Ganhador.com

Vôlei

Dentil/Praia Clube x Vôlei Nestlé: o que esperar do quinto jogo da semifinal da Superliga Feminina?

Foto: João Pires/FotoJump e Divulgação Praia Clube

Confirmando a previsão de uma série inesquecível, as duas equipes vão ao limite para definir quem enfrenta o Sesc-RJ na grande decisão            

Desta sexta-feira (6) não passa. A Superliga Feminina já conta os minutos para uma decisão de gala entre o Dentil/Praia Clube e o Vôlei Nestlé, que se encontram a partir das 19h (de Brasília) no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia, com transmissão ao vivo do SporTV 2. Será o quinto jogo de uma semifinal que já está na história como uma das mais parelhas que o vôlei brasileiro já viu entre as mulheres.

 

Gangorra

Embora a semifinal esteja no quinto jogo e o equilíbrio seja realmente marcante, quem está vendo as partidas percebe que o Praia Clube e o Nestlé só no primeiro jogo atuaram no limite das suas capacidades. Nas outras partidas, quando um time foi bem, o outro foi mal.

Vale relembrar: a série começou com um 3 a 2 para o Praia Clube em Uberlândia, com parciais de 23/25, 25/19, 25/23, 25/27 e 15/13. Jogando em Osasco, o Nestlé devolveu a vitória – 3 sets a 1, com 25/17, 25/23, 20/25 e 25/14.

O mando de quadra prevaleceu em todas as partidas. Por isso, o Praia voltou a ganhar em Minas, desta vez por 3 a 1, com 25/23, 22/25, 25/23 e 25/20. Na última segunda-feira (2), em Osasco, o tradicional time da casa voltou a empatar a série – e de novo por 3 a 1, com 31/29, 27/25, 24/26 e 25/19.

 

O fator Tandara

A campeã olímpica está impossível. Só no quarto jogo, ela cravou nada menos que 37 pontos, terminando a partida como a melhor em quadra. O Vôlei Nestlé sabe bem: se ela jogar o que sabe, o Osasco vai para a final mais uma vez.

“Acredito que precisamos errar menos. Temos feito bons jogos também em Uberlândia, mas na hora do detalhe o que vale é o erro”, afirmou a oposta. “Diminuímos o número de erros no quarto jogo e isso é fundamental. Acredito que hoje fiz meu melhor jogo na série porque usei a força e soube tirar no bloqueio. Tento sempre me concentrar antes das partidas para visualizar o que preciso fazer na hora do jogo.”

Pelo lado do Dentil/Praia Clube, há várias jogadores capazes de fazer o mesmo que Tandara. Os dois times são fortes, mas há considerável vantagem do Praia, da ponteira Fernanda Garay. “Sabíamos que essa série seria difícil. Estamos jogando em alto nível e o time de lá também está brigando”, comentou.

“Não conseguimos colocar o nosso ritmo na quarta partida e ficamos lutando sempre atrás no placar. O nosso jogo não saiu, mas acredito que em casa temos condições de fazer melhor e conquistar esse resultado.”

O Vôlei Nestlé atuou na quarta partida com as seguintes jogadoras: Fabíola, Tandara, Mari Paraíba, Ângela Leyva, Nati Martins e Bia. A líbero foi Tássia, e as reservas que entraram no decorrer da partida foram Carol Albuquerque, Lorenne e Camila Brait. O técnico Luizomar de Moura deve manter tal formação na quinta partida.

O Dentil/Praia Clube do técnico Paulo Coco contou com Claudinha, Fawcett, Fernanda Garay, Amanda, Walewska e Fabiana. Suelen atuou como líbero, e Natasha, Ananda e Ellen foram as reservas que entraram durante a partida.

Em jogo nesta sexta (6) estará a ida à final para enfrentar o Sesc-RJ, que se garantiu na final da Superliga Feminina pela 14ª vez consecutiva. O rival da vez na semi foi o Camponesa/Minas (MG), que não ofereceu resistência e foi batido por 3 a 0.

 

Homens nas semifinais

A Superliga Masculina também já vai para a sua semifinal. Os participantes serão Sada Cruzeiro, Sesc RJ, Sesi-SP e EMS Taubaté Funvic. O sistema é idêntico ao das mulheres: a série será em melhor de cinco jogos, todos com transmissão da TV.

Sada Cruzeiro e EMS Taubaté Funvic se encaram pela primeira vez no sábado (7), às 17h (de Brasília), no ginásio do Riacho, em Contagem (MG). O segundo duelo será em Taubaté (SP), no dia 10 de abril.

A outra vaga terá uma ordem de disputa diferente. Classificado em melhor posição na tabela, o Sesc RJ escolheu começar a série fora de casa. O primeiro jogo contra o Sesi-SP, também no sábado, às 21h30, será no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo. O playoff continua nos dias 10 e 14, no Rio de Janeiro.

 

Jogo decisivo das semifinais da Superliga Feminina

Sexta-feira, 6 de abril

  • 19:00 – Dentil/Praia Clube x Vôlei Nestlé – Palpite: Praia Clube

 

Jogos das semifinais da Superliga Masculina

Sábado, 7 de abril

  • 17:00 – Sada Cruzeiro x EMS Taubaté Funvic – Palpite: Cruzeiro
  • 21:30 – Sesi-SP x Sesc RJ – Palpite: Sesc

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar