UFC

Fabricio Werdum tem retorno ao UFC marcado, mas há algo que ele não deve se esquecer

foto: Divulgação / UFC

O Ultimate anunciou na última semana sua estreia na Rússia. No dia 15 de setembro, a maior organização de MMA do mundo desembarca em Moscou com uma edição do UFC Fight Night. E a luta principal do show já foi acertada. Segundo o site MMA Fighting, o brasileiro Fabricio Werdum encara o ucraniano-russo Alexey Oleynik pela categoria dos pesados. O combate representa a colisão de dois nomes de jiu-jitsu afiado, mas é bom lembrar que o confronto é de MMA.

Fabricio Werdum vai em busca de recuperação. Depois de emplacar duas vitórias consecutivas no UFC, o gaúcho acabou derrotado via nocaute por Alexander Volkov em sua última apresentação, que aconteceu em março, pelo UFC Fight Night Londres. Aos 40 anos, e com mais de 15 de carreira, o ex-campeåo dos pesados ainda não pensa em aposentadoria, mas sabe que deve fazer as lutas certas para voltar ao topo. Um desafio contra Oleynik pode recolocá-lo nos trilhos da vitória e lhe dar um gás maior para seguir em busca de uma nova chance pelo título da categoria.

Alexey vem de vitória. O peso-pesado foi um dos destaques do UFC 224, que aconteceu no Rio de Janeiro, no último dia 12 de maio. Ele finalizou Junior Albini no primeiro round com um Ezequiel, finalização rara dentro do octógono, mas que o atleta já usou para finalizar 11 adversários no MMA. Oleynik tem os mesmos 40 anos de Werdum, mas acumula um número impressionante de 56 vitórias e 11 derrotas no MMA.

O combate tem tudo para ser um desafio entre atletas especialistas no chão . Werdum é conhecido por seu jogo afiado de jiu-jitsu. O gaúcho soma 11 vitórias por finalização em sua trajetória na modalidade. Já Oleynik, soma 44 triunfos por finalização . No UFC, quatro das cinco vitórias do russo foram alcançadas com seu talento no solo. Talvez esse retrospecto de qualidade na arte suave tenha chamado a atenção de Werdum para um desafio dentro do octógono.

Que o brasileiro lembre que a luta é de MMA, e à essa altura da carreira, a vitória é muito mais importante do que provar ter o melhor jogo de chão do UFC. De qualquer forma, é um duelo justo e encaixa na situação do brasileiro. Se vencer, volta às vitórias e pode seguir sonhando reencontrar o cinturão dos pesados do UFC. Sem contar que com o nome expressivo que tem, qualquer vitória convincente o joga no bolo de cima da categoria imediatamente.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar