Ganhador.com

Liga Sul-Americana de Basquete

Flamengo joga no Uruguai na Liga Sul-Americana masculina de basquete

Jogador do Flamengo
Foto: Staff Images/Flamengo

Mais três clubes brasileiros participam do torneio

A bola laranja quica em outubro para o principal torneio interclubes de basquete da América do Sul. O sonho maior dos dezesseis participantes e garantir uma vaga na Liga das Américas da temporada, que contará com agremiações da América Central, do Norte e do Caribe. Confira abaixo as últimas notícias.

 

Regulamento

Na primeira fase, teremos quatro grupos de quatro times. Os jogos acontecem numa sede neutra em turno único. Os grupos A, C e D foram reservados para equipes dos países fortes (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Uruguai). Destas chaves, os dois melhores colocados e o melhor terceiro avançam para a segunda fase. O grupo B terá representantes das nações mais fracas (Bolívia, Equador, Paraguai e Peru) e apenas o vencedor garantirá vaga entre os oito melhores.

Na segunda fase, também denominada semifinal, teremos dois grupos de quatro. Novamente, a fórmula se repete e teremos jogos em turno único numa sede neutra. Agora, apenas o vencedor de cada quadrangular avança à final.

Na decisão, teremos melhor de três pelejas. Quem ganhar duas se sagra campeão e garante uma vaga na Liga das Américas, que deve começar em janeiro.

 

A definição dos grupos

  • Grupo A (Franca, Brasil): Aguada, Franca, Instituto e Leones de Quilpué.
  • Grupo B (Macas, Equador): Icann de Macas, Olimpia, Regatas Lima, +1.
  • Grupo C (Cali, Colômbia): Bauru, Fast Break del Valle, Minas TC e Quimsa.
  • Grupo D (Montevidéu, Uruguai): Flamengo, Goes, Libertad Sunchales e Welcome.

O Campeonato Boliviano ainda está em suas semifinais. O título está entre Calero de Potosí, La Salle de Tarija, CAN Oruro e Rubair. Quem der a volta olímpica entra na Liga Sul-Americana.

A Federação Venezuelana não enviará um representante este ano.

 

Quarteto brazuca

O Franca terá a torcida a seu favor. Entre seus adversários, o Aguada uruguaio e o Instituto argentino são os atuais vice-campeões de seus países. O Leones de Quilpué terminou em segundo lugar no Chile, que tem um certame bem mais fraco. Os felinos devem ser o saco de pancadas da chave.

Bauru e Minas Tênis Clube atuarão no interior da Colômbia. O Fast Break del Valle é o dono da casa, mas não mete medo. Não conseguiu ganhar nem o campeonato local que é nivelado por baixo. Já o Quimsa dispõe da velha garra argentina e alcançou as quartas de final da última Liga A.

O Flamengo terá moleza em Montevidéu. O Mengão se exibirá contra o Welcome, que não se classificava para a Liga Sul-Americana há dezessete anos, o Góes, cuja participação é inédita, e o Libertad Sunchales, que já teve um quinteto de respeito, mas que não passou da fase de classificação do último “Argentinão”.

 

Palpites

  • Grupo A Aguada e Franca eliminam Instituto e Leones de Quilpué.
  • Grupo B Olimpia elimina Icann de Macas, Regatas Lima, e o campeão boliviano.
  • Grupo C Bauru e Minas TC eliminam Fast Break del Valle e Quimsa.
  • Grupo D Flamengo e Libertad Sunchales eliminam Goes e Welcome.

 

Liga das Américas

Já estão garantidos na Liga das Américas: Malvin (do Uruguai), San Lorenzo (da Argentina), San Martín (da Argentina), Cimarrones del Chocó (da Colômbia), Los Animos (do Chile), Guaros de Lara (da Venezuela), Paulistano (do Brasil), Mogi das Cruzes (do Brasil), Soles de Mexicali (do México), Capitanes de la Ciudad de México (do México), Correcaminos (do Panamá), Bayamón (de Porto Rico), Capitanes de Arecibo (de Porto Rico), Reales (da República Dominicana), o campeão da Liga Sul-Americana e o campeão da Liga Centro-Americana.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar