NBB

Finais do NBB 2017/2018: Chegou, enfim, a vez de o Mogi ser campeão?

Paulistano NBB
Foto: Luiz Pires/LNB

Tradicional equipe de Mogi das Cruzes encara o Paulistano em uma série melhor de cinco que tem tudo para ser histórica; Jogo 1 será já neste sábado, às 14h (de Brasília)                       

Uma final de arrepiar, daquelas de contar para os netos. Ninguém pode esperar outra coisa que não uma série das mais emocionantes entre as ótimas equipes de Mogi das Cruzes e do Paulistano na decisão do NBB, o principal campeonato do basquete brasileiro. A decisão será em uma série melhor de cinco, e o Jogo 1 será disputado em Mogi, neste sábado (19), às 14h (de Brasília), com transmissão ao vivo pelo SporTV e pela Bandeirantes.

 

Primeiro título na história

A grande questão que envolve esta final é se o Mogi vai realmente conseguir faturar o NBB pela primeira vez na sua história. Campeão paulista e vice na Liga das Américas, a equipe que hoje é comandada pelo excelente técnico Guerrinha jamais chegou sequer à decisão do NBB. Esta é a primeira vez. E o Paulistano promete complicar tudo, transformando a final em uma série difícil de se prever o desfecho.

As duas equipes acumulam uma acirrada e sadia rivalidade recente, e os dois lados sabem que uma decisão assim, tão parelha, pode pender para qualquer lado. Um grande exemplo disso veio já nesta temporada, quando o Mogi abriu 2 a 0 na semifinal do Campeonato Paulista e tomou a virada, sendo eliminado pelo Paulistano em um surpreendente 3 a 2. O troco ocorreu na Liga das Américas, com o Mogi vencendo por um mísero pontinho (87×86) e conseguindo avançar na competição continental, deixando o time da capital paulista pelo caminho.

O retrospecto no NBB, porém, é favorável ao Paulistano, que ganhou as duas partidas entre ambos. Quer outra prova do enorme equilíbrio? Os dois times se encararam dez vezes na temporada, e o placar em confrontos está 6 a 4 para o Paulistano, com um contundente 3 a 1 em partidas em Mogi.

 

Jogo 1 essencial

Embora seja uma série melhor de cinco, a importância deste Jogo 1 é enorme, especialmente para o Mogi, que conta com uma torcida fanática e que deve lotar o Ginásio Hugo Ramos, o seu caldeirão. Uma estatística ilustra bem a importância da partida inicial: das cinco vezes em que o NBB contou com o formato melhor de cinco para a final, em quatro delas a equipe campeã foi também a vencedora da partida inicial.

E este duelo de sábado vai ser interessante para conferir a atual fase do formidável cestinha mogiano, o norte-americano Shamell, de 37 anos. Ele vem de 40 pontos na semifinal contra o Flamengo e é uma verdadeira celebridade em Mogi das Cruzes. Tal vínculo deve ser essencial para um bom entrosamento entre o time e a arquibancada.

Há outro componente que transforma a série importante para Shamell: ele jogou também pelo Paulistano, de 2004 a 2007, tendo o clube agora pela frente.

E que ironia: uma das armas da equipe da capital paulista é justamente o armador Elinho, ex-Mogi, cidade na qual atuou por três anos.

Tem tudo para ser uma série eletrizante. Outra estatística? O Paulistano tem o melhor ataque da temporada, com 83,9 pontos por partida, enquanto o Mogi tem a defesa mais eficiente, com 70,2 por jogo.

O recorte de ambas as estatísticas nos playoffs é igualmente positivo: o Mogi melhorou ainda mais a sua defesa, levando apenas 66,3 pontos por jogo. O Paulistano, porém, viu cair um pouco do ataque, mas nada que não coloque a equipe como uma verdadeira ameaça ofensiva (foi de 80,4 nos mata-matas).

 

Palpite

Estamos diante de uma das séries finais mais equilibradas da história do NBB. Há, porém, uma verdadeira comoção pelo lado de Mogi das Cruzes, uma cidade que respira basquete como talvez nenhuma outra hoje em dia. Lembra a Franca dos tempos áureos.

Tal mobilização deve empurrar o time, que é muito bom. Imaginamos uma vitória apertada, “na conta do chá”, como diziam os antigos, com um 3 a 1 ou 3 a 2 para Mogi no final da série. Vale lembrar que Paulistano também busca um título inédito – a equipe soma dois vices, incluindo o da última edição. Mas o fervor por basquete em sua aristocrática sede é muito menor.

 

Jogos das finais do NBB 2017/2018

Jogo 1 – Sábado, 19 de maio 

  • 14:00 – Mogi das Cruzes x Paulistano – Palpite: Mogi (no Jogo 1 e na série) 

Jogo 2 – Quinta-feira, 24 de maio 

  • 19:30  – Paulistano x Mogi das Cruzes 

Jogo 3 – Sábado, 26 de maio 

  • 12:35  – Paulistano x Mogi das Cruzes 

Jogo 4 (se necessário) – Sábado, 2 de junho 

  • 14:00  – Mogi das Cruzes x Paulistano 

Jogo 5 (se necessário) – Sábado, 9 de maio 

  • 14:00  – Paulistano x Mogi das Cruzes

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.