Carioca

Com rivalidade acirrada, Flamengo tem vantagem do empate diante do Botafogo para ir à final do Carioca

Foto: Staff Images/Flamengo

Campeão da Taça Guanabara, Rubro-Negro reencontra o Fogão e a polêmica no duelo desta quarta no Maracanã

Um clássico ainda mais quente do que de costume abre as semifinais do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (28), às 21h45 (de Brasília), no Maracanã. Flamengo e Botafogo decidem, em jogo único, quem será o primeiro finalista do Carioca 2018. O vencedor assiste de camarote à segunda semi, na quinta, entre Fluminense e Vasco, para conhecer seu adversário na decisão. Depois de um duelo muito conturbado no mês passado, rubro-negros e botafoguenses estão ansiosos pelo novo confronto – que tem o Fla como favorito, não apenas pela força de seu elenco, mas também por jogar por dois de três resultados possíveis.

Por ter vencido a Taça Guanabara, o Mengão precisa de um simples empate para eliminar o Fogão e voltar a fazer a festa diante do rival. O time da Estrela Solitária, porém, promete fazer jogo duro e vender muito caro a eliminação, já que o torcedor botafoguense não engoliu as provocações flamenguistas no clássico de fevereiro. Na ocasião, o jovem Vinícius Júnior comemorou um gol sobre o Bota fazendo o gesto de “chororô”. Como retaliação, a agremiação de General Severiano vetou a liberação do Engenhão para a final da Taça Guanabara entre Fla e Boavista. Não adiantou: o Rubro-Negro venceu e levantou o troféu – que, por ironia do destino, dá a vantagem do empate na semi.

 

Carpegiani testa esquema cauteloso

A chance de eliminar o rival mesmo empatando pode ser bem explorada pelo Flamengo. O técnico Paulo César Carpegiani aproveitou a semana livre de treinos depois da eliminação na Taça Rio, graças ao empate com o Fluminense, para testar novas alternativas. Apesar da realização dos treinos com portões fechados, sabe-se que o treinador experimentou o volante Willian Arão na vaga de Éverton Ribeiro, numa alteração que mudaria o esquema de jogo do time, reforçaria o meio e deixaria a tarefa do Botafogo, a quem só interessa a vitória, ainda mais complicada.

A força defensiva do Mengão, aliás, pode ser decisiva no confronto. Com a zaga formada pelos experientes Réver e Juan, a equipe teve a retaguarda menos vazada da competição na primeira fase. Na frente, há várias opções, incluindo Vinícius Júnior, que certamente será hostilizado pelo torcedor botafoguense no Maracanã. A revelação rubro-negra chegou a ser testada por Carpegiani entre os titulares, mas a tendência é de que Diego, Paquetá e Everton formem uma linha ofensiva para municiar o matador Henrique Dourado na frente.

Outra dúvida é na cabeça de área, com Jonas e Cuéllar como possíveis alternativas. Para Diego, um dos mais experientes do elenco, a vantagem do empate não transforma o Flamengo em favorito no confronto. “Os clássicos sempre têm uma atmosfera toda especial. Ambas as equipes acabam se superando. O Botafogo é um time muito dedicado, como nós, e é natural que o jogo esquente. Vai ser difícil e truncado, mas que seja tudo feito de maneira respeitosa”, afirmou o principal articulador de jogadas do Fla.

 

Botafogo procura melhorar pontaria

Derrotado de forma categórica pelo Fluminense na decisão da Taça Rio (3×0), o Fogão tenta levantar a cabeça e ganhar confiança para o duelo decisivo com o Fla. O técnico Alberto Valentim foca principalmente no melhor aproveitamento ofensivo para bater o rubro-negro. Desde a chegada do treinador, o Bota passou a finalizar muito mais, mas com um porcentual de arremates errados ainda muito elevado. “Gostei das chances que criamos contra o Fluminense, mas o que desagradou foi o número de oportunidades que desperdiçamos. Vamos procurar corrigir”, prometeu o jovem treinador.

O Fogão procura também superar seu retrospecto ruim em clássicos neste ano. Em seis duelos com seus principais rivais neste ano, o alvinegro fez apenas quatro pontos em 18 possíveis, aproveitamento baixíssimo de 22%. Foram doze gols sofridos e apenas cinco marcados contra Fla, Flu e Vasco. Para o volante Rodrigo Lindoso, é hora de mudar esses números: “Eu gosto de jogos grandes assim. É a chance de podermos dar a volta por cima. Vai ser mais um clássico decidido nos detalhes”.

 

Fla tem tudo para conquistar a vaga

Apesar da sede de revanche do Botafogo, que promete ser uma equipe ainda mais aguerrida e aplicada para superar o rival, as vantagens do Flamengo são bastante claras, transformando o rubro-negro no favorito a avançar à finalíssima. Seu riquíssimo elenco é cheio de opções para Carpegiani, enquanto Alberto Valentim tem que se desdobrar para achar soluções para melhorar o desempenho do time. O Fla tem a vantagem do empate, mas pode aproveitar a necessidade de vitória do Bota para contra golpear e abrir caminho para mais uma vitória sobre o rival.

 

Jogos da semifinal do Campeonato Carioca 2018

Quarta-feira, 28 de março

  • 21:45 – Flamengo x Botafogo – Palpite: Flamengo 

Quinta-feira, 29 de março

  • 21:00 – Fluminense x Vasco – Palpite: Fluminense

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.