Ganhador.com

Copa do Nordeste

Só há uma vaga no Nordestão para Náutico ou Itabaiana

Náutico Copa do Nordeste
Foto: Comunicação CNC

Primeira batalha do mata-mata acontece em Sergipe nesta segunda-feira

Pelo novo formato da disputa do Campeonato do Nordeste, só há uma vaga para Timbu ou Tremendão. Após um 2017 ruim, ser desclassificado do torneio regional ainda em janeiro pode ser um mau presságio este ano, o que fatalmente acontecerá com um dos dois oponentes. Quem for adiante cai na chave com os gigantes Bahia e Botafogo-PB, além do Altos-PI.

 

Por dias melhores em Recife

Durante o rebaixamento do Náutico para a Série C do Brasileirão, a situação financeira do clube foi escancarada pelos atletas, que protestaram e chegaram até a fazer greve. Situação semelhante viveu o Santa Cruz. O hiato técnico e monetário para o arquirrival Sport se dilatou. Como se recuperar? Como voltar à segundona nacional?

São perguntas que o torcedor alvirrubro, que não comemora um título desde o Estadual de 2004 (a Copa Pernambuco de 2011 não conta), se faz. O primeiro passo para reverter a situação é voltar a atuar nos Aflitos, a casa do Timbu, que está passando pela reforma mais importante de sua história. Este desejo é compartilhado pelo novo mandatário Edno Melo.

O Náutico também sonha com seu primeiro título do Nordestão. O mais longe que conseguiu ir foram as medalhas de bronze de 2001 e 2002. Para este ano, o atacante Daniel Bueno (ex-Rio Claro-SP) foi contratado e o zagueiro Breno Calixto acertou sua permanência. Foram reforços providencias, já que o artilheiro Rafael Assis está lesionado na coxa.

Os alvirrubros vêm de um empate sem graça e sem gols com o Auto Esporte-PB. Na Copa do Brasil, o elenco mede forças com o Cordino-MA, em Recife.

 

Quatro chances para quebrar o jejum de títulos

O Itabaiana não festeja uma conquista desde o Campeonato Estadual de 2012. Este ano, o Tremendão tem quatro oportunidades de subir no lugar mais alto do pódio e dar alegrias ao seu torcedor: Brasileirão da quarta divisão, Copa do Brasil (debuta contra o Joinville, no norte de Santa Catarina), Nordestão e “Sergipanão”.

O Tricolor se reforçou com o arqueiro Ricardo (que era do Confiança), com o atacante Salatiel (que defendia o Bangu), com o meia Tácio (que era empregado do Santa Cruz-PB) e com o lateral-direito Euzébio Neto (ex-São Bento-SP). Este último vem para substituir Magno, que deixou a Capital do Caminhão.

Se o Náutico nunca foi campeão, o Itabaiana sequer terminou entre os quatro primeiros. Seu melhor desempenho foi o sétimo lugar do ano passado. É apenas a terceira vez que o Tricolor compete nesta contenda. No último jogo-treino, contra o Fluminense-BA, ninguém conseguiu balançar as redes.

 

Novo regulamento

Em vez de cinco grupos de quatro equipes, como nas edições anteriores, agora temos apenas quatro quadrangulares. Isso quer dizer que oito times têm de passar por uma fase preliminar que vale quatro vagas. CSA e Globo foram felizes neste vestibular e despacharam respectivamente Parnahyba e Fluminense-BA.

Após turno e returno dentro dos grupos, os dois melhores avançam às quartas de final. A partir daí, teremos mata-mata de ida e volta até conhecermos o grande campeão. O vencedor garante vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2019.

 

Os grupos da 1ª fase da Copa do Nordeste de 2018

  • Grupo A: Confiança, CRB, Santa Cruz e +1 (Cordino ou Treze).
  • Grupo B: ABC, Ferroviário, Globo e Vitória.
  • Grupo C: Altos, Bahia, Botafogo-PB e +1 (Itabaiana ou Náutico).
  • Grupo D: Ceará, CSA, Salgueiro e Sampaio Corrêa.

 

Possíveis escalações

Itabaiana: Weide Andrade; Carlos Henrique, Hugo, Diego Bispo e Juninho; Ícaro Santos, Mika, Igor Alves e Bida; Paulinho Macaíba e Genildo. Técnico: Gilberto Pereira.

Náutico: Jefferson, Thiago Ennes, Rafael Ribeiro, Camacho e Gabriel Araújo; Negretti, Hygor e Wallace Pernambucano; Fernandinho, Daniel Bueno e Clebinho. Técnico: Roberto Fernandes.

 

Palpite

É preciso reconhecer que nenhum dos dois quadros se apresentou de maneira oficial nesta temporada, o que torna o prognóstico bastante complicado. No entanto, tradicionalmente, o estado de Pernambuco é mais forte que o de Sergipe, e o Náutico tem mais peso que o Itabaiana.  Além disso, para encarar Sport e Santa Cruz é preciso de um poderio financeiro maior do que para desafiar Confiança e Sergipe. Em outras palavras: teoricamente o Náutico tem mais qualidade e vence por 2 a 0, segundo minha opinião.

 

Fase preliminar da Copa do Nordeste de 2018

  • Terça-feira, 15 de agosto, 21h00: Parnahyba 0x1 CSA
  • Quarta-feira, 16 de agosto, 20h30: Fluminense-BA 1×1 Globo
  • Terça-feira, 22 de agosto, 21h00: CSA 4×0 Parnahyba
  • Quinta-feira, 24 de agosto, 21h00: Globo 2×0 Fluminense-BA
  • Quinta-feira, 04 de janeiro, 21h00: Cordino 1×1 Treze
  • Segunda-feira, 08 de janeiro, 21h00: Itabaiana x Náutico – palpite: empate
  • Quinta-feira, 11 de janeiro, 21h00: Treze x Cordino – palpite: Treze
  • Sábado, 13 de janeiro, 17h00: Náutico x Itabaiana – palpite: Náutico

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar