Ganhador.com

Carioca

Taça Guanabara: Vasco visita a Cabofriense e tenta embalar para a Libertadores

Vasco Campeonato Carioca
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Time aguarda dias mais tranquilos depois da posse do seu novo presidente, Alexandre Campello       

O Vasco começou a semana se sentindo um sobrevivente. Depois do verdadeiro caos que foi começar o Campeonato Carioca com portões fechados e derrota para o Bangu, o time se levantou depois da segunda rodada, no último domingo (21), quando goleou o Nova Iguaçu por 4 a 2, em um jogo dos mais movimentados. O Gigante da Colina abriu 2 a 0, mas cedeu o empate e precisou buscar a vitória no finalzinho. Os gols decisivos só saíram a menos de dez minutos do fim, marcados por Yago Pikachu e Andrey. O técnico Zé Ricardo já adiantou: pensando na estreia na Libertadores, deve poupar alguns jogadores da partida contra a Cabofriense às 17h (de Brasília) desta quarta-feira (24). O jogo será realizado no Estádio Elcyr Rezende, em Saquarema.

 

Tudo em busca de um projeto

O Vasco estreia na competição internacional no próximo dia 31, contra o Universidad Concepción, no Chile. Será a primeira Libertadores do clube desde 2012. E o mais curioso é que a participação tem sido extremamente atrapalhada pela política do clube. Tanto é assim que o time sequer tem reforços para o torneio, algo que não condiz com a exigência que a Libertadores sempre impõe aos clubes brasileiros.

“Está começando uma nova era no Vasco. Precisamos saber quem será o gerente, a quem vamos recorrer quando os problemas surgirem”, disse o treinador Zé Ricardo, que espera do novo presidente, Alexandre Campello, um projeto que aborde o trabalho vascaíno para a Libertadores. “É preciso apresentar um projeto para o futebol, seja de curto, médio ou longo prazo. Os jogadores estão sendo maravilhosos e precisam ser respeitados. Precisamos de um projeto. Nós demos a cara a tapa, e agora merecemos um respaldo.”

O técnico seguiu sua análise do momento: “Faltam menos de dez dias para o primeiro jogo da Libertadores. Vamos tentar traçar um planejamento para o futebol a médio e longo prazo. Também acho fundamental investir em recursos humanos”, declarou o treinador, que dentro deste pensamento futuro confirmou que vai poupar alguns dos jogadores para a partida contra a Cabofriense.

 

Presidente já age no mercado

O torcedor do Vasco pode ficar tranquilo e esperar uma participação positiva da equipe na Libertadores. É esta a promessa feita pelo novo presidente do clube, Alexandre Campello, que nesta segunda (22) apresentou também o novo responsável por cuidar do futebol vascaíno, que será Fred Lopes. Alguns nomes pedidos pelo técnico Zé Ricardo já estão bem perto de São Januário, de acordo com o que ambos comentaram na cerimônia de posse.

“Alguns estão bem encaminhados, nas não vamos adiantar quem são porque isso não vai ajudar em nada. Vamos anunciá-los no momento certo”, afirmou o novo presidente. “Precisamos registrar os atletas até sexta-feira. Se passarmos de fase, teremos tempo para buscar outros nomes. Vamos trabalhar em silêncio e alinhado com o departamento de futebol.”

Além de jogadores, o Vasco está em busca de um novo diretor-executivo de futebol. Foi cogitado o nome de Rodrigo Caetano, que teve uma passagem positiva pelo clube, mas ele a princípio não vai sair do Flamengo, onde está neste instante.

“Acho que o Vasco precisa realmente dessa estrutura, mas seria leviano ficar falando desse ou daquele nome. Tivemos uma conversa com o Zé Ricardo e vamos buscar o melhor, mas sempre alinhado com a presidência e o departamento de futebol. Vamos tentar fazer tudo da maneira que o Vasco merece”, completou Fred Lopes, vice-presidente de futebol. “O que pedimos é um voto de confiança, não só para o Zé Ricardo, mas para toda a torcida, que deve esperar em breve um time com a cara desta diretoria.”

O novo vice-presidente de futebol garante também que os salários atrasados vão ser acertados nesta semana. “O nosso papel aqui é trabalhar com tranquilidade, e dentro desta perspectiva fica muito claro que precisamos sim acertar as pendências financeiras, o que vai acontecer até a próxima segunda-feira. É o momento de falar pouco e trabalhar muito. O Vasco hoje precisa de trabalho, não de exposição, ficar aqui inventando esse ou aquele nome. O que precisamos é estar alinhados com a comissão técnica para fazer aquilo que é o melhor para o Vasco“, concluiu.

 

Jogos da 3ª rodada da Taça Guanabara

Terça-feira, 23 de janeiro

  • 16:30 – Madureira x Boavista – Palpite: Empate

Quarta-feira, 24 de janeiro

  • 17:00 – Cabofriense x Vasco – Palpite: Vasco
  • 19:30 – Flamengo x Bangu – Palpite: Flamengo
  • 21:45 – Fluminense x Portuguesa – Palpite: Fluminense

Quinta-feira, 25 de janeiro

  • 16:30 – Nova Iguaçu x Volta Redonda – Palpite: Empate
  • 19:30 – Macaé x Botafogo – Palpite: Botafogo

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar