Copa do Mundo Rússia 2018

Oitavas de final da Copa: palpites e prognósticos para França x Argentina, o jogo da “anarquia contra a frieza”

Messi
Foto: GABRIEL BOUYS/AFP/Getty Image

Lionel Messi de um lado, Antoine Griezmann do outro. A Copa terá mais um jogo daqueles jogos inesquecíveis às 11h (de Brasília) deste sábado (30) em Kazan                       

Pronto. Não falta mais nada para que a Copa do Mundo da Rússia pegue fogo de uma vez com um confronto de duas camisas pesadas, ambas com títulos em Mundiais. Será às 11h (de Brasília) deste sábado (30), na cidade de Kazan, que Argentina e França vão fazer aquele que talvez seja o mais aguardado confronto dessa fase de oitavas de final. Afinal, das oito partidas, essa é a única que envolve duas seleções que têm, ambas juntas, títulos mundiais em seu histórico. E não é só isso. Ambas vêm de dolorosas derrotas recentes. A Argentina perdeu duas edições da Copa América para o Chile, enquanto a França foi derrotada na final da Eurocopa que organizou para um Portugal que ainda por cima não contava com Cristiano Ronaldo. Será mesmo um jogo para levar as duas equipes (e as duas torcidas) ao limite.

Argentina aposta em confusão

A grande brincadeira que se ouve em Buenos Aires nas últimas horas é que “em time que ganha não se mexe, então os titulares escolhidos por Mascherano merecem seguir na equipe”. Está realmente assim. O técnico Jorge Sampaoli perdeu totalmente a sua força perante o grupo de jogadores, que tomaram para si o controle da Argentina e conseguiram, na base da confusão e do empurrão, eliminar a Nigéria em uma emocionante decisão na fase de grupos.

Mas esta emoção toda vai certamente cobrar o seu preço. A Argentina é a equipe mais velha desta Copa, com uma média de idade de 30 anos, e o desgaste será sentido agora diante da França – que, vale sempre lembrar, tem um time bem mais jovem, o mais novo do Mundial, com média de 26. E se a Argentina deixou o sangue em campo contra a Nigéria, a França, que atuou algumas horas antes contra a Dinamarca, ficou em um chato 0x0 preservando seis titulares, entre eles o goleiro, Lloris.

A Argentina vai a campo neste sábado com a seguinte formação: Armani; Mercado, Otamendi, Rojo e Tagliafico; Mascherano, Enzo Pérez, Banega e Messi; Di María e Higuaín. Um outro problema para os vizinhos é a quantidade de cartões. São seis pendurados: Otamendi, Mercado, Acuña, Banega, Mascherano e Messi vão precisar se cuidar porque já levaram um amarelo e podem, em caso de mais uma advertência, ficar fora da partida seguinte, que seria contra o vencedor de Uruguai x Portugal. Os cartões são zerados para as semifinais. Resta saber se tal cuidado vai fazer com que a Argentina jogue um pouco menos agressiva. A sensação que se tem é que a equipe vai criar confusões durante os 90 minutos para minimizar a vantagem técnica e física da França.

França, com “F” de fleuma

Uma outra análise muito feita nesta partida é que, sim, a França tem excelentes jogadores: Mbappé, Giroud e Griezmann, para ficarmos só em três, embora o técnico Didier Deschamps ainda não tenha anunciado os titulares. Mas a seleção não tem nenhum “cachorro louco” como Mascherano ou nenhum astro do quilate de Messi. E o que pode complicar demais também é que os franceses, como brincam os argentinos, são “mais frios que o inverno”, e que o temperamento necessário para jogar partidas decisivas deste tipo não será visto entre os azuis.

A França, porém, carrega uma vantagem específica que merece ser bem observada: os seus dois laterais, Pavard e Lucas, são extremamente rápidos e devem levar muita vantagem sobre Mercado e Tagliafico, os seus marcadores. Aí pode estar a verdadeira virtude francesa. Se o jogo está travado no centro, bola nos laterais. E eles devem dar conta do recado.

Palpite

A França tem um time muito mais organizado que a Argentina – que não tem necessariamente um time, e sim um coração gigante que tenta reverter este prognóstico sombrio que assinalava até mesmo uma eliminação na primeira fase. Há muitas vantagens francesas para se destacar. A Argentina depende mesmo da sua capacidade de travar o jogo e de Messi decidir em um lance isolado. Mas aí é querer demais dele. A França pinta como favorita, e por isso cravamos uma vitória emocionante por 2×1 nesta manhã de sábado. E para você? Quem segue na Copa?!

Jogos das oitavas de final da Copa do Mundo 2018

Sábado, 30 de junho 

  • 11:00 – França x Argentina – Palpite: França
  • 15:00 – Uruguai x Portugal – Palpite: Uruguai 

Domingo, 1º de julho 

  • 11:00 – Espanha x Rússia – Palpite: Espanha
  • 15:00 – Dinamarca x Croácia – Palpite: Croácia

Segunda-feira, 2º de julho 

  • 11:00 – Brasil x México – Palpite: Brasil
  • 15:00 – Bélgica x Japão – Palpite: Bélgica 

Terça-feira, 3 de julho 

  • 11:00 – Suécia x Suíça – Palpite: Suíça
  • 15:00 – Colômbia x Inglaterra – Palpite: Inglaterra

 

Comentários

2 Comentários

2 Comentários

  1. Gabriel

    29 de junho de 2018, às 23:15

    Argentina vai vencer

  2. Anônimo

    30 de junho de 2018, às 11:44

    Argentina jogar com sangue nos olhos

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.