Ganhador.com

Paulista A1

Com alguns titulares em campo, São Paulo joga mal e apenas empata com o Novorizontino; Mirassol x São Bento e Ferroviária x Ituano também empataram pelo Paulistão

Em dia de empates e da estreia de Diego Souza, o Campeonato Paulista vê o goleiro do São Bento, Rodrigo Viana, se consagrar contra o Mirassol

Foto: Alex Silva/Estadão/Reprodução

Primeiro dia da segunda rodada do Paulistão 2018 tem jogos mornos, apenas 2 gols e nenhuma vitória

Não foi um sábado animador para quem gosta de futebol. Em jogos com algumas poucas emoções, São Paulo, Novorizontino, Mirassol, São Bento, Ferroviária e Ituano falharam miseravelmente em suas missões de faturar três pontos na rodada e voltaram para casa com um ponto cada em um dia de empates no Campeonato Paulista. Pior para o São Paulo que levou a campo parte de seu time titular e, jogando no Morumbi, conseguiu, mais uma vez irritar a torcida que havia protestado antes do início do jogo exigindo reforços e vaiou o time ao final do duelo.

 

São Paulo 0 x 0 Novorizontino

O discurso – cheio de razão – do “início de temporada” para explicar o fraco desempenho do São Paulo em 2018 (repetindo 2017) se sustentou apenas até a segunda rodada do Campeonato Paulista. Com o retorno de alguns titulares ao time principal – Rodrigo Caio, Militão, Jucilei, Petros, além do goleiro Sidão que esteve na estreia do torneio –, o tricolor do Morumbi voltou a sofrer com a falta de ritmo, entrosamento, criatividade e capacidade de finalização ontem contra o Novorizontino. Jogando em casa e com a torcida a favor – pelo menos enquanto a paciência durou –, o time de Dorival Júnior pouco ameaçou os visitantes e, não fosse a péssima atuação de Rafael Ratão (uma espécie de Kazim de Novo Horizonte), que “matou” toda boa jogada que chegava a seus pés no primeiro tempo, poderia ter ido para os vestiários com a desvantagem no placar.

Os poucos momentos de lucidez do São Paulo na primeira etapa aconteceram quando a bola passou pelos pés de Jucilei – o que é um péssimo sinal, uma vez que o atleta nunca foi um jogador de criação e o seu forte é a proteção à zaga.

Tentando melhorar, o Novorizontino voltou com Juninho no lugar o ineficiente Ratão. O São Paulo passou a pressionar a equipe do interior, mas sem grande eficiência. Dorival Júnior, então, colocou Diego Souza no lugar de Lucas Fernandes aos 14 do segundo tempo. Contratação mais importante do clube para a temporada, o meia bem que tentou dar profundidade ao ataque do São Paulo mas, longe da forma ideal, pouco pôde fazer.

Cléo Silva entrou no time do Novorizontino e Cueva no São Paulo aos 21 do segundo tempo. Aos 25, Silva marcou um gol corretamente anulado pela arbitragem. Aos 32 Juninho driblou Sidão, mas deu um inesperado toque à mais na bola que permitiu que Rodrigo Caio impedisse o gol dos visitantes. Sonolento, Cueva destoava da disposição de Diego Souza e pouco acrescentava ao São Paulo que se lançou ao ataque de qualquer forma, sem pensar em táticas e deixou o contra-ataque nas mãos do Novorizontino que não soube aproveitar. Houve tempo ainda para Shaylon furar e perder um gol incrível e a arbitragem anular – corretamente também – um gol de Rodrigo Caio aos 43.

As inevitáveis vaias dos pouco mais de 17 mil torcedores que foram ao Morumbi embalaram a saída de campo do time que chegará ainda mais pressionado para o jogo contra o Mirassol na próxima quarta-feira. Em entrevista coletiva, Dorival Júnior disse que a ideia de “usar dois times” no Paulista deverá ser revista depois do resultado de ontem. Sem pré-temporada e sem poder contar com a paciência da torcida, 2018 começa como um interminável 2017 para o tricolor e um novo tropeço em Mirassol pode instalar a primeira crise do ano no Morumbi e colocar à prova a habilidade de Raí e Ricardo Rocha como dirigentes.

 

O dia era de empates

O São Bento – que venceu o São Paulo na abertura do Paulistão – foi até Mirassol medir forças com os donos da casa – que recebem o São Paulo na próxima rodada –, e graças a uma atuação brilhante do goleiro Rodrigo Viana que fechou o gol do time sorocabano com pelo menos três defesas difíceis (uma delas um pênalti no segundo tempo e seu rebote) e um vacilo inacreditável do meia Maicon Silva, que perdeu, nos acréscimos, um gol incrível, sem goleiro e nenhum zagueiro pela frente. Com os quatro pontos conquistados até aqui, o São Bento segue invicto na competição e o Mirassol continua buscando sua primeira vitória tendo pela frente o tricolor do Morumbi já flertando com uma crise com a torcida.

No outro jogo do sábado, novo empate, mas pelo menos com gols. Com estilos de jogo muito parecidos, Ferroviária e Ituano fizeram um duelo equilibrado em Araraquara e de poucas chances de gol. Os arqueiros Tadeu (Ferroviária) e Vagner (Ituano) pouco trabalharam durante os 90 minutos e não tiveram como evitar os gols de Léo, que abriu para o Ituano, e Léo Castro que empatou para os donos da casa. O resultado coloca o Ituano na liderança do Grupo A – o mesmo do Corinthians – com quatro pontos, e a Ferroviária na lanterna do Grupo C – mesmo do Palmeiras – com dois pontos.

 

Jogos, palpites e resultados para a segunda rodada do Campeonato Paulista 2018 Série A1

Sábado, 20 de janeiro

  • 16:30 – Mirassol 0 x 0 São Bento – Palpite: São Bento
  • 19:00 – São Paulo 0 x 0 Novorizontino – Palpite: empate
  • 21:00 – Ferroviária 1 x 1 Ituano – Palpite: Ituano

Domingo, 21 de janeiro

  • 17:00 – Botafogo-SP x Palmeiras – Palpite: Palmeiras
  • 19:30 – Ponte Preta x Linense – Palpite: Ponte Preta
  • 19:30 – Santo André x RB Brasil – Palpite: Santo André
  • 19:30 – São Caetano x Corinthians – Palpite: Corinthians

Segunda-feira, 22 de janeiro

  • 20:00 – Santos x Bragantino – Palpite: Santos

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar