Ganhador.com

Paulista A1

Em duelo de “iguais” Palmeiras recebe o Santos no clássico da 5ª rodada do Paulistão

Palmeiras põe seus 100% de aproveitamento à prova em duelo de torcida única contra o Santos no Allianz Parque

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Único time com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista até aqui, o Palmeiras recebe o Santos – o primeiro time da Série A a cruzar seu caminho em 2018

Em termos práticos, como bem lembrou o atacante palmeirense William em coletiva na última quinta-feira, dia 1, o jogo de hoje no Allianz Parque não decidirá absolutamente nada. É apenas a 5ª rodada do Campeonato Paulista e tanto Palmeiras quanto o Santos têm ainda um longo caminho pela frente até às quartas de final do torneio (se confirmarem o favoritismo e ficarem com as vagas em seus grupos). Mas pela primeira vez nesta edição do estadual, o Verdão terá pela frente um “igual”: um time da Série A que não irá para o clássico com a proposta de deixar a bola com os donos da casa e explorar os contra-ataques. Medindo forças com o Santos, a zaga alviverde será realmente testada contra um ataque mais qualificado e um time disposto a lutar pela vitória.

É um jogo que realmente não decidirá nada (ainda), mas dirá muito sobre o momento atual dos trabalhos de Roger Machado e Jair Ventura.

 

Confirmando o favoritismo

Nas primeiras quatro rodadas do Campeonato Paulista, o Palmeiras – às vezes com mais eficiência, às vezes com menos (como no jogo contra o Red Bull Brasil) –, fez o suficiente para confirmar seu favoritismo e sua superioridade técnica e, com 4 vitórias, é o único time com 100% de aproveitamento no estadual.

Hoje, entretanto, o badalado – e cheio de expectativas – time palmeirense terá pela frente um outro “cachorro grande” que, instável até aqui, precisa somar pontos para ganhar alguma paz vinda das arquibancadas – pela última rodada, o Santos foi vaiado por sua torcida no empate contra o Ituano.

A posse de bola alviverde – grande nas outras rodadas – deverá cair a uma porcentagem mais quilibrada no duelo deste domingo. A “saída de três” (dois zagueiros abertos e um volante posicionado entre eles) usada com alguma tranquilidade até aqui com Antônio Carlos, Thiago Martins e Felipe Melo não deverá ser a única opção do leque de Roger Machado, que deverá se valer dos laterais como escape para a marcação mais alta que o Santos deverá exercer.

Em resumo: o Palmeiras poderá, enfim, ser testado de verdade.

 

Início vacilante

Mesmo herdando um sistema defensivo bastante eficiente, o Santos de Jair Ventura ainda sofre para encontrar sua melhor formação e adquirir um padrão de jogo. Cauteloso na defesa mas, paradoxalmente, com um estilo de jogo mais ofensivo que seus antecessores no Peixe, Ventura ainda busca qualidade na parte ofensiva da equipe para agredir de modo eficiente seus adversários.

Nesse processo, nomes vão sendo testados e, às vezes, descartados, como no caso do lateral-esquerdo Romário que veio do Ceará para substituir o litigioso Zeca e não agradou. Perdeu a posição para Caju, que também não agradou mas, no entendimento dos comandantes do time, é melhor que Romário. Rodrigão é outro que perdeu espaço e deverá ir para o banco de reservas. Sasha é o possível titular no comando de ataque santista no jogo de amanhã.

Com um grupo inchado – são 42 jogadores trabalhando com o elenco principal neste momento – Jair Ventura sofre para dar criatividade no meio de campo alvinegro, mas colhe bons frutos, garimpando os jovens talentos que o Peixe produz sem sofrimentos, como nos casos de Arthur Gomes que substitui de maneira muito competente o lesionado Bruno Henrique e o abusado Rodrygo que vem sendo acionado no decorrer das partidas e respondendo positivamente.

Com duas vitórias, um empate e uma derrota, o Santos tem motivos de sobra para pressionar o Palmeiras no Allianz Parque e colocar à prova – realmente – o bom elenco de Roger Machado.

 

Expectativas

Além, é claro, de toda expectativa que cerca um clássico, o duelo de logo mais tem outros elementos que merecem atenção. A começar por Lucas Lima, um dos destaques palmeirenses neste início de temporada e que até o ano passado vestia a camisa santista e que pode fazer valer a “lei do ex” guardando seu gol na meta de Vanderlei.

Gustavo Scarpa, meia que causou uma verdadeira disputa no início da temporada (quando ainda era jogador do Fluminense), estará, finalmente, à disposição de Roger Machado e poderá fazer a sua estreia com a camisa do Palmeiras neste domingo. O repatriado Gabigol, depois de duas temporadas fazendo turismo na Europa, também está à disposição de Jair Ventura – participou, inclusive, de 20 minutos de um jogo-treino no meio de semana – e também pode fazer sua reestreia pelo Peixe hoje. ATUALIZADO: longe de suas melhores condições físicas, Gabigol não será relacionado para o jogo de hoje.

 

Histórico no paulistão

Infelizmente para Jair Ventura, o retrospecto do Santos contra o Palmeiras no Campeonato Paulista não é dos melhores: em 96 jogos como mandante, o Verdão venceu 49 enquanto que o Santos ganhou 22 e houveram 25 empates. Nos últimos cinco jogos entre os dois times pelo estadual foram duas vitórias palmeirenses, dois empates e apenas uma vitória do Santos.

Para dar mais emoção à vida de Jair Ventura, em São Paulo os clássicos são disputados com torcida única o que significa dizer que as únicas cores que os jogadores verão nas arquibancadas serão verde e branco. Nada de preto e branco.

 

Possíveis escalações

Palmeiras: Jaílson; Mayke (Marcos Rocha), Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo e Tchê Tchê; Keno (Willian), Lucas Lima e Dudu; Borja. Técnico: Roger Machado.

Santos: Vanderlei; Daniel Guedes, Luiz Felipe, David Braz e Caju; Alison; Copete, Renato, Vecchio e Arthur Gomes; Sasha. Técnico: Jair Ventura.

 

Palpite para Palmeiras x Santos

É um jogo difícil de prever. Lucas Lima encara o Santos pela primeira vez; Gabigol pode estrear (atualizado: o jogador não foi relacionado para a partida); Gustavo Scarpa pode estrear… enfim, muita coisa acontecendo pela primeira vez. De concreto mesmo apenas o fato de que – em teoria – o Palmeiras será testado de verdade no Paulistão. Não podemos esquecer que, mesmo reforçado e com um padrão de jogo diferente, trata-se (assim como o Corinthians) de basicamente o mesmo time do ano passado. E todo mundo viu que nos momentos cruciais em 2017, o Verdão refugou. Por mais que jogue um futebol melhor neste início de temporada e tenha um elenco mais do que qualificado, a desconfiança poderá voltar em um momento de vacilo durante o clássico e fazer o time se dissolver no Allianz Parque – e inícios de temporada são pródigos em produzirem “vacilos”.

O Santos, por sua vez, ainda não está pronto. Embora tenha potencial e Jair Ventura venha mostrando que os resultados conquistados com o limitado Botafogo, no Rio, foram fruto de trabalho sério e competência – e não “sorte” –, ainda é um time sem equilíbrio que pode se complicar diante do rápido ataque palmeirense com Dudu e Keno (ou William).

Sem dúvida, um clássico que promete emoções.

Mas, como ficar em cima do muro não é uma opção, eu cravo que o Palmeiras perde seus 100% de aproveitamento com um bonito empate (com gols) diante do Peixe.

 

Jogos, palpites e resultados da 5ª rodada do Campeonato Paulista 2018

Sexta-Feira, 2 de fevereiro

  • 19:15 – São Bento 2 x 2 Santo André

Sábado, 3 de fevereiro

  • 16:30 – Ituano 1 x 1 Ponte Preta – Palpite: empate
  • 17:00 – São Paulo 2 x 0 Botafogo-SP – Palpite: São Paulo
  • 19:00 – Red Bull Brasil 1 x 1 Bragantino – Palpite: Red Bull Brasil

Domingo, 4 de fevereiro

  • 17:00 – Palmeiras x Santos – Palpite: empate
  • 19:30 – Novorizontino x Corinthians – Palpite: Corinthians
  • 19:30 – São Caetano x Mirassol – Palpite: empate

Segunda-Feira, 5 de fevereiro

  • 20:00 – Linense x Ferroviária – Palpite: Linense

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar