Tênis

Del Potro, Chung, Coric ou Anderson: alguém será capaz de parar Roger Federer em Indian Wells?

Foto: John Cordes/Icon Sportswire via Getty Images

Imbatível na temporada e sem perder um set sequer na Califórnia, suíço pode igualar recorde de 12 anos atrás

O Masters 1000 de Indian Wells vai se encaminhando para a reta final e a pergunta que fica é a seguinte: quem irá parar Roger Federer? Ou melhor, alguém será capaz de segurar o suíço, que ainda não perdeu na temporada? Já estamos nas quartas de final do torneio e parece que a chance de vermos uma zebra diante do Maestro é bem improvável. Com 15 vitórias em 2018 e ainda sem perder um set sequer na Califórnia, o atual número 1 do ranking da ATP demonstra a cada dia mais apetite para alcançar o título de número seis da competição e ainda igualar um feito de 2006 caso ganhe mais uma partida. Foi há 12 anos que o então garoto de 24 anos alcançou seu melhor início de ATP, com 15 triunfos consecutivos e nenhum revés. Confira a análise dos candidatos a azarões de Federer!

 

Hyeon Chung

Uma das sensações da atual temporada da ATP, Hyeon Chung vai aos poucos provando que a chegada à semifinal do Aberto da Austrália não aconteceu por acaso. Carrasco de Novak Djokovic no primeiro Grand Slam de 2018, o sul-coreano de 21 anos vive a expectativa de encarar pela segunda vez em menos de dois meses Roger Federer. E apesar de a pressão estar toda em cima do suíço, que luta para ser hexa na Califórnia, Chung sabe que precisa apagar a má impressão deixada na Oceania.

Isso porque o Professor, como o asiático é chamado por seus amigos, desistiu do embate ainda no segundo set em razão de dores no tornozelo esquerdo. A desistência do então número 58 no ranking da ATP colocou Federer em sua 30ª decisão de GS. O final todos nós já conhecemos. Vitória do Maestro sobre o croata Marin Cilic e o 20º troféu de Major em sua prateleira.

Desde aquele embate, em janeiro, Chung fez mais duas exibições: ATP 250 de Delray e ATP 500 de Acapulco. Em ambos, o sul-coreano acabou ficando pelo caminho nas quartas de final. E, por coincidência, o novo embate contra o líder do ranking será nesta fase. A diferença é que agora o Professor ocupa uma posição melhor na ATP. É o 26º colocado. E tal posição parece ter feito bem ao jovem tenista, que em Indian Wells tem sido sólido dentro de quadra. Ele já derrubou nomes conhecidos do circuito, como o checo Tomas Berdych e o uruguaio Pablos Cuevas. Agora, terá a chance de mudar a história de um confronto que não acabou da melhor forma na Austrália.

 

Borna Coric ou Kevin Anderson

O vencedor de Chung x Federer irá enfrentar Borna Coric ou Kevin Anderson. Assim como o sul-coreano, Coric é da nova geração do tênis. Aos 21 anos, o croata tem um título na carreira: o ATP 250 de Marrakech (2017). Apesar de desenvoltura e qualidade em quadra, o garoto (49º na ATP) ainda busca um jogo para mostrar o seu valor. E esse tão esperado embate pode ocorrer contra o experiente Kevin Anderson, de 31 anos, e que ocupa a nona posição no ranking.

Um triunfo sobre o sul-africano pode ser a dose de confiança necessária para Coric encarar Federer, caso o suíço passe por Chung. Apesar de ter sido derrotado facilmente pelo Maestro na única vez que se enfrentaram, há três anos, na semifinal de Dubai, o croata evoluiu bastante e pode agora apresentar uma surpresa ao líder.

 

Juan Martin del Potro

Como todo bom argentino, Juan Martin Del Potro é daqueles que dificilmente deixa o cansaço, o adversário ou uma lesão o vencer. E olha que ele teve inúmeros problemas físicos nos últimos anos, mas parece que o período nebuloso já foi embora. Ganhando confiança durante os jogos e com títulos, como ocorreu algumas semanas atrás, com a vitória em Acapulco, o hermano é um dos favoritos a chegar à final de Indian Wells.

E isso ocorre não somente por sua qualidade em quadra, como o saque e backhand potentes, mas também por uma dose de “sorte”. O cabeça de chave número seis do Masters 1000 está numa chave que contava em princípio com Marin Cilic (2º no ranking), Alexander Zverev (5º), Jack Sock (10º), entre outros. Mas eles ficaram para trás e o argentino assume como toda a sua altura a posição de candidato ao título do torneio.

Ele encara nas quartas de final Philipp Kohlschreiber, atualmente 37º na ATP, e responsável por despachar Cilic, então vice-campeão do Aberto da Austrália. O alemão atinge esta fase do torneio pela primeira vez desde 2010, quando alcançou as quartas de Toronto.

Mas já que o assunto é Federer, del Potro precisará passar obviamente por Philipp Kohlschreiber, no qual tem seis vitórias contra duas do rival, e posteriormente pelo vencedor de Sam Querrey e Milos Raonic para possivelmente reencontrar o suíço. No 1×1 com o Maestro, o argentino leva desvantagem de 18-6. Mas o atual número oito da ATP tem como trunfo as quartas de final do Aberto dos Estados Unidos de 2017, quando eliminou o multicampeão.

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Saiba como Del Potro acabou com a invencibilidade de Roger Federer no ano e alcançou o inédito título em Indian Wells | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.