Brasileirão Série A

Palmeiras, Internacional e Flamengo terminam a 29ª rodada do Campeonato Brasileiro como favoritos ao título

Segue o líder

Decisivo, Deyverson marca 2 gols e ajuda o Palmeiras a afastar o Grêmio da luta pelo título.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Confirmando os odds que estavam na casa de 1,86 contra 4,54 na vitória do Palmeiras sobre o Grêmio (Bet365) pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, domingo, dia 14 no estádio do Pacaembu, o Verdão segue isolado na liderança do torneio e a nove rodadas para o final da competição, cada vez mais perto do título. O vice-líder Internacional também fez sua lição de casa e confirmou a tendência do Bumbet que colocava os odds do Colorado em 2,10 contra os 3,70 em uma eventual vitória do São Paulo que viu os líderes abrirem uma considerável distância e meio que se despediu da briga pelo título. Fechando o G-3,  o Flamengo confirmou o favoritismo apontado pelo Bet365 e com odds de 1,70 superou o Fluminense (5,02) no clássico carioca da rodada. Com Grêmio (51 pontos) e São Paulo (52) derrotados nos confrontos diretos, a decisão do título de campeão brasileiro fica cada vez mais definida entre Palmeiras (59), Internacional (56) e Flamengo (55) que renasceu das cinzas nas mãos de Dorival Júnior

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Os líderes ampliam a vantagem

Palmeiras 2 x 0 Grêmio

Em uma rodada de suma importância para suas ambições no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras contou mais uma vez com o faro artilheiro de Deyverson para mandar para longe da briga pelo título o Grêmio que tem agora 8 pontos de distância para o líder a 9 rodadas para o fim da competição. Contando com assistência precisa de Dudu, o “diabo loiro” se deu bem sobre o zagueiro Bressan em duas oportunidades – aos 7 do primeiro tempo e aos 33 do segundo – e selou a sorte do tricolor gaúcho – que mais uma vez mandou a campo uma equipe mista reforçando que o foco do clube na temporada é mesmo o bicampeonato na Libertadores.

Internacional 3 x 1 São Paulo

Parecia que o São Paulo deixaria para trás a “má-fase” que persegue o time nas últimas rodadas. Logo aos 2 minutos do primeiro tempo, um erro bobo de Edenilson no meio-campo permitiu que Jucilei abrisse a bola para Reinaldo cruzar com perfeição para Liziero abrir o placar no Beira-Rio. Mas ficou nisso. Com Potker pedindo substituição ainda no primeiro tempo em função de uma lesão, Leandro Damião, recuperado de um problema muscular, foi a campo e comandou a virada do Colorado para cima do Tricolor. Aos 45 ele deixou tudo igual e aos 6 minutos do segundo tempo marcou o gol da virada. Atrás no placar, o São Paulo melhorou um pouco mas seu ataque não ameaçava o gol dos donos da casa. Absoluto no jogo, o Internacional “cozinhou” a equipe de Diego Aguirre até que nos acréscimos, Anderson Martins fez pênalti em Leandro Damião, levou segundo amarelo, foi expulso e dos vestiários viu Nico López dar números finais ao duelo e deixar o São Paulo muito longe da briga pelo título. O resultado mantém o Colorado a 3 pontos de distância do Palmeiras e com grandes chances de ser campeão.

Flamengo 3 x 0 Fluminense

O Flamengo pegou gosto pelos placares elásticos. Após vencer o Corinthians em pleno Itaquerão por 3 a 0 na última rodada, o Rubro-Negro repetiu o placar na abertura da 29ª rodada do Campeonato Brasileiro contra um irreconhecível Fluminense em uma de suas piores partidas no torneio. Assim como Leandro Damião foi o “dono do jogo” em Porto Alegre, Uribe mandou na partida  no Maracanã marcando 2 gols. Tirando um bom chute de Luciano no início da partida, o Tricolor das Laranjeiras foi um mero expectador em campo. Aos 10 minutos, o Urubu confirmou sua superioridade quando Uribe aproveitou cruzamento de Vitinho para abrir o placar. Pelo lado do Fluminense, o veloz Ayrton Lucas tentava alguma coisa, mas sem grande sucesso. Sem ambições, o Flu viu Léo Duarte ampliar aos 46. O jogo seguiu igual no segundo tempo e Uribe aos 3 minutos deu números finais à partida. Vitória que mantém o Rubro-Negro na luta pelo título e empurra o Tricolor para a 9ª posição com 37 pontos.

 

Foco na Copa do Brasil

Santos 1 x 0 Corinthians

Com todas as suas atenções voltadas para a grande final da Copa do Brasil nesta quarta-feira, dia 17, o Corinthians foi para o clássico contra o Santos, sábado, dia 13, no Pacaembu com um time quase todo reserva. Dos titulares apenas Léo Santos, Mateus Vital e Douglas foram a campo. Como resultado, o que se viu em campo foi um Timão desentrosado que pouco fez para ameaçar o Santos ou pôr fim à seca de vitórias e gols – sem vencer há quatro jogos somando Brasileiro e Copa do Brasil, o Corinthians está agora há 382 minutos sem marcar gols. Como não tem absolutamente nada a ver com os problemas do Parque São Jorge, Gabriel chegou ao seu 14º gol no torneio aos 20 minutos do primeiro tempo. Resultado que mantém o Peixe na 7ª colocação – cada vez mais perto do G-6 e deixa o Timão a apenas 4 pontos do Z-4. Após a final da Copa do Brasil, o técnico Jair Ventura terá 9 rodadas para evitar o segundo rebaixamento da história do Alvinegro.

Vasco 2 x 0 Cruzeiro

Outro finalista da Copa do Brasil, o Cruzeiro mais uma vez mandou a campo um time “alternativo” e, novamente, pagou o preço da escolha feita por Mano Menezes – em 15 jogos como visitante, a Raposa venceu apenas duas vezes no Brasileirão. Com os titulares poupados para o jogo da próxima quarta-feira e Fred relacionado como titular pela primeira vez desde seu retorno após a contusão sofrida em março deste ano no jogo contra o Tupi pelo Campeonato Mineiro, o desencontrado Cruzeiro foi presa fácil para o Vasco que pressionado pelo Z-4 viu o argentino Maxi López chamar para si a responsabilidade de liderar o Cruzmaltino à vitória no segundo tempo (depois de uma primeira etapa ruim em ambos os lados): após cruzamento do vaiado Fabrício, ele fez o corta-luz que enganou o zagueiro Murilo e deixou Pikachu livre para marcar. Aos 24, Murilo mais uma vez foi mal no corte e permitiu que López roubasse a bola de Lucas Silva e marcasse o segundo dos donos da casa. O Cruzeiro tentou pressionar, mas Mancuello exagerou na força em lance com Andrey no meio de campo e foi, merecidamente, expulso. Com um jogador à mais, o Vasco fechou-se em sua defesa e gastou o tempo até o apito final. O resultado pouco afeta o Cruzeiro – 10º colocado com 37 pontos – mas representa muito para o time de São Januário que abre 3 pontos para o Z-4 e com 34 pontos assume a 13ª colocação.

 

A luta contra o Z-4

Bahia 2 x 0 Paraná

Como era de se esperar, o Bahia pressionou o Paraná – lanterna do Brasileirão – desde o início do jogo no Estádio do Pituaçu para voltar a vencer após 5 jogos e se distanciar novamente do Z-4. Conseguiu, depois de muita insistência contra a bem-fechada defesa paranaense e após a entrada de Vinícius aos 25 minutos do segundo tempo. Com gols aos 39 e aos 44 minutos o atacante deu números definitivos ao duelo, acabou com a seca de vitórias do tricolor baiano – que chegou à 12ª colocação com 34 pontos – e colocou mais um carimbo no visto de entrada do Paraná para a Série B 2019.

Chapecoense 0 x 1 Vitória

Após 4 derrotas consecutivas no Brasileirão, o Vitória conquistou um importante triunfo por 1 a 0 contra a Chapecoense em um confronto direto na luta contra o Z-4. O gol de Lucas Fernandes, ainda no primeiro tempo na Arena Condá, tirou o Rubro-Negro do Z-4 e recolocou os catarinenses no caminho para a Série B (17º colocado com 31 pontos). Mas, o Ceará que fecha a rodada hoje, dia 15, contra o Botafogo no Castelão pode chegar aos 33 pontos e assumir a 16ª colocação, reposicionando o Vitória em 17º com 32 pontos e de novo no Z-4.

Atlético-PR 4 x 0 Sport

O Atlético-PR conquistou sua 11ª vitória consecutiva na Arena da Baixada e segue como senhor absoluto de seus domínios . Sem dar chances ao  Sport (que teve apenas 30% de posse de bola), os donos da casa buscaram o resultado desde os primeiros instantes, mas pararam na boa atuação de Magrão que só foi batido no início do segundo tempo por Thiago Heleno que abriu o placar para o Furacão. Pouco depois, Bergson cobrou o pênalti cometido por Raul Prata e ampliou para os donos da casa. Magrão seguia fazendo milagres e impedindo um desastre maior para o Sport até precisou ser substituído pouco depois dos 30 minutos. Como já havia feito as 3 substituições, o técnico Milton Mendes precisou improvisar o atacante Gabriel no gol. Sem ter muito o que fazer o goleiro-atacante sofreu os dois gols que definiram o placar com Bergson, novamente, e Rony. Resultado que coloca o Furacão na 8ª posição com 39 pontos e afunda o Leão mais um tanto na 19ª colocação, com 27 pontos.

Atlético-MG 0 x 0 América-MG

Graças às boas atuações dos goleiros Victor e João Ricardo o movimentado clássico mineiro entre Galo e Raposa não saiu do 0 no placar – um resultado que, à rigor, foi ruim para os dois times. Com um ponto para cada lado, o Atlético (46) deixou escapar a chance de se aproximar de Grêmio (51) e São Paulo (52) em sua luta pelo G-4 e uma vaga na fase de grupos da Libertadores. Por sua vez, o América (33) caiu para a 15ª colocação e está a 2 pontos do Z-4 (e esta distância pode cair para 1 ponto caso o Ceará vença o duelo contra o Botafogo no fechamento da 29ª rodada do Brasileirão hoje, dia 15).

 

JOGOS DA 29ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE A 2018

SEGUNDA-FEIRA, 15 DE OUTUBRO
  • 20:00 – Ceará (R$ 2,32) x Botafogo (R$ 3,09); empate (R$ 3,14)

 

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2018

Faltando ainda o jogo entre Ceará e Botafogo, a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro é a seguinte:

  1. Palmeiras, 59 – Libertadores
  2. Internacional, 56 – Libertadores
  3. Flamengo, 55 – Libertadores
  4. São Paulo, 52 – Libertadores
  5. Grêmio, 51 – Pré-Libertadores
  6. Atlético-MG, 46 – Pré-Libertadores
  7. Santos, 42 – Copa Sul-Americana
  8. Atlético-PR, 39 – Copa Sul-Americana
  9. Fluminense, 37 – Copa Sul-Americana
  10. Cruzeiro, 37 – Copa Sul-Americana
  11. Corinthians, 35 – Copa Sul-Americana
  12. Bahia, 34 – Copa Sul-Americana
  13. Vasco, 34
  14. Botafogo, 34
  15. América-MG, 33
  16. Vitória, 32
  17. Chapecoense, 31 – Série B
  18. Ceará, 30 – Série B
  19. Sport, 27 – Série B
  20. Paraná, 17 – Série B

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Corinthians x Cruzeiro: a hora da verdade na Copa do Brasil | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar