Curiosidades

Correr sem a bola é mole! Quero ver correr com ela: Usain Bolt ensaia primeiros passos como jogador de futebol profissional

Usain Bolt com José Mourinho e Diego Maradona
Foto: Alexander Scheuber/Getty Images For Hublot

Aposentado das pistas de atletismo, jamaicano agora joga futebol

Antes, o velocista perseguia recordes, segundos, décimos, centésimos e até milésimos de segundo. Tudo o que ele tinha de fazer era calçar a sapatilha e correr em disparada. Seus adversários nas pistas ao lado, eram mero detalhe. Seu grande rival mesmo sempre foi o relógio, o tempo, este grande mistério da natureza. Isso tudo é passado, porém. Agora ele tem que além de correr, dominar a bola, driblar, administrar o contato físico com seu marcador e fazer com que a bola passe pelo goleiro oponente e entre no gol. Será que ele consegue?

 

A estreia

Após os primeiros dias de treinos, ele sentou no banco de reservas para o amistoso entre Strømsgodset e a seleção norueguesa sub-19. A esquadra nacional venceu por 1 a 0 e o jamaicano só entrou restando 19 minutos para o fim da peleja, quando o tento de Erik Botheim, já havia sido anotado. Bolt teve a oportunidade de empatar de cabeça, mas não conseguiu o arremate perfeito.

O detalhe foi o número de sua camisa: 9.58, em alusão ao recorde mundial dos 100 metros rasos, estabelecido em 2009, no Campeonato Mundial de Berlim.

Na entrevista após o encontro, o astro agradeceu a presença de público, o carinho dos fãs e se disse muito motivado para continuar treinando e perseguindo a carreira de jogador profissional.

 

Os próximos passos

Usain Bolt ainda não tem contrato assinado, apesar do diretor de futebol Jostein Flo ter elogiado o atleta. O Strømsgodset saiu do ostracismo e passou a ser conhecido no mundo inteiro. A Puma, patrocinadora do atleta, tem interesse em manter o jamaicano no esporte profissional. Se o acordo definitivo com o Borussia Dortmund não sair, pode ser que ele fique mais algum tempo na Escandinávia.

Bolt é capaz de arrastar uma multidão para assisti-lo. Prova disso foram as centenas de pessoas que compareceram a este amistoso não muito interessante, se não fosse o jamaicano em campo.

Especulações a parte, poderemos ver Bolt em ação novamente no domingo num amistoso beneficente organizado pelo Manchester United, no Old Trafford. Ele jogará ao lado de uma seleção mundial que terá como adversário um quadro da UNICEF liderado pelo embaixador da instituição Robbie Williams.

 

O Strømsgodset

O Strømsgodset Toppfotball representa o município de Gulskogen. O clube já se sagrou campeão norueguês em duas oportunidades, venceu a Copa da Noruega cinco vezes e levantou a segunda divisão uma vez. Seu estádio é o Marienlyst, que tem capacidade para 8.935 pessoas. Atualmente, a agremiação aparece na décima-segunda posição entre dezesseis concorrentes no “Norueguesão”.

 

Principais marcas de Usain Bolt

Mesmo tendo largado o atletismo, seus recordes mundiais continuam de pé. Nos 100 metros rasos, ele se tornou o homem mais rápido do mundo ao terminar o percurso em 9”58.

Pouca gente sabe, mas numa prova não olímpica de 150 metros, ele cruzou a marca dos cem em 8”70. Ou seja, ele estava correndo a mais de 41 quilômetros por hora naquele instante. Ele completou os 150 metros em 14”35.

Outro recorde mundial é nos 200 metros. Sua marca é de 19”19.

Coletivamente, ele também impressionou. Com a equipe da Jamaica de revezamento 4×100 metros, ninguém jamais superou os 36”84.

Ao todo, Usain Bolt possui oito medalhas de ouro olímpicas.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar