UFC

Por que a superluta entre Miocic e Cormier no UFC vale mais do que o título para ambos

Foto: Divulgação/UFC

O UFC surpreendeu o mundo das lutas na última sexta-feira (26) ao anunciar uma superluta que promete sacudir a organização. No dia 7 de julho, em Las Vegas (EUA), o atual campeão dos pesos-pesados, Stipe Miocic, defende o título contra Daniel Cormier. Isso mesmo. O campeão dos meio-pesados vai subir de peso para encarar Miocic em confronto que representa muito para ambos. E tem mais. Eles serão treinadores do The Ultimate Fighter 27 antes de se enfrentarem.

Lutar nos pesados não será novidade para Daniel Cormier. Pelo contrário. Para quem não se lembra, DC era campeão peso-pesado do extinto Strikeforce. Ele lutava na divisão até 120kg antes de chegar ao UFC e desceu de categoria em respeito ao amigo e companheiro de treinos Cain Velásquez, que era campeão da divisão na época que Cormier chegou ao Ultimate. Daniel nunca perdeu como peso-pesado. Ele soma 13 lutas e 13 vitórias na categoria. Sua última apresentação como peso-pesado aconteceu em outubro de 2013, quando venceu Roy Nelson na decisão dos juízes.

O curioso é que logo depois do UFC 220, onde Miocic e Cormier defenderam os respectivos títulos de suas categorias, Daniel afirmou que não tinha interesse em subir para os pesados e fazer uma superluta com Miocic em respeito ao amigo Cain Velásquez. Menos de uma semana depois, a ideia vira realidade. Cormier provavelmente aceitou o desafio proposto pelo UFC pois sabe que não ficará por muito tempo lutando – ele se aposenta em março do ano que vem – e pode fazer a luta e abdicar o título imediatamente. Se vencer Miocic, ele terá feito história.

O que torna esse combate interessante, além de todos os aspectos técnicos e competitivos, é que a superluta pode dar a Miocic e Cormier o respeito que eles já merecem há muito tempo. O que quero dizer é que eles ainda não são apreciados como deveriam. Stipe pode enfim consolidar seu nome como “o melhor peso-pesado da história”, mesmo depois de já ter quebrado o recorde de defesas de título consecutivas no UFC. Já Cormier, pode alcançar um feito tão histórico que as únicas derrotas de sua carreira – ambas para Jon Jones – poderão ser enterradas sem peso na consciência.

Isso tudo sem contar que a superluta será a atração principal do UFC 226, que marca o prestigiado evento da Semana Internacional da Luta em Las Vegas (EUA). É o maior evento do ano, uma superluta, entre pesos-pesados, de altíssimo nível… O combate tem tudo para ser espetacular e fazer com que os fãs ao redor do mundo apreciem as qualidades de Stipe Miocic e Daniel Cormier.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar