Ganhador.com

NBA

Gregg Popovich é o melhor técnico de todos os tempos da NBA?

Foto: Ronald Cortes/Getty Images

Não são poucos os que consideram o brilhante Pop à frente até mesmo de Phil Jackson. E há mesmo razões para colocá-lo no topo dos estrategistas…                  

Ele é pouco sociável e costuma se envolver em polêmicas pesadas com jogadores e com dirigentes. Mas ninguém pode negar que o técnico Gregg Popovich, lendário comandante do San Antonio Spurs, é uma daquelas capacidades que aparecem apenas a cada geração. E a campanha atual dos Spurs serve para referendar suas qualidades. Mesmo sem Kawhi Leonard e sem contar com os muitos milhões que hoje caracterizam os investimentos de supertimes como o Golden State Warriors, o San Antonio ocupa ainda assim uma convincente quinta colocação na Conferência Oeste, mas que pode ainda muito bem ser a terceira. O desempenho dos Spurs até aqui é de 58,1% – empatado com o Portland Trail Blazers, o quarto, e levemente atrás do Minnesota Timberwolves, o terceiro, com 58,5%.

 

Mercado pequeno

Quem tem uma noção da geografia dos Estados Unidos sabe bem que San Antonio não é um dos lugares mais agitados e que envolvem as maiores atenções. Tanto foi assim que a equipe de NBA se instalou lá apenas em 1973, algo relativamente tarde. E houve até mesmo um período – de 1985 a 1989 – em que o time correu o risco de ser extinto por baixo rendimento.

Foi aí que Popovich se envolveu com basquete. Ele começou em 1988, primeiro como assistente técnico do então comandante Larry Brown no próprio San Antonio. Depois de fazer o mesmo no Golden State Warriors, voltou aos Spurs em 1994, como dirigente – e em 1996, despediu o então técnico Bob Hill e passou a ocupar o cargo que desempenha hoje.

 

Torres gêmeas

Popovich impôs seu estilo, e o time respondeu. Primeiro, com Tim Duncan e David Robinson, as Torres Gêmeas, que obtiveram o anel de campeão em 1999. Ninguém, até ali, imaginava que os Spurs pudessem comandar a NBA batendo franquias muito mais tradicionais e mais ricas.

Os últimos anos só comprovam a lenda de Popovich, alguém que transformou o quase nada em quase tudo. Ele preza sempre pela defesa implacável, algo que virou lenda nas temporadas passadas quando o Spurs tinha equipes que eram formadas justamente por peças que as outras equipes não queriam – esta é uma das táticas preferidas de Pop, que prefere se concentrar em jogadores preteridos ou em atletas que saiam da liga de desenvolvimento.

Hoje, a sua persuasão sobre o time é inegável. Sua voz de comando talvez seja a mais eficiente da NBA de todos os tempos – e aí talvez só seja possível mesmo encontrar algum paralelo com o Phil Jackson do Chicago Bulls, e não o dos Lakers, quando não conseguiu frear a guerra de egos entre Kobe Bryant e Shaquille O’Neal.

Popovich só tem um defeito: às vezes é ácido demais com os atletas. Ele não mede as palavras ao atacar adversários, como ocorreu com Zaza Pachulia no final da temporada. Outro ponto sempre repisado pelo treinador é o fato de os jogadores da NBA serem alienados socialmente e não fazerem um uso melhor das suas fortunas. Ele não entende, por exemplo, como não há um dinheiro maior investido em obras de caridade. Dentro das quatro linhas, porém, a sua capacidade é inegável. Resta saber se ela será vista algum dia fora de San Antonio. Pouco provável – o que é uma pena. Pop já está com 69 anos…

 

Jogos da temporada regular da NBA 2017/2018

Sexta-feira, 2 de março

  • Sacramento Kings 116×111 Brooklyn Nets
  • Portland Trail Blazers 108×99 Minnesota Timberwolves
  • 21:00 – Philadelphia 76ers x Charlotte Hornets – Palpite: Hornets
  • 21:00 – Orlando Magic x Detroit Pistons – Palpite: Pistons
  • 21:00 – Atlanta Hawks x Golden State Warriors – Palpite: Warriors
  • 21:30 – Milwaukee Bucks x Indiana Pacers – Palpite: Pacers
  • 22:00 – Chicago Bulls x Dallas Mavericks – Palpite: Mavs
  • 22:00 – Memphis Grizzlies x Denver Nuggets – Palpite: Nuggets
  • 22:00 – Washington Wizards x Toronto Raptors – Palpite: Raptors
  • 23:00 – Phoenix Suns x Oklahoma City Thunder – Palpite: Thunder

Sábado, 3 de março

  • 00:30 – Los Angeles Clippers x New York Knicks – Palpite: Clippers
  • 00:30 – Utah Jazz x Minnesota Timberwolves – Palpite: Jazz
  • 21:00 – Orlando Magic x Memphis Grizzlies – Palpite: Grizzlies
  • 21:30 – Miami Heat x Detroit Pistons – Palpite: Pistons
  • 21:30 – Cleveland Cavaliers x Denver Nuggets – Palpite: Cavs
  • 22:30 – Houston Rockets x Boston Celtics – Palpite: Rockets
  • 23:00 – San Antonio Spurs x Los Angeles Lakers – Palpite: Spurs

Domingo, 4 de março

  • 17:30 – Atlanta Hawks x Phoenix Suns – Palpite: Hawks
  • 20:00 – Toronto Raptors x Charlotte Hornets – Palpite: Raptors
  • 20:00 – Washington Wizards x Indiana Pacers – Palpite: Wizards
  • 21:00 – Dallas Mavericks x New Orleans Pelicans – Palpite: Pelicans
  • 22:00 – Milwaukee Bucks x Philadelphia 76ers – Palpite: Bucks
  • 23:00 – Los Angeles Clippers x Brooklyn Nets – Palpite: Clippers
  • 23:00 – Sacramento Kings x New York Knicks – Palpite: Kings

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar