NBA

NBA: Não estamos sendo injustos com Russell Westbrook?

Foto: AP Photo/John Amis

Craque do Oklahoma City Thunder chega ao centésimo triplo-duplo da carreira e mostra que a temporada espetacular do ano passado não foi um fato isolado                  

O esporte é mesmo um mundo à parte, repleto de visões limitadas. Um grande exemplo vem da NBA neste ano. Enquanto todos só falam de James Harden, Anthony Davis, Kyrie Irving ou DeMar DeRozan para o troféu de MVP da temporada regular, eis que uma grande estrela, que andava meio apagada, é verdade, está se encaminhando aos playoffs no melhor da sua forma, exigindo que as análises do melhor basquete do mundo sejam ainda mais amplas. Estamos falando do incrível Russell Westbrook, que na madrugada desta quarta (13) conquistou nada menos que o centésimo triplo-duplo de sua carreira na vitória de 119×107 do Oklahoma City Thunder sobre o Atlanta Hawks. Westbrook foi responsável por 32 pontos, 12 rebotes e 12 assistências apenas nesta partida. Impressionante.

 

Refém do próprio mérito

Westbrook está com 29 anos – vai completar 30 em novembro, e muita gente até pensa que ele é mais novo. Uma das razões que enganam a sua análise foi o desempenho realmente espantoso da última temporada, quando ele faturou o prêmio de MVP colecionando nada menos que 42 triplos-duplos, o recorde de um jogador em uma só temporada da NBA.

O curioso é que Russell parecia um pouco displicente neste ano e um pouco longe do seu nível da temporada passada. O Thunder, de fato, demorou a engrenar com o seu “big three” que realmente exigiu bastante de Westbrook na convivência com Carmelo Anthony e Paul George. Enquanto houve uma verdadeira complacência dos fãs com Carmelo e George, com Russell as críticas foram pesadas, e ele sozinho arcou com grande parte do ambiente negativo que o mau começo de temporada gerou. Mas agora que Westbrook está em um nível próximo ao do ano passado, é justo colocá-lo de novo também na briga pelo MVP da temporada regular, além de enxergar o Thunder como um eventual semifinalista da Conferência Oeste.  A equipe hoje ocupa a quarta colocação, com 58,6%, atrás apenas de Portland Trail Blazers (61,2%), Golden State Warriors (76,1%) e Houston Rockets (79,1%).

Há, de fato, espaço até para imaginar o Oklahoma assumindo a terceira colocação, deixando o Portland para trás. As duas equipes até aqui somam as mesmas 41 vitórias, mas o Thunder perdeu mais vezes (29 a 26).

 

Em busca do recorde individual

A marca redonda de triplos-duplos na carreira de Westbrook o coloca como o quarto colocado neste item das estatísticas. Apenas três jogadores em toda a história conseguiram mais do que ele. Russell, com os seus exatos 100, agora já pensa o que fazer para superar Jason Kidd (107), Magic Johnson (138) e Oscar Robertson (181, o lendário recordista).

O que também impressiona na quantidade de triplos-duplos de Westbrook é que ele quase sempre carrega o Oklahoma às vitórias quando esses dois dígitos múltiplos ocorrem.

Nestes cem jogos, o Thunder conquistou 82 vitórias e apenas 18 derrotas – convenhamos que este aproveitamento de 82% é excelente para qualquer equipe em qualquer momento na história da NBA.

Caso o playoff tenha os cruzamentos que se desenham hoje, é de se prever realmente um confronto dos mais interessantes com Oklahoma City Thunder e New Orleans Pelicans, os que hoje estão em quarto e quinto no Oeste.

O choque entre Westbrook e Anthony Davis seria daqueles de se acompanhar em detalhes da primeira à última bola, com uma vantagem minúscula do Oklahoma justamente pelo mando de quadra. Não dá para desconsiderar o time de um jogador que carrega uma média de quase 30 pontos por jogos – caso de Davis, que continua gastando a bola pelos Pelicans. Sua média de pontos por partida nesta temporada é de 28,1 por partida. A de Westbrook? Ótimos 25,3. Seria mesmo um duelo para ver de pé – para falar a verdade, até os jogos deste final de temporada regular já causam esta expectativa…

 

Jogos da temporada regular da NBA 2017/2018

Terça-feira, 13 de março

  • Washington Wizards 111×116 Minnesota Timberwolves
  • Philadelphia 76ers 98×101 Indiana Pacers
  • New York Knicks 97×110 Dallas Mavericks
  • Atlanta Hawks 107×119 Oklahoma City Thunder
  • Brooklyn Nets 102×116 Toronto Raptors
  • Chicago Bulls 106×112 Los Angeles Clippers
  • New Orleans Pelicans 119×115 Charlotte Hornets
  • San Antonio Spurs 108×72 Orlando Magic
  • Utah Jazz 110×79 Detroit Pistons
  • Phoenix Suns 107×129 Cleveland Cavaliers
  • Los Angeles Lakers 112×103 Denver Nuggets

Quarta-feira, 14 de março

  • 20:00 – Orlando Magic x Milwaukee Bucks – Palpite: Bucks
  • 21:00 – Boston Celtics x Washington Wizards – Palpite: Celtics
  • 23:00 – Sacramento Kings x Miami Heat – Palpite: Kings
  • 23:30 – Golden State Warriors x Los Angeles Lakers – Palpite: Warriors

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.