Ganhador.com

Copa do Brasil

Copa do Brasil: Fluminense tenta juntar os cacos para despachar a Caldense

Fluminense Abel Braga
Foto: Mailson Santana/Fluminense FC.

Perto de perder Henrique Dourado, Tricolor aposta na experiência de Abelão para espantar a zebra no primeiro desafio da competição, em Poços de Caldas (MG)

A temporada 2018 tem sido duríssima para o torcedor do Fluminense. Depois de uma janela de transferências absolutamente cruel, em que as principais referências da equipe deixaram o clube, o técnico Abel Braga tenta dar início a uma reconstrução do elenco com base em reforços de baixo custo e jovens revelações. Uma etapa fundamental para dar continuidade a esse processo é a sobrevivência na Copa do Brasil. Graças ao formato eliminatório, ela oferece ao Flu uma chance de sonhar – ao contrário do Campeonato Brasileiro, já que o elenco tricolor não é forte o suficiente para brigar nos pontos corridos, pelo menos no momento.

O primeiro desafio da equipe das Laranjeiras acontece nesta quarta-feira (31), às 19h30 (de Brasília), contra a Caldense, no Estádio Ronaldo Junqueira (o Ronaldão), em Poços de Caldas. Em situação normal, seria um compromisso tranquilo para o Flu. Mas o atual regulamento da Copa do Brasil e o retrospecto recente da equipe carioca dão à partida tons mais dramáticos. Afinal, essa primeira fase da competição é disputada em jogo único, com o vencedor avançando à etapa seguinte. Em caso de empate, o visitante leva a vaga. Como o Flu já foi pego de surpresa por duas zebras no Campeonato Carioca (perdeu para o Boavista e só empatou com a Portuguesa), vale redobrar a atenção na visita a Minas.

 

Um Flu que tenta emergir das ruínas

Diego Cavalieri, Henrique, Gustavo Scarpa. O adeus dos atletas mais experientes e qualificados do elenco, por motivos financeiros, destroçou o elenco tricolor. O golpe final nos planos de Abelão parece estar próximo: enquanto a equipe se preparava para o duelo com a Caldense, o arquirrival Flamengo planejava uma investida para tirar o artilheiro Henrique Dourado das Laranjeiras. Seria uma perda fatal para o planejamento da equipe para 2018, ano que deverá ser marcado por uma difícil reconstrução.

Em meio a esse cenário desalentador, a figura de Abelão é o único motivo para não se desesperar de vez. O técnico acaba de completar 300 jogos no comando do clube e sabe como ninguém como as coisas funcionam nas Laranjeiras. Sua longa rodagem e sua habilidade para lidar com atletas jovens também serão essenciais para impedir que o Flu saia dos trilhos na temporada. Além disso, Abel Braga segue em busca de um título que ainda falta em seu currículo. Sua história na Copa do Brasil inclui dois vices decepcionantes: em 2004, pelo Flamengo, contra o Santo André, e em 2005, pelo próprio Flu, para o Paulista de Jundiaí.

Além da chance de um título inédito para Abel, a Copa do Brasil oferece um prêmio de nada menos de R$ 50 milhões ao campeão – uma quantia que certamente ajudaria a agremiação a se reerguer de vez. Na estreia na competição, o técnico tem pelo menos um desfalque garantido: o volante Douglas, machucado. Robinho e Ibañez, também com dores, são dúvida para a partida. Seja como for, o Flu vai escalar o que tem de melhor: o risco de uma eliminação precoce nessa decisão em jogo único impede Abel de poupar qualquer atleta.

 

Mandante também vem de tropeços

Para alívio de Abel e do torcedor tricolor, o adversário desta quarta também não vive um bom momento. Sétima colocada do Campeonato Mineiro, a Caldense também só venceu uma partida na competição, na estreia, contra o Democrata de Governador Valadares. Desde então, acumulou dois empates e uma derrota. O melhor resultado na temporada foi um empate sem gols com o Cruzeiro – sinal de que, apesar das deficiências, a equipe é capaz de encarar um grande de igual para igual.

O técnico Zezito aposta na força defensiva da equipe, que tem sofrido poucos gols desde o início do ano, para segurar o Fluminense em casa. O problema é o ataque, que não tem funcionado bem. O meia-atacante Potita, um dos responsáveis pela criação de jogadas, sofreu um corte na cabeça e não está garantido no jogo. Mesmo encarando um Flu em reconstrução, a Caldense deverá ter dificuldades para eliminar os cariocas, já que precisa vencer e não vem mostrando poder de fogo para isso. Com a vantagem do empate, o Flu tem tudo para explorar essa situação e seguir adiante.

 

Jogos desta semana pela 1a fase da Copa do Brasil 2018

Quarta-feira, 31 de janeiro

  • 16:00 – Nova Iguaçu x Bragantino – Palpite: Empate
  • 19:30 – Boavista x Internacional – Palpite: Internacional
  • 19:30 – Caldense x Fluminense – Palpite: Fluminense
  • 20:00 – Tubarão x América-RN – Palpite: Tubarão
  • 20:00 – Aimoré x Cuiabá – Palpite: Cuiabá
  • 20:30 – Uberlândia x Ituano – Palpite: Ituano
  • 21:30 – Novo x Salgueiro – Palpite: Empate
  • 21:30 – Interporto x Juventude – Palpite: Juventude
  • 21:30 – Independente-PA x Sampaio Corrêa – Palpite: Sampaio Corrêa
  • 21:30 – Floresta x Botafogo-PB – Palpite: Botafogo-PB
  • 21:30 – Treze x Figueirense – Palpite: Figueirense
  • 21:30 – Itabaiana x Joinville – Palpite: Itabaiana
  • 21:30 – Cordino x Náutico – Palpite: Náutico
  • 21:45 – Madureira x São Paulo – Palpite: São Paulo
  • 22:00 – Real Ariquemes x Londrina – Palpite: Londrina
  • 22:30 – Fluminense de Feira x Santa Cruz – Palpite: Santa Cruz

Quinta-feira, 1o de fevereiro

  • 19:15 – URT x Paraná – Palpite: Paraná
  • 21:30 – Novo Hamburgo x Paysandu – Palpite: Novo Hamburgo

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar