UFC

Jacaré nocauteia Brunson no UFC, volta em grande estilo e manda recado ao mundo

Foto: Divulgação/UFC

Tomem nota: Ronaldo Jacaré está de volta! O brasileiro atropelou Derek Brunson com um nocaute espetacular no primeiro round e brilhou na luta principal do UFC Fight Night Charlotte, ocorrido neste sábado (27). Depois de passar quase um ano parado e encarar duas cirurgias sérias, o capixaba voltou ao octógono mais famoso do mundo em grande estilo e superou o americano de forma incrível. O triunfo do lutador é um recado claro para toda a categoria dos médios: ele voltou e vai em busca do cinturão.

O Brasil precisou de dez lutas para conquistar a primeira vitória no octógono em 2018. Depois de seis derrotas nos dois primeiros eventos do ano, Juliana Lima, Godofredo Pepey e Joaquim Silva tiveram a chance de abrir a contagem para o país, mas todos acabaram superados no UFC Charlotte. Restou a Jacaré fazer as honras e iniciar a soma de vitórias brasileiras no evento na temporada. E ele fez isso de forma espetacular.

Diante de um rival que vinha de duas vitórias brutais por nocaute – uma delas contra Lyoto Machida, no Brasil – Jacaré usou a estratégia e soube usar as brechas do rival. Depois de um rápido estudo e troca de golpes nos primeiros minutos, o brasileiro chegou a tentar derrubar o rival, mas sem sucesso. Depois, ele calibrou a distância com alguns chutes até que encaixou um chute alto potente que logo balançou Brunson. Com o adversário abalado, o brasileiro precisou apenas de mais alguns socos para garantir a vitória por nocaute aos 3m50seg do primeiro round.

Jacaré, que já era o número três no ranking oficial da categoria dos médios, pode até subir mais na lista. O brasileiro está atrás apenas de Luke Rockhold e Yoel Romero, que se encaram em disputa pelo título interino dos médios no próximo dia 10 de fevereiro, no UFC Austrália. O triunfo do brasileiro contra Brunson foi para lá de convincente e dá confiança para que ele volte a brigar pelo topo da divisão, que vive um momento de definição. Embora tenha esperado muito tempo por uma chance pelo cinturão que não veio antes de ser derrotado por Robert Whittaker, em abril do ano passado, a fase da divisão dos médios hoje é diferente e permite  Jacaré sonhar novamente.

É claro que o início do ano se confirmou como algo terrível. Nove derrotas nas nove primeiras lutas passou longe do que esperávamos para um início de temporada. Mas a boa notícia é que a primeira vitória veio em grande estilo e enche o coração do torcedor de esperança por um ano melhor. Que a vitória de Ronaldo Jacaré tenha sido apenas o primeiro passo (o chute que derrubou Brunson foi com o pé direito, apenas deixando registrado) de seu recomeço rumo ao cinturão dos médios do UFC.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar