Notícias

Jon Jones confirma favoritismo, nocauteia Gustafsson no UFC 232 e provoca Daniel Cormier

Jon Jones recupera cinturão dos meio-pesados no UFC 232

Jon Jones está de volta! Depois do caos que foi a semana pré-UFC 232, o americano nocauteou Alexander Gustafsson na revanche ocorrida em Inglewood, Califórnia (EUA), no último sábado. Com uma performance inteligente, técnica e dominante, Jones mostrou mais uma vez que é um atleta à frente de seu tempo e recuperou o cinturão dos meio-pesados ao bater o sueco pela segunda vez. Depois de confirmar o favoritismo anunciado pelo Bodog, Jones ainda aproveitou para provocar seu maior rival, Daniel Cormier.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Não foi a performance brilhante que Jones nos deixou acostumado a assistir quando ele pisava no octógono como campeão, mas ainda assim ele se mostra gigante. Poucos lutadores conseguem ter um nível de inteligência tão alto na luta. Cinco anos depois da primeira luta, o americano acertou tudo aquilo que fez de errado e quase lhe custou seu reinado no primeiro encontro –  ao contrário de Gustafsson. Jones se apresentou com uma noção melhor de distância diante do sueco, não entrou no raio de ação do rival e teve resposta sempre que foi atingido. Ele não deixou Gustafsson se sentir confortável. Quando o sueco avançava, ele agarrava no clinch, tentava usar o wrestling com derrubadas ou atacava com joelhadas. Na trocando foi uma luta segura, sem muitos riscos. No terceiro round, ele conseguiu botar Gustafsson (já cansado) no chão e abriu caminho para o nocaute técnico.

Depois da vitória por nocaute, Jones provocou Daniel Cormier, que abdicou do cinturão dos meio-pesados antes do UFC 232. “Cara, sei que tem um cara aí se gabando como campeão duplo. Que tipo de cara desiste do cinturão porque o outro voltou pra casa? Papai está em casa, DC. Prove aos fãs que você é o campeão duplo. Venha experimentar.” A trilogia entre os dois seria muito mais interessante se acontecesse nos pesos-pesados, onde Cormier é o campeão atualmente. Lá, talvez ele tenha melhores chances, já que perdeu duas vezes para Jones nos meio-pesados.

A verdade é que nem Jones sabe o que será de seu futuro. Ele mesmo deixou claro depois que seu futuro necessariamente não será enfrentar Daniel Cormier. E ele nem sabe se vai subir para os pesados ou se manter como meio-pesado. De fato, a maior preocupação dele e nossa não é quem ele vai enfrentar, pois sabemos há tempos que seu maior rival é ele mesmo. Ele não parece preocupado com quem vai aparecer em seu futuro.

O que eu e o mundo das lutas esperamos que não apareça é um novo caso de doping. Jones é, sem dúvida, um dos maiores lutadores que já existiram no esporte. Mas como já se envolveu tantas vezes em casos de doping recentemente, somos obrigados a ter um pé atrás e só relaxá-lo com o passar do tempo, quando se comprovar que o americano lutou limpo. Chega de flagras no doping! Que Jon Jones possa agora colocar a cabeça no lugar, deixar as polêmicas de lado e seguir em frente (de vez) e dar continuidade a uma das carreiras mais brilhantes que um lutador já teve dentro do octógono.

Confira os resultados do UFC 232

Jon Jones nocauteou Alexander Gustafsson no terceiro round
Amanda Nunes nocauteou Cris Cyborg no primeiro round
Michael Chiesa finalizou Carlos Condit no segundo round
Corey Anderson venceu Ilir Latifi na decisão dos juízes
Alex Volkanovski nocauteou Chad Mendes no segundo round
Card preliminar
Walt Harris venceu Andrei Arlovski na decisão dos juízes
Megan Anderson nocauteou Cat Zingano no primeiro round
Petr Yan nocauteou Douglas Silva no segundo round
Ryan Hall finalizou BJ Penn no primeiro round
Nathaniel Wood finalizou Andre Ewell no terceiro round
Uriah Hall nocauteou Bevon Lewis no terceiro round
Curtis Millender venceu Siyar Bahadurzada na decisão dos juízes
Montel Jackson finalizou Brian Kelleher no primeiro round

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar