Brasileirão Série A

Resumo da 35ª rodada: Palmeiras empata com o Paraná, mas segue líder com folgas no Brasileirão 2018

Sorte verde

Palmeiras tropeça no Paraná, mas segue favorito ao título de Campeão Brasileiro 2018.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Em 2017 muito se falou da “sorte de campeão” do Corinthians no returno do Brasileirão daquele ano. O time de operários de Fábio Carille perdeu muito de seu desempenho surpreendente na segunda metade da competição, mas contando com a famosa “sorte dos campeões” ergueu o troféu ao final das 38 rodadas.

O Palmeiras de Luiz Felipe Scolari vai pelo mesmo caminho em 2018. Após ser eliminado nos mata-mata da Copa do Brasil e da Libertadores, o Verdão segue na liderança do Campeonato Brasileiro mantendo uma confortável distância de 5 pontos para o vice-líder mesmo quando tropeça – caso desta 35ª rodada, quando não passou de um empate em 1 a 1 contra o já rebaixado Paraná, jogando por terra os prognósticos de apostas que davam grande favoritismo ao time paulista (odds em 1,21) contra a equipe paranaense (14,26), segundo indicação do Bet365. Melhor sorte teve quem acreditou no empate a 5,87 – o que deu um retorno de R$ 587,00 em uma aposta de R$ 100,00.

Na parte de baixo da tabela, o derrotado Vasco – prejudicado pela arbitragem – contou com a ajuda de Grêmio e Flamengo (o novo vice-líder) que venceram seus jogos contra, respectivamente, Chapecoense e Sport, para se manter fora do Z-4. Melhor para o Corinthians que, vitorioso no confronto direto com o Cruzmaltino, tem agora chances irrisórias de rebaixamento. Mesmo caso do Botafogo que após 4 vitórias seguidas passa a sonhar com o G-6.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

A pouca movimentação do G-4

Paraná 1 x 1 Palmeiras

Com o título de campeão praticamente assegurado e enfrentando um time já rebaixado, o Palmeiras foi a campo ligeiramente “desligado” para encarar o Paraná no Estádio do Café. Prejudicado também pela forte chuva que caiu durante o jogo e atuando contra o vento, o virtual campeão brasileiro de 2018 saiu atrás no placar. Cortesia de Keslley que marcou seu primeiro gol em seu segundo jogo como profissional. O Verdão, obviamente, partiu para cima, mas não conseguiu furar a defesa dos donos da casa. No segundo tempo, após ignorar um chute de Jesiel no peito de Dudu na grande área, o árbitro Bruno Arleu de Araújo marcou, aos 8 minutos, pênalti de Johny – mão na bola – convertido por Gustavo Scarpa. Animado, o Verdão pressionou ainda mais a defesa paranaense, mas sem efeito. Com a derrota do Internacional para o Botafogo e a vitória do Flamengo sobre o Sport, o time de Felipão segue líder com 5 pontos de vantagem sobre o segundo colocado – agora, o Flamengo. De quebra, bateu o recorde de invencibilidade do Corinthians de 2017 e chegou a 20 rodadas sem derrotas.

Botafogo 1 x 0 Internacional

Enquanto que o Botafogo parece encontrar forças onde acreditava-se não haver mais nada, o Internacional dá sinais claros de que chegou ao seu limite técnico. Sem criatividade, o time portoalegrense pouco criou para ameaçar a meta do goleiro Gatito Fernandéz e insistiu nas bolas cruzadas como “grande arma” contra a defesa alvinegra. O Botafogo por sua vez, tentava criar pelo meio com Léo Valencia em grande jornada. Mas o gol dos donos da casa saiu justamente em uma bola cruzada: Erik subiu mais que Zeca, dominou e bateu forte, sem chances de defesa para Marcelo Lomba. Precisando da vitória, o Internacional partiu para cima, mas não conseguiu buscar a igualdade ao passo que o Fogão, bem posicionado em sua defesa, desperdiçou boas oportunidades de matar o jogo com Brenner, Léo Valencia e Rodrigo Pimpão. Nos acréscimos, o prejuízo Colorado aumentou: Wellington Silva aos 54 e Rodrigo Moledo aos 57 foram expulsos. O resultado serviu para garantir o alvinegro carioca na Série A em 2019 e para derrubar a equipe gaúcha para a 3ª colocação, aumentando para 6 pontos a sua distância para o líder – restando ainda 9 em disputa.

Sport 0 x 1 Flamengo

Dominado a maior parte do tempo pelos donos da casa – que fecharam o primeiro tempo com 60% de posse de bola – o Flamengo “encontrou” a vitória diante do Sport na Ilha do Retiro neste domingo, encurtou a distância para o líder Palmeiras – foi de 7 para 5 pontos – e voltou a sonhar com o (improvável) título. O Sport por sua vez, segue na luta contra o rebaixamento. O jogo foi decidido no segundo tempo por William Arão aproveitando cobrança de escanteio de Vitinho quando o time carioca já estava com um jogador a menos – Paquetá, aparentemente com a cabeça na Europa, mais uma vez foi um peso-morto em campo e com  duas faltas no espaço de 6 minutos foi expulso aos 15 do segundo tempo. Ironicamente, com 10 em campo, o Flamengo foi melhor.

Grêmio 2 x 0 Chapecoense

Com um gol em cada tempo – Cícero e Éverton – e sem ser ameaçado pela Chapecoense em nenhum momento do jogo, o Grêmio garantiu sua vaga à Libertadores 2019 na noite deste domingo em Porto Alegre e agora luta com o São Paulo pela vaga direta na fase de grupos – em outras palavras: brigam pelo G-4. Uma luta que pode contar com a participação do Internacional, 3º colocado com 65 pontos – o Imortal e o Tricolor têm 62 pontos cada.

Com 37 pontos, a Chapecoense segue lutando contra o rebaixamento com Vasco, Sport e Ceará – que ainda joga nesta segunda-feira.

São Paulo 1 x 0 Cruzeiro

Enfrentando um Cruzeiro completamente desinteressado – por conta do título da Copa do Brasil – o São Paulo fez o básico, conquistou a vitória pelo placar mínimo após uma série de 3 empates seguidos e em um jogo chato de doer viu Diego Souza garantir a equipe na Libertadores 2019. A luta agora é pela vaga na fase de grupos: Internacional, Grêmio e o próprio São Paulo lutam por duas vagas no G-4.

 

Vasco segue ameaçado

Corinthians 1 x 0 Vasco

Em outro jogo ruim – marcado pela tensão da luta contra o rebaixamento – o Corinthians se deu melhor, aguentou a pressão do Vasco que partiu para cima ao perceber que o Timão não é tudo isso e conquistou uma importante vitória no Itaquerão com grande ajuda da arbitragem que não marcou – no final do segundo tempo – pênalti mais do que claro de Danilo Avelar em Marrony. Diferente dos jogos das últimas duas rodadas, em que reclamou muito da arbitragem, desta vez a cartolagem corintiana não teceu comentários e tampouco pediu o uso do VAR no Brasileirão.

O resultado praticamente garante o Timão na Série A em 2019 e dá a Jair Ventura a oportunidade de começar a planejar a próxima temporada corintiana. Pelo lado vascaíno, o resultado só não foi pior porque Chapecoense e Sport perderam seus jogos. O Ceará que joga hoje, dia 19, contra o Fluminense, ainda pode ultrapassar o cruzmaltino.

 

A batalha pelo G-6 e contra o Z-4

Vitória 1 x 2 Atlético-PR

Em um duelo de poucas emoções e bastante truncado, o Atlético-PR conquistou seu primeiro triunfo como visitante no Brasileirão e segue forte em sua luta para entrar no G-6 – com 50 pontos está agora a 3 do Atlético-MG, 6º colocado e último time com vaga na Libertadores 2019. Ramon marcou contra ainda no primeiro tempo e Bruno Guimarães ampliou para o Furacão aos 40 do segundo tempo. Neilton, de pênalti, diminuiu.

Com o resultado, o Vitória mantém-se na vice-lanterna do Campeonato Brasileiro, com 36 pontos e lutando contra Vasco, Sport e Ceará para se manter na Série A.

Atlético-MG 1 x 0 Bahia

Atlético-MG e Bahia fizeram um jogo movimentado no Estádio Independência na noite do último sábado. Precisando do triunfo para manter-se no G-6, o Galo adotou uma postura mais ofensiva, mas o gol só veio no segundo tempo, com Cazares em cobrança de falta ensaiada de Chará. Mas não deu para comemorar muito: logo em seguida, Fábio Santos deixou o pé alto em uma disputa de bola com Élber e foi expulso. Com um jogador à mais, o técnico Enderson Moreira colocou o Tricolor em cima do Galo que fechou-se na defesa, fez um paredão à frente do gol de Victor e garantiu os 3 pontos e sua permanência no G-6.

América-MG 2 x 1 Santos

Com as duas equipes precisando da vitória, América-MG e Santos fizeram um bom jogo, domingo, no Estádio Independência. Lutando contra o Z-4, os donos da casa saíram na frente com Rafael Moura – que desperdiçou ótima oportunidade para ampliar ainda na etapa inicial. O castigo veio nos pés de Gabriel, o artilheiro do Brasileirão, que deixou tudo igual no finalzinho do primeiro tempo. Copete, no início da jogada, fez falta em Ademir, mas o juiz Dewson Freitas nada marcou.

O duelo seguiu igual no segundo tempo até que Matheusinho chutou de longe, a bola desviou em Gustavo Henrique e morreu no fundo do gol de Vanderlei. O Coelho ainda teve chances de ampliar, mas não aproveitou. O resultado mantém vivas as esperanças de o América-MG escapar do rebaixamento e, acumulando a 4ª derrota seguida, o Santos vê as chances de entrar no G-6 virarem pó.

 

JOGOS DA 35ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE A 2018

SEGUNDA-FEIRA, 19 DE NOVEMBRO
  • 21:00 – Fluminense (R$ 1,81) x Ceará (R$ 4,87); empate (R$ 3,21)

 

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2018

Faltando ainda o jogo entre Fluminense e Ceará, a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro é a seguinte:

  1. Palmeiras, 71 – Libertadores
  2. Flamengo, 66 – Libertadores
  3. Internacional, 65 – Libertadores
  4. Grêmio, 62 – Libertadores
  5. São Paulo, 62 – Pré-Libertadores
  6. Atlético-MG, 53 – Pré-Libertadores
  7. Atlético-PR, 50 – Copa Sul-Americana
  8. Cruzeiro, 49 – Copa Sul-Americana
  9. Botafogo, 47 – Copa Sul-Americana
  10. Santos, 46 – Copa Sul-Americana
  11. Bahia, 44 – Copa Sul-Americana
  12. Corinthians, 43 – Copa Sul-Americana
  13. Fluminense, 41
  14. Vasco, 39
  15. Sport, 38
  16. Ceará, 38
  17. América-MG, 37 – Série B
  18. Chapecoense, 37 – Série B
  19. Vitória, 36 – Série B
  20. Paraná, 22 – Série B

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar