Ganhador.com

NBB

Paulistano comemora conquista inédita do NBB e dois dias depois perde seu vitorioso treinador

Paulistano campeão NBB
Foto: Facebook/Paulistano

Campinas comemora título da Liga de Basquete Feminino

Gustavo de Conti foi o comandante da façanha do Paulistano, que tinha muita tradição, mas que nunca havia conquistado o Campeonato Brasileiro masculino de basquete. No primeiro dia útil após a volta olímpica, ele pediu o boné, apesar de entrar para a história do clube. A maior glória dos alvirrubros até então havia sido o Paulistão do ano passado. A agremiação é multicampeã em outras modalidades, como natação, polo aquático, natação artística, esgrima, voleibol, xadrez, badminton, atletismo, handebol, tênis, … mas este troféu talvez seja o mais importante da instituição, sobretudo nos últimos anos.

 

Paulistano campeão

A campanha do Paulistano foi excelente! Na temporada regular, terminou em segundo lugar entre os quinze concorrentes. Com um aproveitamento de 86%, os paulistas venceram 24 e perderam apenas quatro jogos. Melhor do que ele, só o Flamengo, que venceu 25 e foi derrotado em três oportunidades.

Como terminou no G-4, foi isento das oitavas de final.

Nas quartas de final, eliminou o Basquete Cearense por três partidas a uma.

Nas semifinais, precisou dos cinco jogos para se impor ao Bauru.

Na decisão, 3 a 1 diante do Mogi das Cruzes.

Os alvirrubros se credenciaram para tentar prevalecer na Liga das Américas, da qual participaram este ano, mas não passaram da primeira fase, numa chave que tinha Mogi das Cruzes, San Lorenzo (da Argentina) e Deportivo Español (do Chile).

 

Mogi das Cruzes 76, Paulistano 82

O jogo 4 da final teve dois tempos bem diferentes. No primeiro, os ataques pontuaram bastante e as equipes, de alto nível técnico, quase não erraram. No segundo, o nervosismo falou bem alto e muitos erros bobos aconteceram.

Ao longo do duelo, as bolas de três pontos fizeram a diferença para os da capital do estado de São Paulo. Os alvirrubros acertaram oito em onze tentativas.

No último quarto, a diferença chegou a ser de doze pontos. Jimmy e Larry tentaram manter a Jaguatirica viva, e foram responsável por reduzir a vantagem para somente três pontos. Quem matou o jogo foi Deryk num arremesso certeiro, quase no estouro do cronômetro.

Foi a terceira decisão do Paulistano, que enfim subiu no lugar mais alto do pódio. Guilherme Hubner, Yago, Lucas Dias e Deryk foram alguns dos protagonistas do título.

 

A saída de Gustavo de Conti

Mal acordou do sonho, Gustavo de Conti já estava sendo anunciado como o novo professor do quadro masculino de basquete do Flamengo, que havia decidido não renovar o contrato de José Neto. Aos 38 anos, ele deixa o Paulistano, onde trabalhava desde 2010. Ele assinou por dois anos com O Mais Querido do Brasil.

Na temporada 2018/19, o rubro-negro participará do Campeonato Estadual, da Liga Sul-Americana e do Novo Basquete Brasil.

 

Campinas campeão da LBF

No feminino, deu a lógica. O Campinas terminou a temporada regular na primeira posição com 32 pontos e passou por São Bernardo e Vasto Verde antes de fazer cinco pelejas emocionantes contra o Sampaio Corrêa. As paulistas fecharam o playoff final em 3 jogos a 2.

Ariadna, Babi, Fabi, Jeanne, Karla, Meli Grettner, Moura, Nascimento e Patty foram os principais nomes do time, que teve como treinador o experiente Antonio Carlos Vendramini.

Também participaram do certame UNISSAÚ, Santo André, FUNVIC, Presidente Venceslau e Catanduva.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar