin e Fabien Grellier (Direct Energie), Anthony Turgis (Cofidis) e Dion Smith (Wanty-Groupe Gobert). O intervalo de tempo máximo foi registrado em Commana, antes da subida ao pico mais alto da primeira parte do Tour, o Roc’h Trévézel, onde Martin assumiu o controle do BMC à frente do pelotão: 7’15” no km 65. subidas do dia.

A equipe Quik Step tentou abrir distância após o Roc’h Trévézel. Ele dividiu o grupo em três partes. Apanhados na segunda parte, Nairo Quintana, Vincenzo Nibali, Ilnur Zakarin, Jakob Fuglsang e Dan Martin conseguiram recuperar o ritmo, com Astana e mais tarde Movistar sendo obrigados a uma dura perseguição. Primoz Roglic foi ainda mais longe no terceiro grupo. Damien Gaudin atacou do grupo da frente, depois que Pichon venceu o sprint intermediário em Plouguernével. Gaudin e seus antigos companheiros foram reunidos, com uma vantagem de 1’25 ” acima do pelotão em que Jakob Fuglsang (Astana) caiu.

 

MÁ SORTE PARA DUMOULIN E BARDET

Grellier foi o último homem a atingir o km 165, antes da primeira passagem na linha de chegada em Mûr-de-Bretagne, onde Tom Skujins (Trek-Segafredo) ampliou sua liderança na classificação do Rei das Montanhas. Jack Bauer (Mitchelton-Scott) disparou e foi sozinho. O Kiwi levou três segundos de bônus, enquanto Geraint Thomas (Sky) ganhou dois.

Sucessivamente, Tom Dumoulin (Sunweb) e Romain Bardet (AG2R-La Mondiale) tiveram uma falha mecânica nos últimos 5km. O francês conseguiu atravessar, diferente do holandês. Bardet perdeu contato com a primeira parte do pelotão, depois que Dan Martin atacou a 1,2 km, seguindo uma aceleração de Richie Porte (BMC). Pierre Latour (AG2R-La Mondiale) reagiu, mas não conseguiu pegar o irlandês, enquanto Alejandro Valverde (Movistar) se classificou em terceiro na frente de seu arqui-rival, Julian Alaphilippe (Quick Step).

 

CLASSIFICAÇÃO DA 6ª ETAPA DO TOUR DE FRANCE

  1. Daniel Martin (91) – Uae Team Emirates – 04h 13′ 43”
  2. Pierre Roger Latour (26) – AG2R La Mondiale – 04h 13′ 44”
  3. Alejandro Valverde (78) – Movistar Team – 04h 13′ 46”
  4. Julian Alaphilippe (101) – Quick – Step Floors – 04h 13′ 46”
  5. Rafal Majka (114) – Bora – Hansgrohe – 04h 13′ 46”
  6. Adam Yates (61) – Mitchelton – Scott – 04h 13′ 46”
  7. Bauke Mollema (191) – Trek – Segafredo – 04h 13′ 46”
  8. Peter Sagan (111) – Bora – Hansgrohe – 04h 13′ 46”
  9. Geraint Thomas (8) – Team Sky – 04h 13′ 46”
  10. Primož Roglic (166) – Team Lotto Nl – Jumbo – 04h 13′ 46”
  11. Richie Porte (81) – Bmc Racing Team – 04h 13′ 46”
  12. Greg Van Avermaet (87) – Bmc Racing Team – 04h 13′ 46”
  13. Nairo Quintana (71) – Movistar Team – 04h 13′ 46”
  14. Vincenzo Nibali (51) – Bahrain – Merida – 04h 13′ 46”
  15. Jakob Fuglsang (121) – Astana Pro Team – 04h 13′ 46”
  16. Mikel Landa Meana (75) – Movistar Team – 04h 13′ 46”
  17. Tejay Van Garderen (88) – Bmc Racing Team – 04h 13′ 49”
  18. Chris Froome (1) – Team Sky – 04h 13′ 51”
  19. Rigoberto Uran (11) – Team Ef Education First – 04h 13′ 54”
  20. Warren Barguil (41) – Team Fortuneo – Samsic – 04h 13′ 55”
  21. Bob Jungels (105) – Quick – Step Floors – 04h 13′ 55”
  22. Jon Izaguirre Insausti (55) – Bahrain – Merida – 04h 13′ 55”
  23. Ilnur Zakarin (141) – Team Katusha Alpecin – 04h 13′ 55”
  24. Arthur Vichot (158) – Groupama – Fdj – 04h 13′ 55”
  25. Steven Kruijswijk (161) – Team Lotto Nl – Jumbo – 04h 13′ 55”

 

ETAPAS RESTANTES DO TOUR DE FRANCE 2018

  • Etapa 7 – Fougeres até Chartres, 231km
  • Etapa 8 – Dreux até Amiens, 181km
  • Etapa 9 – Arras até Roubaix, 154kmRest day in Annecy
  • Etapa 10 – Annecy até Le Grand Bornand, 159km
  • Etapa 11 – Albertville até La Rosiere, 108km
  • Etapa 12 – Bourg-Saint-Maurice até L’Alpe d’Huez, 175km
  • Etapa 13 – Bourg d’Oisans até Valence, 169km
  • Etapa 14 – Saint-Pauol-Trois-Chateaux até Mende, 187km
  • Etapa 15 – Millau até Carcassonne, 181kmRest day in Carcassonne
  • Etapa 16 – Carcassonne até Bagneres-de-Luchon, 218km
  • Etapa 17 – Bagneres-de-Luchon até Saint-Lary-Soulan, 65km
  • Etapa 18 – Tries-sur-Baise até Pau, 172km
  • Etapa 19 – Lourdes até Laruns, 200km
  • Etapa 20 – Saint-Pee-sur-Nivelle até Espelette, individual time trial, 31km
  • Etapa 21 – Houilles até Paris Champs-Elysées, 115km

 

COTAS ATUALIZADAS PARA O VENCEDOR DO TOUR DE FRANCE

  • Chris Froome – R$ 2,75/R$ 1
  • Richie Porte – R$ 5,50/R$ 1
  • Geraint Thomas – R$ 9,00/R$ 1
  • Vincenzo Nibali – R$ 11,00/R$ 1
  • Mikel Landa – R$ 15,00/R$ 1
  • Nairo Quintana – R$ 15,00/R$ 1

 

COTAS ATUALIZADAS NAS APOSTAS POR EQUIPE

  • Movistar Team – R$ 2,00/R$ 1
  • Team Sky – R$ 2,10/R$ 1
  • AG2R La Mondiale – R$ 8,50/R$ 1
  • BMC – R$ 34,00/R$ 1
  • Bahrain–Merida – R$ 34,00/R$ 1
  • LottoNL–Jumbo – R$ 41,00/R$ 1
  • EF Education First-Drapac – R$ 51,00/R$ 1
  • Astana – R$ 201,00/R$ 1

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar