Ganhador.com

NBA

NBA: Será que o Oklahoma City Thunder vai ameaçar a dinastia do Golden State Warriors?

Foto: AP Photo/Sue Ogrocki

Russell Westbrook parece ter voltado à sua melhor versão – e o resultado disso são as oito vitórias consecutivas da equipe de Oklahoma                 

Crescer na hora certa é uma das principais virtudes em qualquer esporte. Especialmente naqueles que parecem não terminar nunca, como é o caso da temporada regular da NBA, que ainda tem pelo menos 30 jogos até o final. E nesta capacidade de dosar as energias, vale uma menção especial ao Oklahoma City Thunder, que depois de meses de altos e baixos parece ter encontrado um nível de jogo que permite uma decolagem que pode terminar até mesmo em um improvável título da Conferência Oeste, segundo os mais otimistas.

 

Será que é para tanto?

Os números mostram que não há uma equipe que ganhe tanto hoje na NBA como o Oklahoma. Já são oito vitórias seguidas – para ter ideia do que representa a série, os times que também estão invictos somam só três partidas sem perder, casos de Warriors e Denver Nuggets.

A sequência põe o Oklahoma na quinta colocação do Oeste, com chances reais de terminar este playoff até em terceiro. O time que conta com um Russell Westbrook melhor a cada semana tem hoje 30 vitórias e 20 derrotas. O aproveitamento é de 60%. Os times imediatamente à frente têm 61,5% (Minnesota Timberwolves) e 63,5% (San Antonio Spurs). O Golden State Warriors lidera com espantosos 80,0%, seguidos pelo Houston Rockets, com 72,9%.

Uma prova da grande força de momento do Oklahoma veio na noite deste domingo (28) com uma atuação de gala de Westbrook, que fechou a vitória contra o Philadelphia 76ers com 37 pontos e 14 assistências. Ele flertou com um triplo-duplo, e chamou a atenção também com sua presença em quadra: simplesmente 41 minutos. Outro que mostrou que este Thunder vem forte neste final de temporada foi o ala Paul George, que contribuiu com 31 pontos. Carmelo Anthony, que completa o “big three” da equipe, foi o responsável por 16 pontos.

É, de fato, uma equipe capaz de fazer estragos em qualquer outra, mas que ainda precisa se provar no playoff. Ninguém esquece, por exemplo, dos 148 pontos feitos contra o Cleveland Cavaliers há dez dias, ou do massacre de 121×108 no Detroit Pistons neste final de semana. Este time do Thunder mostrou força suficiente também para despachar outras forças como o Toronto Raptors e o Houston Rockets.

O único asterisco que ronda a equipe é o pós-temporada do ano passado, que terminou em levada para o Houston Rockets, sem dificuldades para terminar a série por 4 a 1. O time mudou bastante de lá para cá – depois desta derrota chegaram George e Carmelo, por exemplo. Mas esperar que eles, logo de cara, sejam capazes de destronar Stephen Curry, Kevin Durant e Klay Thompson soa como um pouco de exagero. Mas tudo bem. A NBA também aceita equipes exageradas e vitoriosas – se o Oklahoma tiver a capacidade de ser uma, será, sem dúvida, uma grata surpresa.

 

Um Curry x Irving para a história

A grande batalha da história recente do basquete. Assim pode ser chamada a inesquecível partida da noite de sábado (27) entre Golden State Warriors e Boston Celtics, líderes no Oeste e Leste, respectivamente.

O jogo terminou com vitória dos Warriors por 109×105, mas o que chamou a atenção foi o duelo entre Curry e Kyrie Irving.

A partida não teve prorrogação, e ainda assim Curry terminou com 49 pontos, enquanto Irving fechou o jogo com outros 37. Foi uma noite especial em que a NBA mostrou todo o seu esplendor atual. Imaginar o que esses dois gênios podem fazer em uma eventual final já é o assunto da nação basqueteira no Brasil desde já.

 

Jogos da temporada regular da NBA 2017/2018

Sábado, 27 de janeiro

  • Phoenix Suns 85×107 New York Knicks
  • Detroit Pistons 108×121 Oklahoma City Thunder
  • Indiana Pacers 114×112 Orlando Magic
  • Miami Heat 95×91 Charlotte Hornets
  • Atlanta Hawks 104×129 Washington Wizards
  • Golden State Warriors 109×105 Boston Celtics

Domingo, 28 de janeiro

  • Chicago Bulls 96×110 Milwaukee Bucks
  • Houston Rockets 113×102 Phoenix Suns
  • New Orleans Pelicans 103×112 Los Angeles Clippers
  • Cleveland Cavaliers 121×104 Detroit Pistons
  • Toronto Raptors 123×111 Los Angeles Lakers
  • Oklahoma City Thunder 122×112 Philadelphia 76ers
  • San Antonio Spurs 113×98 Sacramento Kings

Segunda-feira, 29 de janeiro

  • 22:00 – Indiana Pacers x Charlotte Hornets – Palpite: Pacers
  • 22:30 – Atlanta Hawks x Minnesota Timberwolves – Palpite: Hawks
  • 23:00 – Milwaukee Bucks x Philadelphia 76ers – Palpite: Bucks
  • 23:00 – Memphis Grizzlies x Phoenix Suns – Palpite: Grizzlies
  • 23:30 – Dallas Mavericks x Miami Heat – Palpite: Heat 

Terça-feira, 30 de janeiro

  • 00:00 – Denver Nuggets x Boston Celtics – Palpite: Celtics

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Everton Almeida

    29 de janeiro de 2018, às 17:23

    Pra mim, O Thunder tem um timaço e realmente, depois do começo conturbado, começo a melhorar muito! Mas acho, por ora, exagerado cogitar que eles ameacem o GSW. Falta profundidade no banco do OKC, que geralmente contribui pouco.
    Futuramente, imaginando Adams, Westbrook e PG13 juntos, talvez possamos imaginar que o OKC seja capaz de tanto. Por enquanto, ainda aposto nos Rockets com maior obstáculo no Oeste

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar