UFC

Ronda Rousey aparece, se emociona, e faz história ao ser introduzida ao Hall da Fama do UFC

Foto: Divulgação / UFC

Um dos momentos mais esperados da Semana Internacional da Luta, em Las Vegas (EUA), foi a cerimônia de introdução ao Hall da Fama do UFC. O evento introduziu nomes importantes na história da organização na classe de 2018 em alas especiais. Mauricio Shogun e Dan Henderson entraram na Ala da Luta pelo combate histórico travado em 2011. Bruce Connal e Art Davie foram homenageados por suas contribuições à história do Ultimate, e Matt Serra entrou para o Hall na Ala de Pioneiros. Mas a estrela principal foi Ronda Rousey, que foi introduzida na Ala Moderna no Hall da Fama e foi ovacionada pelo público presente ao aparecer diante dos fãs do Ultimate depois de mais de um ano e meio.

Depois de um vídeo especial que contou sua trajetória nas lutas e mostrou até com declarações das lutadoras que enfrentaram Ronda no MMA, como Amanda Nunes e Miesha Tate. Depois do vídeo especial, Ronda Rousey foi apresentada por Dana White, presidente da organização, que falou sobre a importância da americana para a chegada das mulheres no octógono e o desenvolvimento do MMA feminino no mundo. “Ronda Rousey começou mudando meu pensamento, e depois mudou o mundo”. O dirigente lembrou que chegou a dizer que as mulheres jamais pisaria no UFC. “Quando eu disse isso, eu não conhecia Ronda Rousey”.

Ovacionada pelo público que a recebeu de pé e com aplausos, Ronda demonstrou logo em suas primeiras palavras o tamanho de sua emoção diante da homenagem. Ela tentou conter o choro bravamente, e conseguiu. Apoiada por diversos fãs que berravam frases de incentivo, Rousey fez um discurso direcionado o tempo todo a “você”.

“Não sou uma pessoa que tem dificuldade para encontrar palavras. Mas, hoje, eu quero agradecer você. A única razão de tudo que eu fiz, foi pro que vocês deixaram que isso afetasse a vida de vocês. Palavras não vão definir o quanto sou grata pela honra de ser a pessoa que fez tudo isso ser possível. Não sou a primeira a ter essa habilidade de fazer isso. Mas fui a primeira a ter a atenção de vocês. Por causa de você, sou a primeira mulher aqui recebendo essa honra. Que eu seja a primeira de muitas. Juntas construímos isso, essa revolução, redefinimos o que é ser forte, sexy. Mudamos o significado de “lutar como uma garota”. Vocês tem sido uma parte especial dessa história. Tudo o que vocês viram em mim, eu vi em vocês. Sempre tentei fazer vocês orgulhosos. Obrigado”.

E assim Ronda Rousey se tornou a primeira mulher da história a entrar no Hall da Fama do UFC. Como se já não houvesse mais feitos e conquistas para a americana no mundo das lutas, ela brilha mais uma vez. Com um discurso em empoderado, Rousey encoraja o mundo a acreditar em si, não se abalar com a opinião dos outros e lutar pelo que acredita.

Atualmente, Ronda Rousey é estrela do WWE (evento de lutas coreografadas) e tem com a franquia um contrato de mais de dois anos. Ela nunca anunciou oficialmente sua aposentadoria do MMA, mas já deixou claro que um retorno ä modalidade é algo bem difícil de se acontecer.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar