Humor

Paixão Nacional: um clássico nunca morre

Com o Palmeiras campeão brasileiro com uma rodada de antecedência é chegada a hora da torcida se divertir. Mais uma vez batendo na trave do Campeonato Brasileiro, o Flamengo é a bola da vez e o tão famoso “cheirinho de campeão” propagado por Zé Ricardo em sua passagem pela Gávea – mas que nunca passou de um mero “cheirinho” mesmo – volta a atormentar o Rubro-Negro.

Um resultado ruim para uma diretoria que teve o mérito de organizar as contas do clube, garantir uma boa saúde financeira mas que não foi capaz de transformar esta bonança em títulos de peso. Bandeira de Melo aproveita seus últimos dias como presidente do clube sabendo que, assim como sua equipe, ficará apenas no “cheirinho” da história do Flamengo e sua seca de títulos de peso.

E nos vestiários, o “cheirinho” de Renato Gaúcho vem ganhando força para 2019.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar