Carioca

Seletiva do Carioca: Lutando contra a crise, America recebe o Macaé

America Rio Campeonato Carioca 2018
Foto: Laís Patrício / America Rio

Tradicional equipe tem uma de suas últimas chances de dar a volta por cima; duelo ocorre às 16h (de Brasília) desta quarta (10) em Nova Friburgo            

O America começou 2018 de maneira terrível. Com três derrotas em três partidas na Seletiva do Campeonato Carioca, a equipe aceitou o pedido de demissão do técnico Lucho Nizzo e colocou o ídolo Duílio em seu lugar. Resta saber se a troca dará resultados. O primeiro referencial do novo momento virá já na quarta rodada da Seletiva, às 16h (de Brasília) desta quarta (10), quando recebe o Macaé, o terceiro no campeonato, com seis pontos em nove possíveis.

 

Um digno bombeiro

Duílio sabe que o futuro do clube está muito complicado. O America está a caminho do seu quarto rebaixamento em dez anos, e o tempo para mudar qualquer coisa na equipe é muito escasso.

A primeira preocupação do novo técnico foi conversar longamente com os seus atletas. O seu antecessor havia apontado graves faltas disciplinares do elenco, mas Duílio não vai ter muito tempo para mudanças. Seu papel tem sido muito mais de um motivador do que de alguém que troque muitas peças e que faça a equipe render de maneira diferente da anterior, embora haja a necessidade óbvia de se melhorar os resultados.

Duílio está numa situação bem conhecida por ele. No ano passado, foi chamado pelo Bonsucesso justamente para conduzir o clube numa situação semelhante à que vive hoje o America. Naquele momento, obteve sucesso, e o jeito genuinamente carioca de se lidar com o futebol passou a tratá-lo como “Guardiola do Brasil”. Mas ele tem os pés no chão e trata seus atletas com respeito, sabendo que o desfecho da sua empreitada com o America pode ser o mesmo que obteve com o antigo clube.

“O clube tem muita história e queremos passar isso para os jogadores. Temos 31 atletas. É um elenco grande, de muitas opções, e vamos tentar implantar uma filosofia de jogo. Mais do que jogar futebol, precisamos defender um clube. É isso o que quero deixar claro para todos”, declarou o técnico.

Duílio tem um belo passado no America. Como atleta, fez parte do último título da equipe, em 1982, quando o America foi designado o Campeão dos Campeões. Ele também teve uma passagem pelo clube como técnico. Foi em 2013, quando dirigiu a equipe em 35 jogos e obteve 17 vitórias.

 

Macaé luta por recuperação

Vindo de derrota para a Cabofriense por 1×0, o Macaé saiu do G-2 da Seletiva e sabe que uma chance de seguir no Campeonato Carioca está 100% ligada a uma vitória nesta quarta-feira (10) em cima do America.

O técnico Josué Teixeira assumiu um discurso diferente da maioria. Ele assume que seu time é favorito diante de um America que já está eliminado e que agora só briga para escapar do fundo da tabela.

“É uma vantagem, mas uma vantagem apenas hipotética”, analisa o treinador. “Precisamos fazer a nossa parte e ganhar as duas partidas que restam. Além do America, o Resende também está praticamente fora. Precisamos fazer nosso dever de casa. Não nos resta outra coisa.”

Os jogadores pensam parecido, na linha de manter o foco bem mais no trabalho da própria equipe do que naquilo que o combalido America pode levar a campo.

A única atenção extra que o Macaé precisa ter é com o seu histórico em momentos assim. No ano passado, pela Série C do Brasileiro, o clube acabou perdendo suas chances de seguir na competição justamente ao perder para um time que já estava rebaixado – caso do Mogi Mirim. O clube sabe que vai precisar manter o olho bem aberto e frear o desespero do America, que vai tentar, claro, tirar proveito deste estado um pouco amortecido de seus rivais ao enfrentá-lo.

Outro item que o técnico do Macaé trabalha bastante é o volume de jogo da equipe, de fraco rendimento na derrota contra o Bonsucesso. Apesar do mau rendimento, o ânimo entre os jogadores é bastante grande. Todos sabem que os três pontos não podem escapar de maneira nenhuma nesta quarta-feira (10).

O que a equipe não vai ter condições de driblar é a falta de uma casa para chamar de sua. O Macaé contava com a liberação do Moacyrzão para o jogo desta quarta (10), mas a partida será mesmo no Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo, no sempre desafiador horário das 16h do Rio em pleno janeiro.

 

Jogos da 4ª rodada da Seletiva do Campeonato Carioca

Sábado, 6 de janeiro

  • 16:00 – Macaé x America – Palpite: Macaé
  • 16:00 – Bonsucesso x Cabofriense – Palpite: Empate
  • 20:00 – Goytacaz x Resende – Palpite: Goytacaz

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.