Ganhador.com

Brasileirão Série A

No retorno de Guerrero, Flamengo segue líder; Grêmio, Vasco e Palmeiras goleiam e o Cruzeiro vence a primeira

Lucas Paquetá abriu o caminho para a vitória ontem no Maracanã e o Flamengo abre mais 1 ponto de vantagem sobre o vice-líder, Palmeiras.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo/Reprodução

Rodada não foi boa para os paulistas: São Paulo e Corinthians, jogando em casa apenas empataram e o Santos foi goleado em Porto Alegre.

Como mandantes da 4ª rodada do Campeonato Brasileiro, Vasco, Cruzeiro, Flamengo, Sport e Grêmio fizeram suas lições de casa e venceram seus duelos contra América-MG, Botafogo, Internacional, Bahia e Santos (respectivamente). Melhor para o Flamengo, que no retorno de Paolo Guerrero aos gramados, conseguiu uma importante vitória e agora acumula 10 pontos na liderança do Brasileirão – com uma vantagem de 2 sobre o 2º colocado, Palmeiras, que não tomou conhecimento do Atlético-PR na Arena da Baixada. Com 7 pontos e um jogo a menos, o Vasco pode alcançar o líder quando realizar o duelo adiado da 3ª rodada contra o Santos. No sábado, o São Paulo viu Everton marcar seu primeiro gol com a camisa tricolor mas não conseguiu superar o Atlético-MG. No domingo, com um time cheio de reservas, o Corinthians não passou de um empate contra o Ceará e, evidentemente, perdeu posições na classificação.

 

O líder mostra sua força em casa

Flamengo 2 x 0 Internacional

Com recorde de público no Maracanã, o Flamengo fez valer a sua força em casa e quase não deu chances para o azar diante do Internacional que pouco fez para ameaçar o gol defendido por Diego Alves. O público que assistiu ao retorno de Paolo Guerrero aos gramados após a suspensão de seis meses – ele entrou aos 13 do segundo tempo no lugar de Henrique Dourado –, viu também William Potker ser expulso aos 33 da etapa final após acertar uma cabeçada em Vinícius Júnior e fazer do difícil (uma vitória colorada), algo impossível.

O primeiro tempo parecia um treino de ataque contra defesa. O Flamengo “alugou” o campo do Internacional e passou o tempo todo pressionando a zaga gaúcha – sem sucesso. Na melhor oportunidade do Rubro-negro, Rodinei arriscou e Danilo Fernandes fez boa defesa. O Inter ameaçou em dois contra-ataques com Leandro Damião, mas o goleiro Diego Alves estava atento e não deu chances ao azar.

O segundo tempo seguiu igual, com o Urubu pressionando o Colorado, até que aos 25 minutos, Lucas Paquetá aproveitou rebote em cobrança de falta dele mesmo para abrir o placar. O gol desestabilizou o Inter e William Potker, que até então havia contribuído apenas para aumentar as despesas do clube na viagem para o Rio, acertou uma cabeçada em Vinícius Júnior e, merecidamente, foi expulso. O sempre brigão D’Alessandro também tentou o seu cartão vermelho, mas o árbitro Luiz Flávio de Oliveira não viu o soco que o argentino acertou em Paquetá. Preocupado em jogar bola, o Flamengo chegou ao segundo gol (uma pintura) com Éverton Ribeiro aos 41. Placar mais do que justo para o time que, no segundo tempo, preocupou-se em resolver na bola e não “na porrada”.

Pouco a pouco, Maurício Barbieri faz a “jornada do interino”, acerta o time e, assim como aconteceu com Zé Ricardo, firma-se no comando do Flamengo. O oposto de Odair Hellmann no Inter, que vê a pressão da torcida aumentar e seu emprego em risco.

Quanto a Paolo Guerrero, o peruano voltou ao Maracanã longe de sua melhor forma, lento e “pesado”. Mesmo assim, obrigou a defesa do Inter a redobrar sua atenção e ainda arriscou dois chutes. Muito para quem ficou seis meses “parado”.

 

Melhor futebol do Brasil… de novo?

Grêmio 5 x 1 Santos

Aproveitando-se da estrutura e base que foram mantidas após a vitoriosa temporada de 2017, o Grêmio encontra seu ritmo dentro do campeonato brasileiro e na mesma semana em que aplicou uma sonora goleada por 5 a 0 em cima do Cerro Porteño pela Libertadores, recebeu o Santos em Porto Alegre e não teve dó: 5 a 1 sem sofrimento pra cima do Peixe.

Como é praxe nos jogos em seu estádio, o Imortal assumiu o controle da partida em seus primeiros movimentos e amassou a defesa alvinegra com Ramiro em cobrança de falta, no início do duelo, e André aos 19 minutos do primeiro tempo em cruzamento também de Ramiro. Aos 30, Maicon mandou um pombo sem asa de fora da área no ângulo de Vanderlei. Em seguida, Jean Mota arriscou; a bola desviou em Kannemann e entrou: 1 a 1. Aos 45, Everton recebeu de Léo Moura, limpou Lucas Veríssimo e desempatou.

No segundo tempo, o Tricolor ampliou aos 9 minutos em cobrança de falta de Maicon. Com o Santos “morto” em campo, houve tempo para André fazer o 4º aproveitando passe de Luan e para Arthur fechar a goleada com um chute colocado no canto esquerdo. Ao peixe sobraram apenas as imagens da discussão entre o volante Alison e o goleiro Vanderlei ao final do jogo.

Jogando, pela segunda temporada seguida, o “melhor futebol do Brasil”, o Grêmio subiu 7 posições na tabela e agora é o 5º colocado, com 7 pontos.

O Santos, por sua vez, estacionou nos 3 e, com 1 jogo a menos, pode entrar no Z-4 caso a Chapecoense vença o Paraná no fechamento da rodada hoje a noite.

 

O melhor visitante do país

Atlético-PR 1 x 3 Palmeiras

O Atlético-PR não perdia um jogo na Arena da Baixada desde novembro do ano passado (17 jogos). Sob o comando de Fernando Diniz, há 10 jogos não sabia o que era uma derrota. Tudo isso é passado. Dono do melhor desempenho como visitante no ano entre os times da Série A – um aproveitamento de 83% com 11 vitórias, 2 empates e 1 derrota – o Palmeiras de Roger Machado soube se impôr mais uma vez longe de seus domínios e voltar para São Paulo com mais 3 pontos na bagagem.

O jogo, que começou truncado e cheio de faltas – bem diferente do que se esperava –, se “acalmou” depois que Felipe Melo deu uma trombada em Carleto na área atleticana. O árbitro Cláudio Francisco Lima e Silva, para não perder o controle do jogo, amarelou os dois encrenqueiros e, com isso, a partida entrou em um ritmo mais próximo daquele que se imaginava, dada a qualidade das duas equipes.

Moisés, que foi titular do Palmeiras pelo segundo jogo seguido deu azar – mais uma vez – e saiu de campo aos 6 minutos do primeiro tempo com uma lesão na parte posterior da coxa esquerda. Lucas Lima entrou em seu lugar.

O Furacão deu trabalho para Jailson no primeiro tempo, principalmente nos chutes de longe, com Rosseto. Mas foi o Palmeiras quem abriu o placar, com Bruno Henrique finalizando boa troca de passes entre Dudu e Keno.

Sem grande presença ofensiva que pudesse pressionar a zaga palmeirense, o Atlético viu os visitantes ampliarem com Marcos Rocha e, depois, William no segundo tempo. Pablo diminuiu para os donos da casa.

O resultado coloca o Verdão na vice-liderança do Brasileiro e esfria um pouco o ânimo do Atlético-PR que jogou menos do que vinha jogando e caiu para a 11ª posição da tabela do campeonato.

 

Tudo bem… dentro de campo

Vasco 4 x 1 América-MG

Com  4 gols no segundo tempo e apoiado no talento de jovens vindos da base, o Vasco superou uma semana conturbada, com eliminação na Libertadores, protesto, invasão de torcedores e muita agitação nos bastidores políticos do clube. Aparentemente, o técnico Zé Ricardo – calejado de seus tempos de Flamengo – conseguiu blindar seu grupo que saiu atrás em São Januário (Rafael Moura, de pênalti, abriu para o América) e virou o placar na etapa final com grande atuação dos meninos Bruno Consendey e Caio Monteiro que em 17 minutos viraram o jogo para 2 a 1. Ríos fez o terceiro, aproveitando passe de Kelvin que marcou o quarto e fechou a fatura em São Januário.

 

Vitória, finalmente!

Cruzeiro 1 x 0 Botafogo

O Cruzeiro, que havia se recuperado na Libertadores com duas goleadas, finalmente venceu a primeira no Campeonato Brasileiro. O gol do zagueiro Dedé, no segundo tempo, deu à Raposa seu primeiro triunfo no torneio nacional e acabou com a invencibilidade do Botafogo. O jogo, muito truncado e de poucas oportunidades, teve emoção mesmo quando Dedé quase foi de herói a vilão quando, no finalzinho da partida, cabeceou contra o próprio gol. Fábio, felizmente, estava atento no lance e garantiu a vitória em casa. Uma vitória de pouca beleza, mas muito necessária.

 

Fechando a rodada

São Paulo 2 x 2 Atlético-MG

No reencontro de Diego Aguirre com o Galo, São Paulo e Atlético-MG fizeram um jogo bem movimentado na abertura da rodada do Brasileirão, no sábado. O Tricolor saiu na frente com Everton que marcou seu primeiro gol pelo clube paulista. No segundo tempo, Róger Guedes e Ricardo Oliveira viraram para o time mineiro. Aos 35, Cueva, que entrou no lugar de Hudson, fez passe para Diego Souza empatar. Os dois times seguiram criando, mas não conseguiram colocar a bola no gol. Um empate muito justo pelo que foi a partida – mas ruim para os dois times.

Corinthians 1 x 1 Ceará

Na estreia do centroavante Roger, o remendado Corinthians não passou de um empate contra o fraco Ceará na matinê do Brasileirão no último domingo. Os visitantes saíram na frente com Wescley aos 8 minutos do primeiro tempo. O Timão empatou com Henrique no finalzinho da etapa inicial, mas faltou capricho, pontaria e entrosamento para conquistar os 3 pontos em casa. Resultado ruim para o Timão que não vence há 4 jogos e tem um duelo decisivo contra o Vitória no meio de semana pela Copa do Brasil além do clássico contra o Palmeiras no domingo pela 5ª rodada do Brasileirão. Melhor para o Ceará que chega a 2 pontos no Brasileirão – curiosamente, o outro empate foi contra o São Paulo no Castelão –, mas segue no Z-4

Vitória 1 x 2 Fluminense

Dominando todo o jogo, o Fluminense conseguiu, de virada, sua primeira vitória como visitante no Brasileirão 2018. O Vitória do técnico Vagner Mancini foi mais eficiente e saiu na frente com Neílton no primeiro tempo – onde o Flu teve 68% de posse de bola. O segundo tempo seguiu com o Tricolor das Laranjeiras tendo a posse de bola e controle do jogo, mas sem imaginação. Não fosse o recuo exagerado do Vitória, a história poderia ter sido outra. Mas, acuado em sua defesa e esperando por um contra-ataque que não veio, os donos da casa viram o Fluminense virar com gols de Pablo Dyego e Gilberto. Bom para o time de Abel Braga que chega ao 7º lugar e ruim para o Vitória que saiu de campo bastante vaiado pela torcida e no Z-4.

Sport 2 x 0 Bahia

Sob o comando de Claudinei Oliveira, o Sport chegou a sua segunda vitória seguida no Brasileirão e deu um salto de seis posições da tabela. O Bahia de Guto Ferreira, por sua vez, caiu para a 15ª posição com apenas 4 pontos conquistados até aqui. O jogo equilibrado no primeiro tempo, foi decidido no gol contra de Douglas – que desviou contra a própria meta a bola que bateu na trave após desvio de Lucas Fonseca (uma trapalhada coletiva da defesa baiana). No primeiro lance do segundo tempo Claudio Wick aproveitou desvio na cobrança de escanteio de Marlone e fez o segundo. O Bahia tentou reagir colocando Ítalo e Régis nos lugares de Vinícius e Zé Rafael, mas não adiantou. Era dia de Leão na Ilha do Retiro.

 

Tabela de Classificação

Faltando ainda o jogo entre Chapecoense e Paraná que será realizado hoje, dia 7, e Santos e Vasco, jogo adiado da 3ª rodada e ainda sem data definida, a classificação do Campeonato Brasileiro da Série A é a seguinte:

  1. Flamengo – 10 pontos
  2. Palmeiras – 8 pontos
  3. Corinthians – 7 pontos
  4. Vasco – 7 pontos
  5. Grêmio – 7 pontos
  6. Atlético-MG – 7 pontos
  7. Fluminense – 7 pontos
  8. Sport – 4 pontos
  9. América-MG – 6 pontos
  10. São Paulo – 6 pontos
  11. Atlético-PR –5 pontos
  12. Botafogo – 5 pontos
  13. Internacional – 4 pontos
  14. Cruzeiro – 4 pontos
  15. Bahia  – 4 pontos
  16. Santos  – 3 pontos
  17. Chapecoense  – 2 pontos
  18. Ceará – 2 pontos
  19. Vitória – 1 pontos
  20. Paraná – 0 pontos

 

Jogos e palpites para a 4ª rodada do Campeonato Brasileiro

Sábado, 05/05/2018

  • 19:00 – Vasco 4 x 1 América-MG – São Januário – palpite: Vasco
  • 19:00 – São Paulo 2 x 2 Atlético-MG – Morumbi – palpite: empate

Domingo, 06/05/2018

  • 11:00 – Corinthians 1 x 1 Ceará – Arena Corinthians – palpite: Corinthians
  • 16:00 – Cruzeiro 1 x 0 Botafogo – Mineirão – palpite: Cruzeiro
  • 16:00 – Atlético-PR 1 x 3 Palmeiras – Arena da Baixada – palpite: Atlético-PR
  • 16:00 – Vitória 1 x 2 Fluminense – Barradão – palpite: Fluminense
  • 16:00 – Flamengo 2 x 0 Internacional – Maracanã – palpite: Flamengo
  • 19:00 – Sport 2 x 0 Bahia – Ilha do Retiro – palpite: Sport
  • 19:00 – Grêmio 5 x 1 Santos – Arena do Grêmio – palpite: Grêmio

Segunda-feira, 07/05/2018

  • 20:00 – Chapecoense x Paraná – Arena Condá – palpite: Chapecoense

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar