UFC

Gastelum mostra ‘queixo de aço’, vence Jacaré e espera chance pelo título do UFC

Foto: Divulgação/UFC

Havia muita coisa em jogo na co-luta principal do UFC 224, que aconteceu na madrugada deste sábado para domingo, no Rio de Janeiro. E Ronaldo Jacaré e Kelvin Gastelum sabiam disso. No confronto que provavelmente definiu o próximo desafiante ao titulo dos médios, melhor para o americano, que venceu na decisão dividida dos juízes após três rounds. Mas Jacaré vendeu caro a derrota. Kelvin teve o maior desafio de sua carreira neste sábado e ambos protagonizaram a melhor luta do show.

Duas coisas surpreenderam muito no confronto. Primeiro que Kelvin mostrou um queixo duríssimo. O que Jacaré acertou de golpes no rival não é brincadeira. O americano absorveu bem socos que teriam derrubado muitos lutadores da categoria dos médios. E a segunda coisa que me impressionou foi o preparo físico do brasileiro, que a partir da metade do segundo assalto demonstrou certo cansaço, mesmo mantendo o nível de perigo que levava em seus ataques.

O duelo começou com a luta agarrada. O americano defendeu uma tentativa de queda de Jacaré. O brasileiro não desistiu e seguiu pressionando até conseguir a derrubada. Jacaré conseguiu montar no rival após, enfim, colocá-lo no solo. Ele chegou a encaixar uma chave de braço, mas Kelvin foi bravo e resistiu. No segundo round, Gastelum cresceu e acertou diversos cruzados no brasileiro, que pareceu cansado na metade do segundo assalto. O americano chegou perto de nocautear Jacaré, que foi guerreiro e suportou a pressão. No último minuto do round, Jacaré e Gastelum travaram um duelo eletrizante, que parecia que derrubaria qualquer um dos dois a qualquer momento. No terceiro assalto, ambos foram para o tudo ou nada. Jacaré e Gastelum deram um show de coração. Já cansados, aguentaram golpes fortes e não deixaram de tentar em nenhum momento. O americano era melhor em pé, mas o brasileiro conseguiu derrubá-lo mais de uma vez. Foi uma luta apertada, que poderia ter ido para qualquer um dos dois. Kelvin foi melhor em pé e teve mais volume, enquanto Jacaré foi mais contundente e conseguiu algumas poucas derrubadas. No fim, a decisão dividida foi justa.

Na entrevista pós-luta, mais uma vez Gastelum esbanjou simpatia e agradeceu o carinho do público brasileiro em português. Aos 26 anos e com vitórias sobre nomes como Michael Bisping, Vitor Belfort, Johny Hendricks, entre outros, o americano supera Jacaré em uma luta duríssima e se coloca na posição de desafiante ao título da categoria dos médios. Ele deve ser o próximo rival do vencedor da disputa de cinturão entre o atual campeão Robert Whittaker e o desafiante Yoel Romero, que se encaram no dia 9 de junho, pelo UFC 225.

Por outro lado, Jacaré tem mais uma vez frustrado o sonho de disputar o cinturão dos médios do UFC. O brasileiro novamente bate na trave e perde uma luta decisiva. A diferença é que essa derrota tem outro sabor. Jacaré lutou bem, foi contundente, forte, variou seu jogo. Mas do outro lado tinha um jovem em ascensão. A derrota não significa o fim da linha do brasileiro nos médios ou até o início do assunto aposentadoria em sua mesa. Longe disso. Jacaré agora vai descansar e certamente fechar com o UFC alguma luta empolgante. Ele tem opções como Chris Weidman, Luke Rockhold, entre outros nomes para seu futuro. E certamente tem capacidade para correr atrás do título dos médios mais uma vez. Não duvide disso. Sua postura na coletiva de imprensa pós-luta mostrou isso. Ele não lamentou, aceitou o resultado negativo e olhou para frente. E isso é coisa de campeão. Jacaré ainda tem muito a oferecer ao mundo das lutas. Podem me cobrar!

Confira os resultados do UFC 224

Amanda Nunes nocauteou Raquel Pennington no quinto round
Kelvin Gastelum venceu Ronaldo Jacaré na decisão dos juízes
Mackenzie Dern finalizou Amanda Cooper no primeiro round
John Lineker nocauteou Brian Kelleher no terceiro round
Lyoto Machida nocauteou Vitor Belfort no segundo round
Resultados do card preliminar do UFC 224
Cezar Mutante finalizou Karl Roberson no primeiro round
Aleksei Oleinik finalizou Junior Albini no primeiro round
Davi Ramos finalizou Nick Hein no primeiro round
Elizeu Capoeira venceu Sean Strickland por nocaute no primeiro round
Warley Alves venceu Sultan Aliev por nocaute técnico no segundo round
Jack Hermansson nocauteou Thales Leites no terceiro round
Ramazan Emeev venceu Alberto Mina na decisão dos juízes
Markus Perez finalizou James Bochnovic no primeiro round

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar