Ganhador.com

Copa Verde

Em busca do bicampeonato da Copa Verde, Paysandu vai ao Espírito Santo para enfrentar o Atlético-ES

Paysandu Copa Verde
Foto: Fernando Torres/Paysandu

Equipes chegam invictas à decisão, mas o Papão leva vantagem no saldo de gols

Atlético-ES e Paysandu começam a decidir nesta quarta-feira (25), às 21:30 (horário de Brasília), a quinta edição da Copa Verde. Depois de conquistar o título em 2016, o Papão pode tornar-se o primeiro bicampeão da competição.  Os capixabas fazem bonito em sua primeira participação, e com cinco vitórias nas seis partidas disputadas até aqui, já se permitem sonhar com uma volta olímpica. O jogo de ida acontece no estádio Kléber Andrade, em Cariacica.

 

Atlético-ES busca um inédito título nacional

Com apenas 51,4% de aproveitamento, o Atlético-ES não fez uma boa campanha no Campeonato Capixaba, sendo eliminado ainda na primeira fase. Na Copa do Brasil, tampouco se saiu bem, e novamente caiu de maneira precoce ao perder por 2×0 para o Remo. No último domingo, a equipe fez a sua partida de estreia pela Série D do Brasileirão, e foi derrotada pelo Uberlândia pela contagem mínima. A redenção do modesto clube da cidade de Itapemirim tem sido a Copa Verde, competição na qual está muito próximo de fazer história.

Para chegar até a decisão, o Galo da Vila superou com autoridade o atual campeão, Luverdense, além de vencer as quatro partidas contra Brasiliense e Cuiabá. Um de seus maiores trunfos para buscar a inédita conquista está no ataque. O veterano centroavante Eraldo, de 36 anos, é o vice-artilheiro da competição, com 5 gols, e com exceção da partida de volta contra o Luverdense, balançou as redes em todos os compromissos do time.

O plantel passa por uma maratona de jogos, e alguns atletas já começam a sentir o desgaste. O volante Araruama e o lateral Paulinho, com dores musculares, não participaram das últimas atividades, mas a princípio não preocupam. Ao final do último treinamento, o técnico Zé Humberto conversou separadamente com os meias Chiquinho e Fabiano, dando margem à especulações.

“Acho que todos têm que estar preparados, porque eu tenho um elenco que não é muito grande, mas que tem qualidade, com jogadores que fazem várias funções, duas ou três funções… Não vejo como desfalque qualquer jogador que não jogue e assim foi nas duas partidas anteriores. Quando não jogou o Marcos Felipe entrou o Bruno, o Franklin não jogou aí entrou o Chiquinho. Então nós temos um elenco, temos um grupo, e com certeza aqueles que estão acelerados, buscando o seu espaço, nós estamos vendo e eles podem ter suas oportunidades.”,  declarou o comandante.

 

Paysandu chega à sua quarta final da Copa Verde

Enquanto o Atlético-ES ainda busca seu espaço fora do Espírito Santo, o Paysandu já é uma potência regional, e chega à sua quarta final em cinco edições da Copa Verde. Em 2016, o Papão ficou com o título ao superar o Gama, mas em 2014 e no ano passado, sucumbiu frente ao Brasília e o Luverdense.

Nesta edição, o único time da Série B envolvido na disputa mais uma vez entrou como favorito, e até aqui não decepcionou. O Paysandu chega à decisão com a melhor campanha, apenas um empate na estreia contra o Interporto e 100% de aproveitamento nos cinco compromissos seguintes. Depois de perder o título estadual para o arquirrival, Remo, o Papão não se abateu, ao contrário, subiu de produção, e venceu o Manaus fora de casa na segunda partida das semifinais, além de seus dois primeiros jogos pelo Brasileirão, contra Ponte Preta e Londrina.

O técnico Dado Cavalcanti optou pelo mistério quanto à escalação do time, e não divulgou a lista de relacionados. O que se sabe é que diversos atletas apresentaram problemas físicos nos últimos treinamentos. Danilo Pires, Cáceres e Fernando Timbó, lesionados, deram prosseguimento aos seus tratamentos, Pedro Carmona sentiu dores no joelho esquerdo, Matheus Müller contundiu o pé direito e Renato Augusto foi acometido de uma virose. A boa notícia é que o volante Nando Carandina, que vinha sendo poupado, deve ir para o jogo.Ele ressaltou a importância de um bom resultado em Cariacica.

“É muito importante fazermos uma grande partida fora de casa contra o Atlético para conquistarmos um grande resultado nesta primeira partida da final da Copa Verde. Queremos trazer uma vantagem para decidirmos em casa. Vamos respeitar o adversário, mas buscar impor nosso ritmo para conquistarmos esse objetivo.”

 

Prováveis escalações

Atlético-ES: Bambu, Paulinho, Kleber Viana, Rhayne e Marcos Felipe; Vitor, Araruama e Fabiano; Franklin, Uálisson Pikachu e Eraldo. Técnico: Zé Humberto

Paysandu: Renan Rocha; Edimar, Diego Ivo, Perema e Matheus Silva; Nando Carandina, Renato Augusto e Mateus Muller; Moisés, Mike e Cassiano.Técnico: Dado Cavalcanti

 

Palpite

O favoritismo do Paysandu é inegável, além de ter a camisa mais pesada da Copa Verde, o time paraense engatou uma boa sequência nos últimos três jogos, e parece não ter sentido a saída do atacante Walter. Na ausência do gordinho, quem vem se destacando é Cassiano, artilheiro do campeonato com sete gols.

Além disso, o comportamento da equipe como visitante foi exemplar nos últimos jogos. Os triunfos sobre o Manaus e a Ponte Preta não deixam dúvida de que o time chegará forte para buscar o bicampeonato. Vale lembrar que na Copa Verde vigora o critério do gol fora de casa, portanto, podemos esperar um Papão bastante ofensivo.

Meu palpite é um placar de 2×1 a favor do Paysandu, resultado que deixará a situação bem encaminhada para o jogo de volta, no dia 16/05, no Mangueirão.

 

Final da Copa Verde 2018 – Jogo de ida

Quarta-feira, 25 de abril

  • 21:30 – Atlético-ES x Paysandu – Palpite: Paysandu

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar