Ganhador.com

Copa Libertadores

Em busca de virada histórica, Flamengo joga a vida na Copa Libertadores diante do Cruzeiro

Jogador do Flamengo
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Após serem surpreendidos no Maracanã, cariocas precisarão devolver placar de 2×0 em BH para pelo menos levarem a decisão para os pênaltis; adversário sai do confronto entre Libertad e Boca Juniors

Para alguns, o confronto está definido. Para outros, os 90 minutos finais no Mineirão ainda servem como esperança. Fato é que o Flamengo vai a Belo Horizonte enfrentar o Cruzeiro nesta quarta-feira (29 de agosto), às 21h45, precisando alcançar o improvável em quase 123 anos de história. Após cair em pleno Maracanã por 2×0, na abertura das oitavas de final da Copa Libertadores 2018, o clube carioca terá de reverter uma desvantagem que nunca conseguiu ao longo de sua participação em competições internacionais relevantes.

 

Flamengo: força máxima

Ninguém admite publicamente, mas o Flamengo parece bem reticente quanto a virada histórica, no Mineirão. A surpreendente derrota por 2×0 no Maracanã, no início do mês, sacudiu as alamedas na Gávea, que possui a meta de disputar pelo menos um título das últimas três competições de 2018. O clube é hoje o terceiro colocado no Brasileirão, sendo quatro pontos de distância para o líder São Paulo, está nas semifinais da Copa do Brasil, na qual pega o Corinthians; e tem a Copa Libertadores. Nesta última, a missão carioca parece mais improvável devido ao histórico do clube.

O Mengão nunca reverteu uma desvantagem em torneios internacionais após perder o primeiro jogo em casa. São oito confrontos sem ter alcançado a tão sonhada virada. A estatística vale para o Brasileirão, que um dia já foi decidido nos jogos de mata-mata, Copa do Brasil, Libertadores, Copa Sul-Americana, Mercosul e Supercopa.

Tal dificuldade em buscar o resultado em Minas Gerais traz uma grande dúvida na cabeça de Maurício Barbieri. Colocar força máxima em um duelo “praticamente perdido”, em que necessita pelo menos devolver o placar de 2×0 para levar o confronto para os pênaltis, ou poupar seus principais jogadores para a sequência da temporada, já que pega o desesperado Ceará no domingo, pelo Nacional.

Paquetá e mais dez

Apesar do desgaste físico, o Flamengo deve atuar com força máxima. Isso significa que Lucas Paquetá, suspenso no jogo de ida das oitavas, é presença certa no Mineirão. O garoto de 21 anos é peça-chave em um meio de campo que deve ter o experiente Diego, Cuellar e Éverton Ribeiro. A regularidade do jogador dentro de campo com oito gols e 11 assistências no ano chamou a atenção do técnico Tite, que o convocou para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador, em setembro.

Por outro lado, Maurício Barbieri não terá o colombiano Fernando Uribe. Tido como substituto de Paolo Guerrero, o atacante ainda não convenceu com a camisa rubro-negra. Tal fato fez com que o comandante carioca optasse pelo experiente Henrique Dourado, o principal cotado para iniciar o jogo contra o Cruzeiro, Vitinho e o jovem Lincoln entre os selecionáveis para a viagem até Minas Gerais.

 

Cruzeiro: nada ganho

A vantagem alcançada no Maracanã traz uma tranquilidade ímpar ao Cruzeiro, mas a equipe mineira está calejada para não sofrer com o clima de “já ganhou”. Principalmente porque o clube vem oscilando na temporada. A equipe conta atualmente com apenas uma vitória nas últimas quatro partidas. Longe do título do Brasileirão, torneio no qual é apenas o sétimo colocado, sendo 15 pontos atrás do São Paulo, a Raposa foca suas atenções nas competições mata-mata. De olho no hexa da Copa do Brasil, o time celeste pega o Palmeiras nas semifinais, enquanto tem classificação adiantada para as quartas da Libertadores.

Com a maior seriedade possível, o técnico Mano Menezes promete não dar espaços para uma reação flamenguista. Para isso, o gaúcho tenta confundir o adversário com muito mistério quanto a escalação titular. O lateral Edilson está recuperado de edema na coxa direita, mas briga com o argentino Lucas Romero pela posição. Na frente, o jovem Raniel e o experiente Barcos disputam a “camisa 9”.

Apesar do suspense, uma coisa é certa. Thiago Neves estará em campo. Com desempenho invejável em jogos mata-mata com a camisa celeste, o meio-campista é a principal arma cruzeirense nesta quarta-feira. Desde que chegou à Toca da Raposa, em 2017, o camisa 30 ganhou 14 dos 16 confrontos eliminatórios, tendo desempenho de 87,5%. Autor de um dos dois gols da vitória sobre o rubro-negro no Maracanã, TN espera que o seu atual momento seja decisivo para classificar os mineiros.

 

Palpite

A vantagem de 2×0 no jogo de ida é fundamental para entendermos as ações do Cruzeiro logo mais. Jogando em casa, a equipe mineira tem a obrigação de propor o jogo, mas a vitória, desta vez, deve ficar em segundo plano. Com Mano Menezes tendo um setor defensivo sólido, que tomou dois gols em uma única partida apenas uma vez nos últimos oito embates disputados, a classificação deve ficar com a equipe celeste. Um empate, resultado comum em dois dos últimos três jogos dos mineiros, deve prevalecer.

Jogos de volta das oitavas de final da Copa Libertadores

Terça-feira, 28 de agosto

  • 19:30 – Santos 0x0 IndependientePalpite: Santos
  • 21:45 – Grêmio (5) 2×1 (3) Estudiantes – Palpite: Grêmio
  • 21:45 – Atlético Nacional 1×0 Atlético Tucumán – Palpite: Atlético Nacional

Quarta-feira, 29 de agosto

  • 19:30 – River Plate x Racing – Palpite: River Plate
  • 21:45 – Cruzeiro x Flamengo – Palpite: empate
  • 21:45 – Corinthians x Colo-Colo – Palpite: empate

Quinta-feira, 30 de agosto

  • 19:30 – Libertad x Boca Juniors – Palpite: empate
  • 21:45 – Palmeiras x Cerro Porteño – Palpite: Palmeiras

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar