UFC

Demian substitui Ponzinibbio, encara Usman no UFC Chile e assume missão complicada

Foto: Divulgação/UFC

O lutador brasileiro parece mesmo ter um instinto de “salvador da pátria”, guerreiro, valente, ousado ou simplesmente de ser destemido no mundo das lutas. No UFC isso é bem nítido. São diversos atletas tupiniquins que quase mensalmente são convocados e se apresentam para “salvar” algum evento por conta de uma lesão ou baixa de última hora. E o novo encarregado de ir ao resgate é Demian Maia. O paulista encara Kamaru Usman na luta principal do UFC Chile, que acontece no próximo dia 19 de maio. Ele foi convocado para substituir o argentino Santiago Ponzinibbio, que sofreu uma lesão na mão esquerda.

A missão de Demian é indigesta. Usman é um dos melhores nomes da categoria dos meio-médios e soma sete triunfos em sequência no Ultimate. Na carreira, Kamaru acumula 12 vitórias e apenas uma derrota. Já o brasileiro, não vive uma boa fase. Depois de emplacar sete vitórias na divisão, ele perdeu a disputa pelo título contra o atual campeão, Tyron Woodley, e depois foi superado por Colby Covington na decisão dos juízes, em outubro do ano passado, no UFC Fight Night ocorrido em São Paulo.

Antes de dizer o óbvio – que a maior chance de Demian nessa luta é levando o rival para o chão – é bom citar que nigeriano tem uma defesa de quedas primorosa. Na trocação, Usman leva uma leve vantagem. Sem contar que Usman é uma década mais jovem que Demian. O brasileiro tem 40 anos, enquanto Kamaru tem 30. No ranking oficial da categoria dos meio-médios, o brasileiro figura na quinta posição, enquanto o rival aparece apenas como sétimo colocado. Uma vitória no UFC Chile pode aproximar um dos dois do Top 3 de uma das categorias mais complicadas do maior evento de MMA do mundo.

O duelo vale muito para os dois. Para Demian, vale a relevância na categoria. Depois de duas derrotas consecutivas e com poucas aspirações de uma nova disputa de título, o brasileiro pode manter-se no topo da categoria e garantir sua expressividade vencendo Usman, uma das grandes promessas dos meio-médios na atualidade. Já para Kamaru, é a chance de fazer seu nome. Embora tenha emplacado uma grande sequência de sete vitórias consecutivas, o nigeriano não bateu nenhum grande nome. Demian seria a maior vitória de sua carreira, o que consolidaria seu status de futuro top 5 da divisão.

É o clássico duelo da juventude contra a experiência. Demian precisa ter paciência, é uma luta de cinco rounds e precisa saber usar suas armas da forma correta, sem pressa. Como aceitou a luta de última hora, o paulista dificilmente chegará 100% preparado para o combate. Isso pode fazer diferença, mas a experiência pode diminuir essa vantagem. Ele já enfrentou alguns dos melhores nomes do mundo e sabe muito bem o que fazer para bater o nigeriano. Será que o brasileiro confirma que segue forte no octógono ou o início de seu adeus ao MMA será representado no UFC Chile? Comente!

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar