UFC

Thiago Marreta substitui Glover Teixeira e encara Jimi Manuwa na luta principal do UFC São Paulo

FOTO: Divulgação / UFC

A luta principal do UFC Fight Night que está marcado para acontecer no dia 22 de setembro, em São Paulo, está garantida. Depois de Glover Teixeira sair do combate marcado contra Jimi Manuwa por conta de uma lesão, o brasileiro Thiago Marreta se apresentou para encarar o inglês e substituir Glover no combate principal do show. O duelo ainda não foi oficialmente confirmado, mas o site MMA Fighting noticiou a informação e os próprios rivais já confirmaram a disputa em suas redes sociais.

Segundo a Ag Fight, Glover sofreu uma lesão no ombro e precisa de avaliação para saber se precisará ou não de uma cirurgia. O mineiro vem de derrota contra Corey Anderson e iria em busca de recuperação no octógono. Sem Glover, Thiago Marreta se torna o principal nome brasileiro do evento. O combate será pela divisão dos meio-pesados, e por isso será uma “estreia” para o carioca, que até aqui atuou como peso médio no Ultimate.

Depois de bater Kevin Holland no UFC 227, ocorrido em Los Angeles (EUA), o Combate.com divulgou imagens do sacrificante corte de peso de Marreta. O brasileiro sofreu para bater os 83,9kg da categoria dos médios, e por isso cogitou subir de peso e lutar como meio-pesado (até 93kg) em sua próxima aparição no cage. Mas a chance de fazer sua estreia chegou de forma rápida. Com Glover fora de ação, o brasileiro viu a oportunidade de encarar logo de cara um top da divisão e em uma luta principal de um evento no Brasil, o que lhe dá projeção.

Manuwa é favorito, claro. O inglês é o quinto colocado no ranking oficial dos meio-pesados, apesar de somar duas derrotas consecutivas. Já Marreta, perdeu para David Branch no início desse ano, mas depois se recuperar com uma vitória contra Holland, tem diante de si uma grande chance dentro da maior organização de MMA do planeta.

A entrada de Thiago Marreta dá outra cara ao UFC São Paulo. Com todo respeito ao Glover, mas o brasileiro vinha de derrota, não vive uma grande fase e o duelo contra Manuwa tinha grandes chances de dar errado para ele. Com Marreta, o público fica diante de um bom representante da nova geração de talentos brasileiros do Ultimate. A ousadia de pedir para enfrentar um nome forte como o de Jimi Manuwa dá ares de ousadia e coragem ao lutador, que se vencer o rival na luta principal de um evento no Brasil pode ganhar um destaque enorme não só no Brasil, como no cenário mundial.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar