Tênis

Nadal x Del Potro; Thiem x Cecchinato: saiba tudo sobre as semifinais de Roland Garros 2018

Rafael Nadal
Foto: Tim Clayton/Corbis via Getty Images

Apesar da perda da longa sequência de vitórias de 37 sets seguidos na terra batida, espanhol continua sendo o principal candidato ao segundo Grand Slam da temporada

Roland Garros 2018 já está na reta final e três dos principais candidatos ao título do segundo Grand Slam da temporada estão nas semifinais. O primeiro deles é o favoritaço Rafael Nadal, que vai em busca de seu 11º troféu na capital francesa. Dependendo do título para manter o posto de número 1 do mundo, o Touro Miúra enfrenta o perigoso Juan Martin Del Potro. Depois de torneios preparatórios sem muito brilho no saibro, o argentino cresceu para cima de Marin Cilic, o quarto colocado no ranking, e já figura entre os quatro melhores no GS. Agora, terá a missão de parar o “imbatível” espanhol. Já na parte debaixo da chave, Dominic Thiem chega embalado depois de se vingar do alemão Alexander Zverev. Após perder o título para o rival no Masters 1000 de Madrid, o austríaco cravou um lugar na semi e pega o azarão Marco Cecchinato. O número 72 no ranking da ATP foi o responsável por eliminar o sérvio Novak Djokovic do torneio. Será que o italiano seguirá surpreendendo? Confira tudo sobre os jogos que decidirão os finalistas deste ano!

 

Nadal x Del Potro

Rafael Nadal e Juan Martin Del Potro foram a semifinal depois de precisarem de mais tempo do que o necessário com seus jogos. O motivo foi a chuva que atrapalhou as duas partidas de quartas de final, há dois dias. No caso do espanhol, a parada foi providencial, já que ele havia perdido o primeiro set para o baixinho argentino Diego Schwartzman por 6/4. O revés na parcial de abertura encerrou a incrível sequência de vitórias de 37 sets seguidos do Touro Miúra no saibro. Ele estava de olho no recorde de 41 sets de Bjorn Borg.

Quando os dois tenistas voltaram a se encontrar, no dia seguinte, Nadal esteve mais agressivo, o que mudou o jogo. Aí, embalou três sets na sequência – 6/3, 6/2 e 6/2 – e carimbou a ida para sua 11ª semifinal na França, tornando-se o terceiro jogador na Era Aberta a atingir tal fase de um GS em 11 oportunidades – Jimmy Connors e Roger Federer completam a lista.

Em busca da coroa francesa, o Touro Miúra enfrenta um Del Potro que tem ganhado confiança a cada embate. O argentino passou pelos franceses Nicolas Mahut e Julien Benneteau, o espanhol Albert Ramos-Vinolas e o norte-americano John Isner. Mas a partida da “confirmação” para a semifinal veio diante de Marin Cilic, o quarto colocado na ATP. A vitória em quatro sets sobre o croata foi tudo o que o argentino precisava para comprovar sua nova fase, atingindo pela segunda vez na história a semifinal de Roland Garros – ele perdeu em 2009 para Roger Federer.

Campeão do ATP 500 de Acapulco e do Masters 1000 de Indian Wells na temporada, Del Potro será premiado na próxima semana pela atual campanha em Paris. Ele assumirá o Top 4 do ranking depois de quatro anos. Antes disso, tentará diminuir a vantagem para Nadal no 1×1, já que o venceu em nove oportunidades e que perdeu em outras cinco.

 

Thiem x Cecchinato

Já na outra semifinal, teremos um jogo que poderíamos certamente cravar a vitória tranquila de Dominic Thiem. Vindo do título do ATP 250 de Genebra, na Suíça, o austríaco conta com nove jogos de invencibilidade. Só na França, ele já passou por importantes nomes como o japonês Kei Nishikori e o alemão Alexander Zverev, do qual se vingou do vice-campeonato em Madrid, no mês passado. Agora, o cabeça de chave número sete vai em busca da marca do conterrâneo e ex-número 1 Thomas Muster, que ganhou o GS na terra batida em 1995.

Mas esse favoritismo de “olhos fechados” de Thiem só ocorreria se não lembrássemos da exibição até agora considerada épica do italiano Marco Cecchinato em Paris. O atual 72º colocado na ATP é a principal surpresa da atual edição da competição e tem feito sua melhor exibição da carreira. Ele vem de uma vitória crucial sobre o ex-campeão Novak Djokovic. Foram três horas de uma batalha recheada de tensão, mas que terminou com triunfo do inédito semifinalista por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 7/6 (7/4), 1/6 e 7/6 (13/11).

Aos 25 anos, Cecchinato nunca havia vencido uma partida de Grand Slam até iniciar a atual campanha. Para se ter uma ideia do que representa sua ida às semifinais, ele se tornou o primeiro italiano a atingiu tal fase desde o compatriota Corrado Barazzutti, em 1978.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.