Ganhador.com

Paulista A1

Com Jucilei e Petros em campo, São Paulo buscará a primeira vitória no Paulistão contra o Novorizontino

Com a volta de alguns titulares ao time, o São Paulo parte em busca dos três pontos diante de sua torcida no Morumbi

Foto: Djalma Vassão/Reprodução

O peruano Cueva e o recém-contratado Diego Souza estarão no banco de reservas e podem entrar no decorrer da partida

O Campeonato Paulista da Série A1 de 2018 não começou assim tão bem para o São Paulo, que perdeu por 2 a 0 para o São Bento, em Sorocaba, na primeira rodada do torneio. É fato, também, que o time que foi a campo, exceto pelo goleiro Sidão (que está titular e vê Jean pedindo passagem), era todo composto por reservas. Com pouco tempo para a pré-temporada – pouco mais de 12 dias – o técnico Dorival Júnior e seus auxiliares acharam por bem manter a carga de treinos e condicionamento dos titulares visando toda a temporada e mesclar times “A” e “B” durante o estadual até que o grupo todo esteja dentro daquilo que se espera em termos de condicionamento físico – o que deve acontecer em meados de fevereiro, segundo a comissão técnica do tricolor. Para o seu primeiro jogo da temporada no Morumbi, o São Paulo levará a campo alguns rostos conhecidos da torcida, além de Sidão: Rodrigo Caio, Militão, Jucilei e Petros estão relacionados para iniciar o jogo contra o Novorizontino que estreou vencendo o Mirassol por 3 a 1 na última quarta-feira.

 

Pouca margem para erros

A opção de Dorival Júnior em poupar titulares foi arriscada. O time veio de uma temporada onde terminou o Brasileirão com as chuteiras ainda sujas com a lama do Z-4. Jogou mal o torneio nacional e deve sua recuperação mais à chegada de Hernanes do que a alguma “mágica” produzida por Dorival Júnior. Diferente do Corinthians, que venceu o Campeonato Paulista e o Brasileiro e pôde se dar ao luxo de perder na abertura do estadual e seguir com Kazim em campo até o final do jogo, o tricolor do Morumbi não está com todo este crédito com a torcida e precisa mostrar serviço jogando em casa.

Parte dos titulares volta, mas dois que geram, por motivos diferentes, maior expectativa na torcida estarão no banco como opção para o decorrer do jogo: Cueva e Diego Souza (a principal contratação do clube para a temporada até aqui). O peruano bagunceiro colecionou problemas de relacionamento e insubordinação no Morumbi durante a temporada passada e foi incapaz de dar ao time o toque de qualidade e criatividade que tanto precisava para não patinar no Z-4. Quando Hernanes chegou e tomou pra si a responsabilidade do meio-campo e aliviou a pressão em Cueva, seu futebol melhorou. Este ano o “astro” da seleção peruana não terá o apoio do meia que voltou para a China. Terá que mostrar se realmente joga tudo isso ou se não passa de um cavalo-paraguaio. Infelizmente, começou errado a temporada de 2018: apresentou-se com um atraso de seis dias na curta pré-temporada e já deu mostras de que seu comprometimento com o São Paulo só vai até a página 2. Foi multado e repreendido e agora terá que provar em campo que vale o esforço com pouco espaço para erros – porque a torcida não aguenta mais a marra do peruano.

Diego Souza chega para ser o substituto de Lucas Pratto, na função de camisa 9 que Tite inventou para ele em algumas apresentaçãoes da seleção brasileira. O ex-meia e hoje centro-avante acredita que nesta posição – e no São Paulo – terá mais chances de ir à Copa do Mundo. Pouco provável, mas não impossível. Vai depender muito do desempenho dele atuando entre os zagueiros e fazendo o pivô. De novo: Tite inventou isso, Diego e o São Paulo compraram a ideia e agora veremos o resultado no Paulistão.

 

Início forte

Como é tradicional nos estaduais, os times do interior – ou “menores” – têm mais tempo para realizarem pré-temporada e chegam para as rodadas iniciais muito mais organizados e com muito mais fôlego que os grandes. Na primeira rodada, o Novorizontino pegou um “igual” – o Mirassol – e fez a lição de casa: 3 a 1 sem maiores sustos que lhe deu a liderança do Grupo C.

Apesar de saber que seu time está em melhor forma e vem de uma vitória, é claro que o técnico Doriva sabe que não se pode comparar o elenco do São Paulo com o do Mirassol e a tendência é que o Tigre jogue fechadinho no Morumbi, apostando no fôlego e nos contra-ataques para definir o duelo em um lance de velocidade contra o ainda “pesado” São Paulo. O Tricolor não é nenhum bicho-papão e a estratégia pode dar muito certo.

 

Possíveis escalações

São Paulo: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei, Petros e Shaylon; Marcos Guilherme, Brenner e Lucas Fernandes. Técnico: Dorival Júnior.

Novorizontino: Oliveira; Tony, Anderson Salles (Guilherme Teixeira), Eder e Thallyson; Jean Patrick e Adilson Goiano; Jean Carlos; Rafael Ratão (Cléo Silva) e Safira; Franci (Juninho ou Magno Alves). Técnico: Doriva.

 

Palpite para o duelo

O São Paulo irá a campo com uma formação mista, um pouco mais entrosada do que a que abriu sua participação no Paulistão, mas, ainda assim, com problemas de entrosamento. O Novorizontino mesmo com menos qualidade individual, chega mais organizado e com uma condição física melhor que a do Tricolor. O São Paulo, pela sua superioridade individual, pode vencer, mas minha aposta é de um empate com gols.

 

Jogos e palpites para a segunda rodada do Campeonato Paulista 2018 Série A1

Sábado, 20 de janeiro

  • 16:30 – Mirassol x São Bento – Palpite: São Bento
  • 19:00 – São Paulo x Novorizontino – Palpite: empate
  • 21:00 – Ferroviária x Ituano – Palpite: Ituano

Domingo, 21 de janeiro

  • 17:00 – Botafogo-SP x Palmeiras – Palpite: Palmeiras
  • 19:30 – Ponte Preta x Linense – Palpite: Ponte Preta
  • 19:30 – Santo André x RB Brasil – Palpite: Santo André
  • 19:30 – São Caetano x Corinthians – Palpite: Corinthians

Segunda-feira, 22 de janeiro

  • 20:00 – Santos x Bragantino – Palpite: Santos

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar