Brasileirão Série A

Paraná e Bahia correm contra o tempo para deixar o Z-4 antes da pausa para a Copa do Mundo. Times fazem confronto direto nesta quinta-feira

Bahia
Fotos: Felipe Oliveira/EC Bahia

Paranistas chegam embalados pela primeira vitória, enquanto o Tricolor de Aço passa por uma troca de comando

Nesta quinta-feira (07), o vice-lanterna do Brasileirão, Paraná, recebe o Bahia para um confronto direto na luta contra o rebaixamento. Apenas dois pontos separam as equipes, que neste momento ocupam, respectivamente, a 18ª e a 19ª colocações. Porém, enquanto o time da casa chega embalado depois de quebrar o jejum de vitórias na última rodada, o Tricolor de Aço lamenta uma derrota para o Grêmio em plena Arena Fonte Nova, resultado que custou o emprego do técnico Guto Ferreira. A bola rola no Durival Britto a partir das 20 horas (horário de Brasília).

 

Paraná tenta embalar após primeiro triunfo

Após nove rodadas, o Paraná finalmente chegou à sua primeira vitória no duelo contra o Fluminense (2×1), e agora espera embalar nas últimas partidas antes da pausa para a Copa do Mundo. Restando ainda três rodadas, o time pode até passar o período de recesso fora da zona de rebaixamento, desde que as circunstâncias colaborem.

No momento, o Tricolor da Vila soma seis pontos, três a menos que o seu arquirrival Atlético Paranaense, que é o primeiro time fora do Z-4. Além de vencer o Bahia, os paranistas devem torcer por tropeços do Furacão e do Vitória nas partidas contra Sport e Chapecoense.

O time comandado por Rogério Micale é o terceiro pior mandante do campeonato, superando apenas Vitória e Ceará. Jogando na Vila Capanema, foram duas derrotas, diante de Corinthians (4×0) e Sport (2×1), além dos empates contra Grêmio (0x0) e Atlético Paranaense (0x0), que somados à vitória sobre o Tricolor carioca, totalizam um aproveitamento de 33,3%.

Para enfrentar o Bahia, o técnico não poderá contar com o volante Torito González, que está suspenso.

 

Bahia será comandado pelo interino Cláudio Prates

O técnico Guto Ferreira não resistiu à sequência de derrotas para Flamengo (2×0) e Grêmio (2×0), que derrubou o Bahia para a 18ª colocação. Apesar de elogiar publicamente o trabalho do técnico, que classificou o time na Copa Sul-Americana, o levou até as semifinais da Copa do Nordeste, e praticamente liquidou a fatura no duelo contra o Vasco pela Copa do Brasil, a diretoria demonstrou muita preocupação com a possibilidade de rebaixamento, e preferiu trocar o comando antes da paralização para o Mundial da Rússia.

Antes que um novo nome seja escolhido, quem assume interinamente a função é o auxiliar técnico Cláudio Prates. Ele declarou que ainda pretende fazer observações, mas não descarta a possibilidade de mudanças no time titular, em especial no setor ofensivo. Uma delas será inevitável, já que o atacante Junior Brumado sofreu uma lesão muscular e não tem previsão de retorno.

O Bahia é o pior visitante deste Brasileirão, e ainda não marcou sequer um gol fora de casa. Em seus quatro compromissos, foi derrotado por Internacional (2×0), Sport (2×0), Palmeiras (3×0) e Flamengo (2×0).

 

Retrospecto de Paraná x Bahia

O Bahia leva vantagem no histórico de confrontos contra o Paraná, com 10 vitória e seis derrotas. Outras duas partidas terminaram empatadas. Porém, no último encontro entre os times, em março do ano passado, o Tricolor da Vila levou a melhor pelo placar de 2×0, e eliminou o Esquadrão de Aço ainda na segunda fase da Copa do Brasil.

O duelo se intensificou entre os anos de 2008 e 2016, quando os times se enfrentaram 10 vezes pela Série B. Nestes jogos, aconteceram seis vitórias dos baianos, duas dos paranaenses, e dois empates.

Últimos jogos

  • 08/03/2017 – Paraná 2×0 Bahia – Copa do Brasil
  • 27/08/2016 – Bahia 3×0 Paraná – Série B
  • 21/05/2016 – Paraná 0x0 Bahia – Série B
  • 05/09/2015 – Paraná 1×0 Bahia – Série B
  • 29/05/2015 – Bahia 1×0 Paraná – Série B

 

Prováveis escalações

Paraná: Thiago Rodrigues; Júnior, Jesiel, Rayan e Igor; Leandro Vilela, Carlos Eduardo, Wesley; Léo Itaperuna, Thiago Santos  e Carlos (Caio Henrique). Técnico: Rogério Micale

Bahia: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Edson, Elton, Allione , Regis e Zé Rafael; Kayke. Técnico: Cláudio Prates

 

Palpite

Ambos os times atravessam momentos extremamente delicados, e precisam vencer a qualquer custo para sair da zona de rebaixamento. O que confere um ligeiro favoritismo aos paranistas, além do fato de jogarem em casa, é a retomada de fôlego após a primeira vitória no campeonato, ocorrida na partida contra o Fluminense. Ainda não se sabe qual será o comportamento do Bahia após a queda de Guto Ferreira, mas é inegável que o time está em baixa após os últimos resultados, e sem poder contar com seu ataque titular, torna-se ainda mais vulnerável.

Será muito suado, mas acredito em uma vitória dos anfitriões pela contagem mínima.

Jogos da 10ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018

Terça-Feira, 05 de junho

  • 21:30 – São Paulo 0x0 Internacional

Quarta-Feira, 06 de junho

  • 19:30 – Vitória 1×0 Chapecoense
  • 19:30 – Botafogo 0x0 Ceará
  • 21:00 – Sport 1×0 Atlético-PR
  • 21:00 – Corinthians 1×1 Santos
  • 21:45 – Cruzeiro 1×1 Vasco
  • 21:45 – Grêmio 0x2 Palmeiras

Quinta-Feira, 07 de junho

  • 20:00 – Paraná x Bahia – Palpite: empate
  • 20:00 – Fluminense x Flamengo – Palpite: Flamengo
  • 21:00 – América-MG x Atlético-MG – Palpite: empate

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.