Copa Sul-Americana

Com apoio da torcida, Botafogo busca virada sobre o Nacional na Sul-Americana

Jogador Renatinho do Botafogo
Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Engenhão terá público recorde, e o time precisa apenas de uma vitória simples para avançar às oitavas

O Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, receberá um grande público nesta quinta-feira (16), às 19:30 (horário de Brasília), para a partida de volta entre Botafogo e Nacional-PAR pela segunda fase da Copa Sul-Americana. O Glorioso foi derrotado por 2×1 no Defensores del Chaco, resultado que derrubou o então comandante Marcos Paquetá, mas graças ao gol marcado por Luiz Fernando, precisa apenas de uma vitória simples para se classificar. O duelo marcará a estreia do técnico Zé Ricardo diante do torcedor alvinegro, e mesmo com alguns desfalques, o time é franco favorito.

 

Fogão não contará com Kieza e Leandrinho

Precisando balançar a rede para avançar de fase, o Botafogo recebeu uma má notícia no início da semana. O exame de imagem do atacante Kieza, artilheiro do time na temporada, indicou uma lesão no músculo posterior da coxa direita, o que inviabiliza sua participação na partida de quinta-feira. Para substitui-lo, o técnico Zé Ricardo poderá optar por Aguirre ou Brenner, mas o uruguaio não agradou nas oportunidades que recebeu.

Outra peça importante do setor ofensivo que está praticamente descartada é o meia-atacante Leandrinho, que deixou o campo queixando-se de dores na coxa direita após um jogo-treino contra a Portuguesa.

Nos últimos dias, criou-se a expectativa pelo retorno de Gatito, mas o goleiro ainda precisará de mais algum tempo de recuperação. Se tudo correr como planejado, o paraguaio estará de volta aos gramados na partida contra o Palmeiras pelo Brasileirão, que acontece no próximo dia 22.

Vitória simples será suficiente para o Alvinegro

O Botafogo não fez uma boa apresentação na partida de ida, mas graças ao gol marcado por Luiz Fernando, conseguiu sair com um resultado razoável do Defensores del Chaco.

Danilo Santacruz, em uma bela bicicleta, deixou os anfitriões na frente logo aos nove minutos de jogo, e o Nacional ainda teve duas chances claras para ampliar antes de sofrer o gol de empate, já nos instantes finais do primeiro tempo. A etapa complementar começou em ritmo frenético, e os paraguaios voltaram a balançar a rede aos seis minutos, através de Vieyra. Na melhor chance do Glorioso, Brenner chutou em cima do zagueiro Paniagua quando o goleiro Rojas já estava vencido.

Como na Copa Sul-Americana vigora o critério do gol marcado fora de casa, o Fogão se garante na próxima fase com uma simples vitória por 1×0. Caso o time brasileiro devolva o placar de 2×1, a vaga será decidida nos pênaltis.

 

Clima de decisão

Quase 80% da carga de 39 mil ingressos foi vendida antecipadamente, e o Engenhão receberá o maior público do ano para um jogo que pode ser o divisor de águas da temporada botafoguense. O time é apenas o 10º colocado no Brasileirão, e a Copa Sul-Americana é a sua última chance de conquistar algum título, além do carioca, em 2018.

“Com estádio lotado, a atmosfera é outra. Eles vão contagiar o grupo e isso vai ajudar bastante para conseguirmos a classificação.”, disse o atacante Luiz Fernando, autor do gol alvinegro no Paraguai.

Vale lembrar que para entrar no estádio será obrigatória a apresentação de algum documento oficial.

Defesa é o ponto fraco do Nacional

Apesar da vitória em casa na partida de ida, o time do Nacional mostrou algumas fragilidades, especialmente no setor defensivo. O Tricolor foi vazado em seus seis últimos compromissos.

Na sexta-feira passada, a equipe enfrentou o Deportivo Santani, e venceu pela primeira vez em cinco rodadas pelo Campeonato Paraguaio, chegando à quinta colocação. Na Copa Sul-Americana, a classificação à segunda fase foi sofrida, e veio somente nos pênaltis, após dois empates sem gols contra o Mineros de Guavana.

Palpite

O clima no Botafogo é bem melhor agora do que há duas semanas, quando foi derrotado no Paraguai. Na ocasião, o técnico Marcos Paquetá balançava no cargo, e no fim das contas acabou mesmo caindo. Sob o comando de Zé Ricardo, o time já mostrou alguma evolução na partida contra o Paraná pelo Brasileirão, apesar de ter voltado a perder muitos gols.

Tudo conspira para um triunfo do Alvinegro, que contará com o apoio maciço das arquibancadas. Com um pouco de tranquilidade na hora de finalizar, a equipe tem tudo para avançar e enfrentar o Bahia nas oitavas.

Meu palpite é que o Glorioso vence por 2×0.

 

Jogos da 18ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018

Terça-feira, 14 de agosto
  • 21:45 – Nacional-URU (0) 1×0 (0) Sol de América – Classificado: Nacional-URU
Quarta-feira, 15 de agosto
  • 19:30 – Deportes Temuco (2) x (1) San Lorenzo – Palpite: San Lorenzo
  • 21:45 – Millonarios (1) x (1) General Díaz – Palpite: Millonarios
Quinta-feira, 16 de agosto
  • 19:30 – Botafogo (1) x (2) Nacional-PAR – Palpite: Botafogo
  • 21:45 – Cólon (1) x (0) São Paulo – Palpite: empate
  • 21:45 – Defensor (0) x (2) Fluminense – Palpite: empate

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.