Ganhador.com

Fórmula 1

No embalo da vitória na China, Ricciardo tenta colocar pressão sobre Vettel e Hamilton no GP do Azerbaijão

Foto: Clive Mason/Getty Images

Australiano foi o mais rápido em Baku no ano passado, e, se conseguir repetir a dose, ficará muito próximo do topo da tabela

A temporada 2018 da Fórmula 1 chega à sua quarta etapa neste domingo (29), a partir das 09:10 (horário de Brasília), com o Grande Prêmio do Azerbaijão. Assim como ocorreu durante todo o ano passado, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton aparecem no topo da tabela, a  novidade é que agora a RBR promete entrar de cabeça nesta briga, e levou a melhor na China com o piloto australiano Daniel Ricciardo . Pela primeira vez desde o GP do México do ano passado, os dois tetracampeões ficaram de fora do pódio.

O circuito de Baku possui uma grande quantidade de trechos de plena aceleração, o que costuma exigir muito dos carros em termos de consumo de combustível. Por ser um circuito de rua, o piso também oferece dificuldades, já que não apresenta a mesma aderência encontrada em um autódromo. Diferentemente de Mônaco e  Cingapura, a pista conta com diversos pontos de ultrapassagem, além de uma imensa reta que ultrapassa os 2,2 km. Este ano, a prova foi antecipada em virtude dos festejos do centenário do país, por isso teremos temperaturas mais baixas do que nas outras edições, alternando entre 11 e 13ºC.

 

RBR de Ricciardo é a boa novidade da temporada

Depois de vencer o GP da China, o australiano Daniel Ricciardo foi o piloto mais badalado dos últimos dias, e apesar de ainda aparecer um pouco distante do topo da tabela, na quarta colocação, desponta como uma possibilidade de quebra da dicotomia entre Vettel e Hamilton. Em 2017, ele foi o mais rápido no Azerbaijão, e se conseguir repetir a dose entrará de vez na briga pela liderança.

Por outro lado, seu companheiro Max Verstappen chamou a atenção de forma negativa na última corrida ao arruinar a estratégia de Sebastian Vettel. Em um tentativa de ultrapassagem sobre o alemão, ele acabou tocando em seu carro, que rodou antes  de voltar para a pista. O piloto da Ferrari perdeu posições e não consegiu recuperar, terminando em oitavo lugar. O holandês, por seu turno, cruzou a linha de chegada na quinta colocação.

A RBR aparece em terceiro lugar no campeonato de construtores, com 55 pontos.

 

Ferrari tem um começo de ano melhor do que o esperado

Contrariando as expectativas iniciais de Sebastian Vettel, a Ferrari teve um ótimo começo de temporada, com duas poles e duas vitórias em três corridas. Se no GP da Austrália a equipe italiana foi beneficiada pelas circunstâncias e acabou levando a melhor sobre a Mercedes, que apresentava melhor desempenho, o contrário aconteceu na China, onde Vettel perdeu a chance de emendar o terceiro triunfo e disparar na liderança, terminando em oitavo lugar.

O alemão ainda revela alguma preocupação com o desempenho do carro, que considera inconstante: “É difícil encontrar o ponto certo, mas, se você encontrar, pode liberar ritmo. Acho que o carro tem ritmo, mas precisamos garantir que o façamos funcionar.”

Com a discrição que o caracteriza, o Homem de Gelo, Kimi Raikkonen, faz uma temporada bastante regular até aqui, com dois pódios em três corridas, além de exercer um papel estratégico fundamental no auxílio ao primeiro piloto da equipe.

Com 84 pontos, a Ferrari é vice-líder do Mundial de Construtores.

 

Mercedes ainda busca a primeira vitória

O desempenho na pré-temporada deixou a impressão de que a Mercedes entraria em 2018 ainda mais forte do que no ano passado, e a equipe era considerada franca favorita até mesmo pelos adversários. No entanto, três corridas já se passaram sem que a escuderia colocasse um de seus pilotos no ponto mais alto do pódio. A situação não parece preocupar o diretor Toto Wolff, que prefere celebrar o que acredita ser uma temporada histórica.

“A temporada 2018 da Fórmula 1 está sendo uma celebração de tudo o que amamos no automobilismo: três equipes estão lutando ferozmente por vitórias. Assistimos a corridas emocionantes, com ultrapassagens de roer as unhas. Os carros de F1 mais velozes da história, guiados por alguns dos melhores pilotos que este esporte já viu. Até agora, este ano tem todos os ingredientes para se tornar uma temporada lendária, da qual os fãs se recordarão sorridentes próximos anos.”

O tetracampeão mundial Lewis Hamilton ressaltou que confia na equipe, mas não foi capaz de disfarçar o incômodo com o desempenho do carro.

“Perdemos desempenho desde Melbourne e talvez mais ainda na China, somos a segunda ou terceira equipe mais rápida no momento, então temos algumas melhorias para fazer, mas isso não é impossível. Acho que o que essa equipe tem mostrado ao longo dos anos é que somos ótimos em permanecer unidos e continuar a seguir trabalhando. Se continuar do jeito que está, vai ser muito difícil vencer.”declarou à publicação Motorsport.

Apesar da falta de vitórias, a Mercedes lidera o mundial de construtores, com 45 pontos. Nas três primeiras corridas, Hamilton foi 2º, 3º e 4º, enquanto Bottas terminou em 8º, 2º e 2º. Na inauguração da pista, em 2016, a equipe foi a mais rápida, com Nico Rosberg.

 

Palpite

Para se credenciar de vez como postulante ao pentacampeonato, seria importante para Hamilton vencer seu primeiro GP do ano, mas o desempenho da Mercedes só piora a cada corrida, o que momentaneamente afasta o inglês do grupo dos favoritos.

Se tudo seguir seu curso normal, Vettel é o piloto que desponta com mais possibilidades de vitória, a exemplo do que já ocorreu na Austrália e no Bahrein. No entanto, Ricciardo vem no embalo de uma grande corrida na China, e já conhece o gostinho de de ser o mais rápido em Baku. O Australiano é o meu palpite para domingo.

 

Programação do GP do Azerbaijão 2018

  • Sexta-Feira, 27/04 – 06:00 – 1º Treino Livre
  • Sexta-Feira, 27/04 – 10:00 – 2º Treino Livre
  • Sábado, 28/04 – 07:00 – 3º Treino Livre
  • Sábado, 28/04 – 10:00 – Treino Classificatório
  • Domingo, 29/04 – 09:10 – Corrida

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar