Mundial de Clubes

Será que teremos um representante brasileiro no Mundial Interclubes que começa em 12 de dezembro?

Times brasileiros e internacionais candidatos a disputar o Mundial de Clubes
Foto: Angel Martinez/Real Madrid via Getty Images

Seis brazucas sonham em desbancar o Real Madrid

O Mundial Interclubes de 2018 será novamente disputado nos Emirados Árabes Unidos. Apenas as cidades de Al Ain e de Dubai receberão as pelejas. Será o último grande evento teste antes da Copa da Ásia de seleções que o país organiza em janeiro de 2019. O Brasil pode ter um representante, desde que uma agremiação do país conquiste a Taça Libertadores da América.

 

Os brasileiros

A Taça Libertadores da América começou com 47 participantes e apenas 16 sobraram na contenda. Em agosto, acontecem as oitavas de final. Do Brasil, ainda temos Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio, Palmeiras e Santos com chances do título. Nossos concorrentes vêm da Argentina (Atlético Tucumán, Boca Jrs., Estudiantes, Independiente, Racing e River Plate), do Chile (Colo Colo), da Colômbia (Nacional) e do Paraguai (Cerro Porteño e Libertad).

 

Real Madrid tenta o tri

O Real Madrid se sagrou tricampeão europeu e buscará o tricampeonato planetário. A Champions League de 2017/18 não foi mole e contou com 79 clubes de 54 federações nacionais. Ao longo da campanha, os espanhóis desbancaram gigantes, como Liverpool, Bayern de Munique, Juventus, Paris Saint-Germain, Borussia Dortmund e Tottenham.

O anfitrião

Se o campeão dos Emirados Árabes do ano passado foi o Al Jazira, o deste ano é o Al Ain, que acumulou 53 pontos em 22 jogos, sete a mais que o Al Wahda, vice-campeão. Os de roxo têm uma sala de troféus que inclui as taças de uma Champions League da Ásia, 14 ligas nacionais e sete copas de sua nação.

 

Olho no México

O Chivas de Guadalajara se tornou a melhor equipe da CONCACAF encarando adversários da América do Norte, Central e do Caribe. As cabras debutaram contra o fraquíssimo Cibao, da República Domincana, e atropelaram na sequência Seattle Sounders, New York Red Bulls e Toronto FC. Vários clubes da Liga MX, da Major League Soccer e do Campeonato Costarriquenho tentarão, em vão, parar o Chivas, que não terminava em primeiro lugar desde 1962.

Team Wellington impediu octa do maior rival

O Tem Wellington não deixou que o Auckland City conquistasse seu oitavo caneco consecutivo na Oceania. O dérbi neozelandês aconteceu na semifinal e os de camisas pretas foram melhores graças aos gols marcados fora de seus domínios. A decisão foi contra o Lautoka, de Fiji.

 

África e Ásia ainda em andamento

Os campeões da Champions League da África e da Ásia serão os últimos a carimbarem seus passaportes para o Oriente Médio.

Na África, ainda estamos na fase de grupos e tem muito peso pesado brigando pelo título. Entre eles, destaco o Al Ahly (do Egito), o Espérance (da Tunísia), o Mouloudia Alger (da Argélia), o Tout Puissant Mazembre (da República Democrática do Congo), o Wydad Casablanca (do Marrocos) e o Étoile du Sahel (da Tunísia).

O funil na Ásia já separou o joio do trigo. As quartas de final contam com dois quadros iranianos (Esteghlal e Persépolis), dois da Coreia do Sul (Jeonbuk Hyundai Motors e Suwon Samsung Bluewings), dois do Qatar (Al Duhail e Al Sadd), um da China (Tianjin Quanjian) e um do Japão (Kashima Antlers).

 

A Tabela

  • 12 de dezembro: 1ª Fase: Al Ain x Team Wellington
  • 15 de dezembro: 2ª Fase:
  • 18 de dezembro: final 5º e 6º e uma das semifinais.
  • 19 de dezembro: uma das semifinais.
  • 22 de dezembro: final 3º e 4º e final.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar