Ganhador.com

Patrocinado

Saiba como é possível lucrar de uma forma diferente e com baixo risco na Copa do Mundo

Seleção Mexicana
Foto: FREDERIC J. BROWN/AFP/Getty Images

Na aposta por continente, você tem a possibilidade de lucrar com o insucesso dos países vizinhos na Rússia 2018

Caro investidor, poucos eventos esportivos no planeta apresentam tantas possibilidades de apostas como a Copa do Mundo – acesse agora o link e fique por dentro das melhores oportunidades de negócio na Rússia 2018. Mas aqui estamos trazendo uma espécie de atalho para o lucro praticamente certo. Portanto, fique bastante atento, já imagine o quanto você tem de verba para aplicar e escolha a melhor casa de apostas no Oddsshark.

Aposta por continente: barbadas com retorno acima da média

Quando utilizamos o termo barbada, a explicação mais simples é que se trata de um negócio de altíssima viabilidade de acontecer – mas que irá gerar uma taxa de retorno baixa, o que exige do investidor um aporte mais volumoso para a operação tornar-se satisfatória. Dificilmente, os superfavoritos irão rentabilizar o dobro da aplicação. Nos line bets, essa cotação varia de 1.01 a 1.40.

É por isso que apresentaremos uma modalidade parecida com um fundo de investimentos por grupo de ações. Sei que estamos pendendo para o “economês”, mas nós do Oddsshark acreditamos que, para quem quer realmente se dar bem nas apostas esportivas, é preciso doutrina, quando a emoção e a predileção por determinadas equipes/seleções devem ser deixadas de lado em prol da sua maior lucratividade. Resumindo, em grande parte das situações, você deverá colocar dinheiro contra os times que mais gosta.

Mas vamos ao que interessa. Segurança é a palavra-chave para quem busca um investimento. No tocante à Copa do Mundo, as possibilidades variam da possibilidade de faturamento com o campeão, aos times classificados em cada fase, artilheiro, entre outros. Porém, que tal ir por um caminho onde você ganha em função do insucesso de outras equipes? Trocando em miúdos, trata-se da opção em que você elege a melhor seleção por continente.

Risco baixo: Américas Central e do Norte e Ásia

Comecemos então pelos negócios mais viáveis. Em dois potes específicos, podemos elencar os favoritos. O primeiro, no caso, atende a três territórios (Américas Central e do Norte e Caribe), pois são as seleções oriundas da Concacaf. No Mundial de 2018, apenas três equipes irão participar: México, Costa Rica e o estreante Panamá.

Em um exercício rápido de dedução, é fácil colocar os mexicanos com negócio com mais chance de êxito, pois contam com muito mais tradição em relação aos demais e maior números de presenças em mundiais. Mas é bom lembrar da evolução recente dos costa-riquenhos, que chegaram longe como nunca, em 2014, ao serem eliminados nas quartas de final, nos pênaltis, pela poderosa Holanda.

Porém, a Costa Rica caiu de lá pra cá, fez campanha apenas razoável nas Eliminatórias e perdeu dois de seus últimos amistosos, contando o mais recente: revés por 2 a 0 contra o mistão da Inglaterra. Por isso, vale a sua aposta no México.

Américas Central e do Norte

  • México: R$ 1,40 por aplicação de R$ 1
  • Costa Rica: R$ 4,00 por aplicação de R$ 1
  • Panamá: R$ 7,00 por aplicação de R$ 1

Seguindo a mesma lógica, temos a Ásia, onde o Japão tem apresentado distância considerável, em termos de qualidade, em relação aos demais – apesar de que a Austrália participa das Eliminatórias asiáticas mesmo sendo da Oceania. Outro aspecto que pesa é o fato de os japoneses estarem em um grupo (H) menos complexo em relação aos “vizinhos”.

Ásia

  • Japão: R$2,60 por aplicação de R$ 1
  • Coreia do Sul: R$ 3,50 por aplicação de R$ 1
  • Austrália: R$ 4,00 por aplicação de R$ 1
  • Irã: R$ 4,50 por aplicação de R$ 1
  • Arábia Saudita: R$ 9,00 por aplicação de R$ 1

Risco médio: América do Sul e África

O caldo vai engrossando mais quando tratamos de América do Sul e África. No primeiro, nem é preciso mencionar a grande rivalidade e o poderio dos elencos de Brasil e Argentina, que brigarão cabeça a cabeça pelo título e podem se encontrar na decisão. Ainda sobre os sul-americanos, os uruguaios, que ficaram à frente da dupla em 2010, correm por fora. Hoje, a seleção brasileira é tida como a mais indicada para terminar com a melhor colocação entre os representantes da Conmebol.

América do Sul

  • Brasil: R$ 1,90 por aplicação de R$ 1
  • Argentina: R$ 2,90 por aplicação de R$ 1
  • Uruguai: R$ 8,50 por aplicação de R$ 1
  • Colômbia: R$ 9,00 por aplicação de R$ 1
  • Peru: R$ 40,00 por aplicação de R$ 1

Com relação à África, atualmente, há uma disputa acirrada entre três nações. Enquanto Senegal se apoia em nomes como Mané (Liverpool), Koulibaly (Napoli) e Keita Baldé (Monaco), o Egito vive o sonho de chegar longe em uma Copa do Mundo ao contar com o melhor jogador da última edição da Premier League, Mohamed Salah (Liverpool). Mas desde a contusão dele na final da Champions, dúvidas pairam no ar. A Nigéria, sempre com atletas talentosos, surge de azarão no trio.

Em um grupo (A) em que a grande força é o Uruguai, os egípcios, desde que contem com seu astro-mor, têm força para avançar. Mas o plantel senegalês é mais homogêneo, por isso os números são mais convidativos ao investidor, de acordo com o Oddsshark.

África

  • Senegal: R$ 3,10 por aplicação de R$ 1
  • Nigéria: R$ 3,50 por aplicação de R$ 1
  • Egito: R$ 3,50 por aplicação de R$ 1
  • Marrocos: R$ 8,00 por aplicação de R$ 1
  • Tunísia: R$ 10,00 por aplicação de R$ 1

Risco alto: Europa

Não é preciso nem discorrer muito sobre a complexidade de se apostar no melhor europeu na próxima Copa do Mundo. Dos 14 representantes da UEFA, três são grandes candidatos ao título. Aliás, seguindo a mesma ordem, são eles que encabeçam a lista abaixo:

  • Alemanha: R$ 3,70 por aplicação de R$ 1
  • França: R$ 4,30 por aplicação de R$ 1
  • Espanha: R$ 5,50 por aplicação de R$ 1
  • Bélgica: R$ 8,00 por aplicação de R$ 1
  • Inglaterra: R$ 12,00 por aplicação de R$ 1
  • Portugal: R$ 15,00 por aplicação de R$ 1
  • Rússia: R$ 26,00 por aplicação de R$ 1
  • Croácia: R$ 26,00 por aplicação de R$ 1
  • Polônia: R$ 28,00 por aplicação de R$ 1
  • Suíça: R$ 51,00 por aplicação de R$ 1
  • Dinamarca: R$ 61,00 por aplicação de R$ 1
  • Suécia: R$ 81,00 por aplicação de R$ 1
  • Sérvia: R$ 81,00 por aplicação de R$ 1
  • Islândia: R$ 126,00 por aplicação de R$ 1

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar