Ganhador.com

Carioca

Será a vez do CeiFLAdor? Expectativa da estreia de Henrique Dourado agita o Rubro-Negro na Taça Guanabara

Henrique Dourado Flamengo
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Flamengo faz um golaço ao garantir a contratação do artilheiro do último Campeonato Brasileiro. Time passa a ser ainda mais favorito a conquistar o Carioca           

A torcida do Flamengo está rindo à toa. A boa campanha na Taça Guanabara – com dez pontos em quatro jogos e classificação antecipada para as semifinais – foi reforçada nesta semana com uma notícia que pode representar muito para a equipe ao longo da temporada. Trata-se da chegada de Henrique Dourado, já chamado pela nação rubro-negra de CeiFLAdor, em referência ao seu antigo apelido no Fluminense, Ceifador.

Apelidos à parte, ninguém pode negar que se trata de uma belíssima aquisição: ele foi o artilheiro do Brasileiro do ano passado, ao lado de Jô, do campeão Corinthians.

 

No auge técnico e físico

Apresentado com a camisa 19, Henrique Dourado pode ser um atacante ainda mais útil que o peruano Paulo Guerrero, que se suspenso por doping. O CeiFLAdor chega à Gávea com o vigor físico como característica. Ele tem 28 anos, idade em que um atleta geralmente vive o seu ápice. Guerrero, por exemplo, está com 34, e pode fazer uma bela dupla com ele, mesclando força e experiência em um dos ataques mais perigosos da América do Sul.

Uma ótima chance para ele começar a se ambientar ao clube vai vir neste domingo (4) com a realização da partida que fecha a fase de grupos da Taça Guanabara. Já classificado na primeira colocação com uma rodada de antecedência, o Flamengo vai encarar o Nova Iguaçu no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF), às 17h (de Brasília).

As chances de Dourado estrear são boas. O técnico Paulo César Carpegiani agradece. Ele vinha contando apenas com Felipe Vizeu e Lincoln como opções de ataque. Vizeu já acertou sua saída rumo à Udinese, da Itália. Lincoln, por sua vez, tem apenas 17 anos e merece ser encarado como uma opção para compor elenco, e não para assumir as sempre pesadas responsabilidades do ataque flamenguista.

Dourado já começou bem. Em sua primeira entrevista, ele deixou claro que aceitou a proposta também por entender que ela seria boa para o Fluminense, time que pôde acertar diversas pendências financeiras com a sua venda. “Não queria sair do Flu pela porta dos fundos. Quando chegou o Flamengo, eu pensei em mim e no clube. As outras propostas não eram boas para o Fluminense”, falou o atacante que tem um aproveitamento impecável nas cobranças de pênalti, mas evitou assumir o posto de batedor oficial antes de conversar com o técnico e com o restante dos jogadores.

 

Força total

Até para justificar a viagem e a possibilidade de se obter uma renda interessante para o clube, o Flamengo deve contar com força total para a partida deste domingo (4).

A iniciativa de colocar o que tem de melhor em campo partiu do próprio Paulo César Carpegiani, que sinalizou a possibilidade depois do jogo-treino contra o Bonsucesso na última quarta (30). O Rubro-Negro venceu por 1×0, gol de Geuvânio. “A equipe está mudando muito e é melhor a gente estrear logo o time principal, com os atletas que a gente pretende contar ao longo do ano”, afirmou o técnico Carpegiani, que só não vai poder contar com o goleiro Diego Alves, tratando uma lesão no ombro, Berrío, que se recupera de uma operação na perna, e Guerrero, ainda fora do time até maio, por conta da sua punição por doping.

Quem também pode pintar no Flamengo neste domingo (4) é o goleiro Júlio César, que já regularizou sua documentação e está disponível a Carpegiani para ao menos compor o elenco que viaja a Brasília. Sua presença não é considerada certa, mas sua entrada na equipe aos poucos é algo garantido.

Júlio César tem chamado a atenção nas redes sociais pela alegria que tem demonstrado ao lado dos colegas. Vendo o Flamengo como última passagem de sua vitoriosa carreira – em que pese o 7×1 -, ele dá um banho de simpatia a cada postagem. Nesta semana, por exemplo, foi publicada uma foto dele, suado, sujo e feliz, ao lado dos demais goleiros rubro-negros (Gabriel Batista, Thiago, Diego Alves e César) após um treino no Ninho do Urubu. “Existe o quarteto fantástico, mas o quinteto fantástico é a primeira vez que vocês estão vendo. Obrigado pela recepção, rapaziada”, escreveu Julio, cativando até quem não é flamenguista.

 

Jogos da 5ª rodada da Taça Guanabara

Sábado, 3 de fevereiro

  • 19:00 – Fluminense x Macaé – Palpite: Flu
  • 19:00 – Portuguesa x Boavista – Palpite: Empate
  • 19:00 – Botafogo x Madureira – Palpite: Botafogo

Domingo, 4 de fevereiro

  • 17:00 – Cabofriense x Bangu – Palpite: Bangu
  • 17:00 – Vasco x Volta Redonda – Palpite: Vasco
  • 17:00 – Nova Iguaçu x Flamengo – Palpite: Flamengo

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar