Carioca

Final do Campeonato Carioca: Análise e prognóstico para Vasco x Botafogo

Vasco x Botafogo Final Carioca
Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Partida deste domingo (8) no Maracanã testa o fôlego vascaíno e a preparação botafoguense em um duelo dos mais interessantes                  

Deste domingo (8) não passa. Vasco e Botafogo se enfrentam às 16h (de Brasília) em um Maracanã que deve estar lotado e com uma grande dúvida: será que o Vasco vai sobreviver a mais um desafio e conseguir erguer um troféu que nem a sua torcida esperava?

A expectativa do Botafogo é igualmente grande. O time trocou de técnico logo depois da Taça Guanabara e não surgia com grandes esperanças de conquistar este Carioca. Mas o recém-chegado Alberto Valentim provou que mereceu a aposta do clube e demonstrou por que é um dos técnicos mais promissores da nova safra do futebol brasileiro.

O duelo de ida terminou 3×2 para o Vasco e foi decidido apenas nos detalhes, com um gol nos acréscimos. A promessa para a partida de volta é de mais emoção. O Vasco pode ser campeão até com um empate. O Botafogo precisa ganhar por um gol de diferença para levar a disputa para os pênaltis. Uma vitória por dois gols define a história em favor do Fogão no próprio tempo normal.

 

Vasco: sem pernas e sem Paulinho

O Gigante da Colina merece aplausos mesmo se perder a final do Carioca no tempo normal. O que o clube está fazendo nos últimos dias é mesmo para encher o torcedor de orgulho. Em dez dias, esta será a quarta decisão que o clube precisa enfrentar. E o Vasco até aqui demonstra duas vitórias – ante Fluminense e Botafogo pelo Carioca – e um empate, contra o Cruzeiro em pleno Mineirão pela Libertadores. É muito para um time que demonstrava pouco até meses atrás, com dificuldades financeiras e problemas dos mais diversos na montagem do elenco e até mesmo para viajar.

A necessidade de superação do Vasco ficou ainda maior com a divulgação da notícia, nesta quinta (5), de que Paulinho não vai poder jogar esta decisão. Com 17 anos e já com a pompa de craque do time, ele vai precisar passar por uma cirurgia no cotovelo depois da queda que sofreu diante do Cruzeiro. Ele só volta a jogar em julho ou agosto.

O Vasco perde muito sem Paulinho, que tem encantado a todos com a sua habilidade e a sua capacidade de balançar as redes. Sempre comparado a Vinícius Júnior – e para muitos Paulinho é ainda melhor -, a sua ausência coloca o Vasco em outro nível de dificuldade. A pressão sobre o seu substituto será certamente muito grande. Zé Ricardo agora precisa analisar quem entra no seu lugar: Evander, Ríos ou até mesmo Thiago Galhardo.

 

Botafogo confia em Brenner

Bons presságios para o Fogão: além da semana todinha de treinamentos que teve para si, enquanto o adversário suava e via a sua estrela se machucar na Libertadores, o clube ainda contou com a boa atitude do atacante Brenner, que eliminou qualquer mal-estar com o técnico Alberto Valentim por sua substituição na primeira partida.

Brenner é a grande esperança de gols de um Botafogo que vai certamente precisar deles pela necessidade de reverter o placar adverso de 3×2 registrado na partida de ida. Ele tem seis gols até aqui – e a metade foi obtida justamente contra o Vasco, o rival de domingo.

“Não tem outro resultado que nos importe. Temos também a consciência de que não vai ser de qualquer maneira que vamos conseguir isso. Se o gol vier, independentemente se for meu, o importante é conquistar o título”, disse o atacante de 24 anos, que espera apoio total da torcida: “Eles são o 12º jogador. A decisão já começou. Esse clima é importante para nós em campo”.

A polêmica de Brenner com Alberto Valentim foi rapidamente minimizada por ele: “Não, não reclamei, jamais iria reclamar, especialmente em uma final. Pediram que eu saísse trotando, mas estava cansado e disse que iria sair andando. Já está tudo resolvido”.

 

Palpite

Tanto Vasco quanto Botafogo se especializaram neste Campeonato Carioca em contrariar palpites. Para muitos, a decisão no Rio seria entre Flamengo e Fluminense. E cá estamos falando de Vasco e Botafogo.

O Vasco, então, é mesmo um caso a parte por toda a sua resistência nesta série de jogos difíceis. O time vai jogar no domingo no ritmo dos Engenheiros do Hawaii: “Não vim até aqui para desistir agora”. Então é de se imaginar um time brigando com todas as suas forças para converter este esforço insano das últimas semanas em título.

O Botafogo tem um time leve do meio para a frente e pode aproveitar qualquer vacilo do Vasco, que ainda oferece algumas falhas na defesa. Tem tudo para ser um grande jogo, mas imaginamos que o Vasco vai ter a capacidade de segurar o empatezinho que garantiria o seu título: um 1×1 é o resultado que antecipamos para este domingo de gala no Maracanã.

 

Final do Campeonato Carioca 2018

Domingo, 8 de abril

  • 16:00 – Vasco x Botafogo – Palpite: Empate

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar