Ganhador.com

Tênis

Favoritos Nadal e Federer e valente Djokovic têm estreias firmes no Aberto da Austrália

Foto: James D. Morgan/Getty Images

Big 3 é o principal destaque da chave de simples masculina; ucraniana de apenas 15 anos surpreende e se torna a mais jovem tenista a alcançar a terceira rodada do GS australiano

 

Fala, turma! O Aberto da Austrália deu finalmente as caras, mas nada de surpresas até aqui! É claro que me refiro à atuação do Big 3, que é composto por Rafael Nadal, Roger Federer e Novak Djokovic, e que teve uma estreia bastante sólida. O espanhol número 1 da ATP já até venceu mais um jogo nesta quarta-feira (17 de janeiro), mas o que chama à nossa atenção é o primeiro embate do sérvio após longo período de inatividade. Ainda também tivemos uma baita surpresa com a vitória da ucraniana Marta Kostyuk, número 521 do mundo, que se tornou a tenista mais jovem a avançar a terceira rodada do Grand Slam australiano desde Martina Hingis em 1997. Confira o resumo do GS!

 

Tranquilo, favorável

Nadal e Federer fizeram o que se esperam deles. Sem nenhum susto, o espanhol e o suíço estrearam com o pé direito. No caso do Touro Muíra, ele inclusive já entrou em quadra pela segunda e despachou mais um oponente. Após vitória sobre o dominicano Victor Estrella Burgos com extrema facilidade – triplo 6/1 -, o atual número 1 do ranking derrotou o argentino Leonardo Mayer. Apesar de ter tido um jogo mais parelho – parciais de 6/3, 6/4 e 7/6 (4), o espanhol continua sem perder um set sequer no torneio.

Vice-campeão da competição no ano passado, Nadal luta contra o jejum de nove anos sem levantar o GS da Austrália. Dando continuidade ao seu plano, o espanhol encara na rodada seguinte o bielorrusso Damir Dzumhur.

Já do outro lado da chave, o atual vencedor Roger Federer também não teve nenhuma surpresa. Podendo chegar ao posto de número 1 com o título do torneio e queda de Nadal nas quartas de final, o suíço segue pensando jogo a jogo. Ele venceu na estreia o esloveno Aljaz Bedene e agora encara o alemão Jan-Lennard Struff. Até aí nada de preocupação, já que Federer deve vencer mais uma partida e pode encarar nas oitavas o francês Richard Gasquet.

 

Solidez

Quem também teve estreia de encher os olhos foi Novak Djokovic. Mas ao contrário do rival espanhol e suíço, Djoko carregava a pressão de não saber como se comportaria em quadra após tirar todo o segundo semestre de 2017 para tratar de uma lesão no cotovelo.

E parece que o período de inatividade deu certo. Atual número 14 do mundo, o sérvio bateu em sua volta ao circuito profissional o norte-americano Donald Young por 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/2 e 6/4. Após um jogo eficiente e que conseguiu torná-lo fácil, o maior campeão da história do Aberto da Austrália com seis títulos terá um teste e tanto na próxima rodada. Trata-se do francês Gael Monfils, número 39 e que vem de um título do ATP 250 de Doha, na primeira semana de janeiro. Vamos ficar de olho!

 

Revanche

O Aberto da Austrália ainda está no início, mas já podemos tirar o confronto entre o francês Jo-Wilfried Tsonga e o jovem Denis Shapovalov como um dos mais emocionantes desta jornada. Após cinco sets e com direito a virada no placar, o experiente tenista de 32 anos derrotou a revelação canadense por 3/6, 6/3, 1/6, 7/6 (4) e 7/5. Certamente o embate ficará como um dos momentos mais marcantes da edição de 2018.

 

Recorde e sustos

Se na chave masculina ainda não tivemos nenhuma surpresa, entre as mulheres a zebra tem dado as caras. E um dos resultados menos esperados vieram com a ucraniana Marta Kostyuk. A garota de apenas 15 anos – acredite se quiser – superou a australiana Olivia Rogowska e tornou-se a tenista mais jovem da WTA a assegurar uma vaga na terceira rodada do Aberto da Austrália. A marca pertencia até então a Martina Hingis, que havia atingido esta fase em 1996. Porém, a marca de tenista mais jovem a vencer uma partida de GS ainda pertence a alemã Steffi Graf, que em 1983 avançou em Roland Garros aos 13 anos e onze meses de idade.

Já em relação as favoritas Simona Halep e Caroline Wozniacki, o susto quase virou pesadelo em Melbourne. Perseguindo o seu primeiro Grand Slam da carreira, a atual número 1 até bateu a anfitriã Destanee Aiava, mas o fato de ter torcido o tornozelo durante o jogo deu ainda mais importância ao triunfo. Já a dinamarquesa precisou salvar dois matches points contra a croata Jana Fett para continuar viva na competição.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar