Ganhador.com

Paulista A2 e A3

Raio-X da Série A2 do Paulistão 2018

Foto: Guarani FC /Facebook Oficial

Sonhando com a elite, Portuguesa e Guarani precisam apagar decepções de 2017 para voltarem à elite do Estadual; boa campanha na Segundona do Brasileirão credencia o Oeste

O campeonato que melhor representa a força do futebol do interior de São Paulo começa hoje (17). Trata-se da abertura do Campeonato Paulista da Série A2, que reunirá 16 clubes, sendo que somente dois se classificarão para a elite no ano que vem. Assim como foi em 2017, a expectativa é muito grande pelo equilíbrio entre as equipes, com muitas mudanças de posição ao longo das 15 rodadas da primeira fase. Abaixo, falaremos, principalmente, de Portuguesa e Guarani, times de maior tradição na disputa. Mas é bom ficar de olho, também, em equipes como o Água Santa e o Oeste.

Portuguesa: obrigação de voltar para onde jamais deveria ter saído

A Lusa teve um ciclo desastroso no ano passado, já que permaneceu na A2 do Paulistão, não conseguiu ao menos disputar a Série D do Brasileirão e ficou sem o título da Copa Paulista, no segundo semestre. O Rubro-Verde sabe da necessidade de iniciar a escalada de volta à elite estadual e nacional a partir de agora. A última participação na primeira divisão estadual aconteceu em 2015.

Por pouco, o clube não conseguiu repatriar uma de suas últimas grandes revelações nos últimos 25 anos. Após aposentar-se no Palmeiras, Zé Roberto chegou a repensar o fim da carreira para ajudar a representação do Canindé. Mas como já havia firmado um compromisso para ser gestor do Verdão, a volta do ex-craque ficou inviável.

Sob o comando de Guilherme Alves, ex-atacante que brilhou com as camisas do Atlético-MG e Corinthians, a Portuguesa tem como principais nomes na A2, até o momento, William Batoré e Luciano Sorriso. A estreia será em casa, hoje (17), às 20h (horário de Brasília), contra o Batatais.

Guarani: confiança em alta para regressar à primeira divisão

Apesar dos muitos problemas para a estreia diante do Oeste, também nesta quarta-feira (17), o Guarani confia na tradição e na força da torcida para voltar à Série A1. Para o primeiro compromisso na Segundona do Paulistão, que acontecerá às 19h30 (horário de Brasília), na Arena Barueri, o técnico Umberto Louzer não poderá contar com os goleiros Bruno Brígido e Wallace, o lateral-esquerdo Marcílio, o meia Bruno Nazário e o atacante Bruno Mendes, já que todos não foram inscritos a tempo da abertura da competição.

Louzar será obrigado a escalar o terceiro arqueiro do elenco, Lucas Passarelli, de apenas 21 anos. Depois da vitória sobre o São Caetano por 2 a 0, no último teste na pré-temporada, o Bugre deve ir a campo com a seguinte formação: Lucas Passarelli; Lenon, Lucas Kal, Willian Rocha e Salomão; Baraka, Ricardinho, Denner e Gabriel Leite; Erik e Fumagalli, um dos atletas mais experientes do grupo. Vale lembrar que o clube campineiro participou da elite estadual, pela última vez, em 2013, tendo sido vice-campeão um ano antes. Em 2017, a queda para a Série C nacional não aconteceu somente pelos critérios de desempate.

Oeste e Água Santa chegam dispostos a surpreender na A2

No ano passado, São Caetano e Bragantino subiram para a Série A1, dois clubes de tradição no futebol paulista. Na edição de 2017 da A2, o Água Santa por pouco não conseguiu o acesso. Por isso, é bom ficar de olho na representação de Diadema, que terá Jorginho, ex-meia de Atlético-MG, Santos e que treinou o Palmeiras, em 2009, como técnico.

Já com relação ao Oeste, que quase se classificou para a Série A do Brasileirão, na temporada passada, o time de Barueri manteve a base que alcançou a sexta colocação da Segundona nacional. No entanto, quem surpreendeu na pré-temporada foi o tradicional XV de Piracicaba, que venceu quatro e empatou um dos seis jogos disputados na fase de preparação. Rebaixados da A1 em 2017, Audax e São Bernardo também se colocam entre os principais candidatos ao retorno à elite paulista.

Regulamento

Em turno único, os 16 participantes se enfrentarão, quando os quatro melhores colocados avançam às semifinais. Os dois últimos serão rebaixados para a Série A3. Em caso de igualdade de pontos, os critérios de desempate são os seguintes: mais vitórias; melhor saldo de gols; mais gols; menos cartões vermelhos; menos cartões amarelos; por fim, sorteio.

Na semifinal, as partidas serão em ida e volta, com o time de melhor campanha fazendo o segundo duelo em casa. Caso os clubes envolvidos empatem em pontos e saldo de gols, o finalista será conhecido nas cobranças de pênalti. As duas equipes que chegarem à decisão, disputada em jogo único, estarão garantidas na Série A1, em 2019. A agremiação de melhor campanha ganha o direito do mando de campo. Se houver igualdade no marcador no tempo normal, o campeão será definido nas penalidades máximas.

Jogos da 1ª rodada da Série A2 do Paulistão de 2018

Quarta-feira, 17 de janeiro

  • 16:00 – Votuporanguense x Juventus – Palpite: empate
  • 16:00 – Nacional x São Bernardo – Palpite: São Bernardo
  • 19:30 – Oeste x Guarani – Palpite: Oeste
  • 20:00 – Penapolense x Sertãozinho – Palpite: Penapolense
  • 20:00 – Portuguesa x Batatais – Palpite: Portuguesa
  • 20:00 – Internacional de Limeira x Osasco Audax – Palpite: Inter
  • 20:00 – XV de Piracicaba x Rio Claro – Palpite: XV de Piracicaba
  • 20:00 – Taubaté x Água Santa – Palpite: Água Santa

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar