Ganhador.com

Copa do Mundo Rússia 2018

Defesa, mordida ou futebol? O que esperar de Suárez e do Uruguai contra o Egito na estreia da Copa do Mundo 2018

Luis Suárez da Seleção Uruguaia
Foto: MIGUEL ROJO/AFP/Getty Images

Atacante do Barcelona causou polêmica em cada um dos mundiais que disputou

Um dos atacantes mais perigosos desta Copa do Mundo 2018 é Luis Suárez. Tanto coma bola nos pés, como mordendo ou com a mão na bola. Afinal, o jogador do Barcelona causou polêmica nas duas edições que disputou. Na primeira, evitou um gol com a mão no último minuto. Em 2014 foi a vez dele morder Chiellini. Isso aumenta ainda mais a expectativa para o duelo com Egito, pelo Grupo A, que tem tudo para ser o primeiro grande jogo do torneio.

 

Uruguai com importante teste

Surpresa em 2010 e com um desempenho razoável em 2014, a geração atual do Uruguai vai para o seu último mundial. Isso porque os principais destaques dificilmente terão fôlego para atuar em 2022. Na defesa, Godín estará com 36, enquanto Cavani e Suárez iriam com 35.

Desta forma, pode esperar que esta equipe vá com tudo na Rússia e a estreia é fundamental. Como o adversário estará desfalcado, os uruguaios ganham uma excelente oportunidade de conquistarem três pontos contra um concorrente direto e ainda tendo pela frente depois a fraca Arábia Saudita.

Para completar, a seleção chega em ótimo nível, após engatar três vitórias seguidas em amistosos neste ano. Os triunfos ocorreram contra República Tcheca, País de Gales e Uzbequistão. Oponentes frágeis, mas que não chegam a ser tão inferiores aos egípcios. Um ponto importante destes compromissos foi que o time conseguiu passar por todos sem sofrer gols.

Diante do Egito, o técnico Óscar Tabárez deve armar a equipe com: Muslera, Varela, Giménez, Godín e Laxalt; Nández, Vecino, Bentancur e De Arrascaeta; Cavani e Suárez.

Com esta dupla de ataque dá para contar com gols nesta sexta-feira. O Uruguai entra com total favoritismo e caso Suárez e Cavani estejam inspirados é possível até mesmo conquistar uma vitória com um placar mais folgado, que seria importante na disputa com o próprio Egito e a Rússia na luta pelo primeiro lugar geral. O posto é fundamental para as seleções do grupo A, pois pode tirar de um confronto com a Espanha logo nas oitavas de final.

 

Egito depende de Salah

Apesar de contar com um time arrumado, o Egito precisa de Salah inteiro para tentar alguma coisa na Copa do Mundo. O atacante é o grande nome da equipe e exatamente por isso será esperado até horas antes da bola rolar na sexta-feira. O jogador lesionou o ombro na final da Liga dos Campeões e dificilmente terá condições de jogo. Mesmo que vá para campo não estará na melhor forma e tem tudo para não conseguir ajudar muito.

Sem ele, a esperança fica nos pés de Trezeguet. Embora o meia não tenha a mesma habilidade do homônimo francês, que brilhou com a camisa da Juventus, vem de uma ótima temporada na Turquia e pode levar perigo a defesa uruguaia. No entanto, nos amistosos os egípcios sofreram e ficaram no 0 a 0 com a Colômbia e caíram de 3 a 0 para a Bélgica.

Para a estreia, o Egito comandado por Héctor Cúper deve ir para campo com: Essam El-Hadary; Ahmed Fathi, Ali Gabr, Ahmed Hegazy e Abdel Shafy; Mohamed Elneny, Tarek Hamed, Trezeguet, Abdalla Said e Mohamed Salah (Kahraba); Marwan Mohsen.

Nas condições atuais, os africanos já podem comemorar se conseguirem ao menos um empate contra os uruguaios, pois iram sem muito prejuízo para as demais rodadas.

 

Retrospecto do confronto

As duas equipes se enfrentaram apenas uma vez na história. O encontro ocorreu em 2006, quando o Uruguai ganhou por 2 a 0 em um amistoso. O retrospecto contra seleções africanas em mundiais também é positivo. Foram dois empates e uma vitória. O triunfo ocorreu para cima da África do Sul, por 3 a 0, em casa. Nos demais jogos, ficou no 3 a 3 com Senegal, em 2002, e empatou em 1 a 1 com Gana, em 2010, no polêmico lance de “La mano de Dios”, de Luis Suárez, que evitou o gol do adversário e levou a decisão por um lugar nas semifinais para os pênaltis, no qual os uruguaios saíram vitoriosos.

Com apenas duas participações em mundiais, o Egito jamais encarou uma equipe sul-americana pela competição.

 

Jogos da 1ª rodada do Grupo A da Copa do Mundo 2018

Quinta-feira, 14 de junho

  • 12:00 – Rússia x Arábia Saudita. Palpite: Rússia vence por 2 a 0

Sexta-feira, 15 de junho

  • 9:00 – Egito x Uruguai. Palpite: Uruguai vence por 2 a 1

 

Comentários

3 Comentários
Voltar