Tênis

Prognósticos para os ATP 500 de Viena e da Basileia

O tenista Roger Federer
Foto: Tao Zhang/Getty Images

Tentativa de nono título de Roger Federer em casa e briga pelas últimas vagas para o Finals movimentam semana na ATP 

Depois de uma semana em que tivemos os primeiros títulos das carreiras dos jovens Stefanos Tsitsipas (ATP 250 de Estocolmo) e de Kyle Edmund (ATP 250 de Antuérpia), a reta final da temporada do tênis tem logo mais as disputas dos ATP 500 de Viena, na Áustria, e da Basileia, na Suíça. A principal novidade é a presença de Roger Federer. Cabeça de chave número 1 do torneio suíço, o experiente tenista de 37 anos é favorito segundo o Bet365, a odds de R$ 2,75, para faturar o nono título da competição que ainda conta com importantes adversários, como o compatriota Stan Wawrinka, o embalado grego Tsitsipas, o croata Marin Cilic e o alemão Alexander Zverev. Já em território austríaco, a briga pela taça envolve pelo menos seis candidatos. Ainda assim, o anfitrião Dominic Thiem, cotado em R$ 8,00, leva ligeira vantagem sobre os concorrentes.

Palpite para o ATP da Basiléia: título de Roger Federer, com odds a R$ 2,75 no Bet365

Palpite para o ATP de Viena: título de Dominic Thiem, com odds a R$ 8,00 no Bet365

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

 

ATP 500 da Basileia e Viena

Os últimos dois dos 13 torneios de nível 500 da ATP em 2018 chegam ao fim nesta semana (22 a 28 de outubro) com as disputas em Viena e na Basileia. As duas competições são importantíssimas para os tenistas que ainda buscam vaga no ATP Finals, que reunirá os oitos melhores tenistas do ano em Londres, e no Next Gen ATP Finals, que terá a presença da nova geração do tênis.

Por que Federer é favorito na Basileia?

Responsável pela incrível marca de 66 vitórias e apenas nove derrotas em sua cidade natal, Roger Federer é o rei do ATP 500 da Basileia. Invicto há 15 jogos no torneio desde 2013, quando caiu para Juan Martin del Potro na decisão, o Maestro possui oito títulos em onze finais disputadas na Suíça (2006-15, 2017). Favorito a vencer a competição, o anfitrião terá de lidar com a recente instabilidade para voltar a ser campeão. Desde que caiu nas oitavas do US Open para o australiano John Millman, em agosto, Federer disputou apenas um torneio. Foi o Masters 1000 de Xangai, quando foi eliminado pelo jovem croata Borna Coric.

Com uma chave acessível na Basileia, ex-número 1 do mundo tem tudo para ao menos chegar à final. Se passar pelo sérvio Filip Krajinovic na estreia, ele pode enfrentar o seu algoz de Nova York John Millman. A chave do suíço ainda conta com um possível duelo com o norte-americano Jack Sock nas quartas e o grego Stefanos Tsitsipas nas semis.

 

Por que Thiem é favorito em Viena?

Ocupando a oitava posição na corrida para o ATP Finals, Dominic Thiem entra pressionado no torneio em sua terra natal. Além de conviver com o jejum de um tenista austríaco não vencer em Viena desde 2010, quando Jurgen Melzer alcançou o troféu, e de ter como melhor resultado às quartas de final de 2013, Thiem vê sua vaga para competição em Londres ser ameaçada pelas chegadas de John Isner, o nono colocado e 515 pontos atrás na classificação, e Kei Nishikori, o décimo colocado e 535 pontos abaixo.

Com uma chave respeitável, podendo enfrentar Jo-Wilfried Tsonga ou Sam Querrey já na segunda rodada, Nishikori nas quartas, e Grigor Dimitrov nas semis, o austríaco espera manter o retrospecto dos últimos cabeças de chave do torneio, já que cinco dos últimos oito ganharam a competição. A final pode ser realizada contra Kevin Anderson, outro que tenta cravar seu lugar no Finals e que é cotado em R$ 8,00 para vencer em território austríaco.

 

Por que Cilic e Zverev correm por fora na Basileia?

A atmosfera está toda favorável a Roger Federer, que precisa de um título para ganhar confiança visando ao ATP Finals. Apesar do favoritismo do suíço, há adversários em condições semelhantes buscando por resultados.

Vice-campeão do Australian Open no início do ano, perdendo justamente para o Maestro, Marin Cilic não manteve a alta performance ao longo da temporada e vem de atuações inconsistentes, caindo na estreia do ATP 500 de Tóquio e sendo eliminado na segunda rodada em Xangai. Atualmente na sexta posição do ranking que garante os tenistas no torneio londrino, o croata é avaliado em R$ 7,50 para o título na Basileia.

Cabeça de chave número 2 na Suíça, Alexander Zverev já garantiu um lugar no Finals. Agora, o alemão mira o seu quarto troféu no ano após vencer em Munique, Madrid e Washington D.C. Ele é cotado em R$ 5,50 para levantar a taça.

 

Por que Isner e Nishikori correm por fora na Basileia?

Depois de perder alguns torneios por conta do nascimento de sua filha, John Isner está de volta ao circuito da ATP. Vindo de uma semifinal do ATP 250 de Estocolmo, quando perdeu para Ernests Gulbis, o norte-americano tem dois torneios para desbancar Marin Cilic, Kevin Anderson ou Dominic Thiem do ATP Finals. A questão é saber como estará o ritmo de jogo do grandalhão após período de inatividade. É por isso que ele é considerado uma das zebras, em odds a R$ 11,00.

Quem também corre por fora é Nishikori – é cotado em R$ 9,00 para ser campeão. O japonês até poderia estar em uma situação melhor se não fosse surpreendido há algumas semanas em sua própria casa. Ele ficou com o vice-campeonato do ATP 500 de Tóquio, caindo na decisão para Daniil Medvedev. Agora, precisará tirar a diferença de 535 pontos para Thiem.

 

Melhores palpites para o ATP 500 da Basileia e de Viena

O momento de Federer não é dos melhores na temporada. Ainda assim o Maestro é candidato ao título em qualquer torneio que disputa, principalmente quando Rafael Nadal e Novak Djokovic estão de fora. Com uma chave facilitada, o suíço tem tudo para atingir ao menos a decisão do ATP 500 da Basileia. Se chegar à final, deve levar o nono troféu da competição, que paga R$ 2,25 segundo o Bet365.

Já em Viena, Thiem precisará jogar sob pressão e poderá enfrentar oponentes diretos por uma vaga no ATP Finals. Apesar do retrospecto tímido atuando na Áustria, o anfitrião pode dar a volta por cima a vencer o seu quarto torneio na temporada, que é cotado em R$ 8,00.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar