Ganhador.com

Copa Libertadores

Com 4 gols de vantagem, Vasco é favorito contra o Jorge Wilstermann na rodada final da 3ª fase da Libertadores

Com seriedade e foco, Zé Ricardo vive a expectativa de colocar o Vasco na fase de grupos da Libertadores, a 2ª em sua carreira como técnico

Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Com a vantagem construída em São Januário, o Vasco está com um pé no Grupo 5 da Libertadores, mas precisa ter cuidado hoje com a altitude de 2800 metros em Sucre, na Bolívia

Mais do que medir forças contra o traiçoeiro time do Jorge Wilstermann – e Zé Ricardo tem insistido muito no respeito ao adversário depois dos sonoros 4 a 0 impostos pelo Cruzmaltino em São Januário na quarta-feira passada – o Vasco precisará enfrentar também o rarefeito ar dos 2800 metros de altitude onde fica o estádio Olímpico Pátria, palco do duelo decisivo de logo mais (à partir das 21:45) pela 3ª Fase da pré-Libertadores. Os bolivianos, que na Libertadores do ano passado eliminaram o Atlético-MG, não estão mortos – embora a vantagem de 4 gols os leve a campo com um ferimento mortal – e evidentemente tentarão se aproveitar de todas as armas que possuem para reverter o placar. A altitude de Sucre é a melhor delas.

 

Hora de usar a cabeça

Podendo perder por até 3 a 0 para seguir adiante na Libertadores e entrar no grupo que já conta com Cruzeiro, Universidad de Chile e Racing, o Vasco não tem absolutamente nenhum motivo para se arriscar e tentar jogar de igual para igual com o Jorge Wilstermann no “alto da serra”. O maior desafio de Zé Ricardo é conter o ímpeto do seu jovem – e até aqui surpreendente – time que vem fazendo uma campanha admirável no torneio continental. Sem a “bagagem” de já terem atuado em lugares tão altos como Sucre, os jovens talentos vascaínos precisarão usar a cabeça e jogar com a segurança do placar construído em São Januário para não colocarem a perder uma jornada, até o momento, impecável.

E todo cuidado é pouco mesmo: em seus últimos 15 jogos como mandante, o Jorge Wilstermann perdeu apenas um e obteve 10 vitórias e quatro empates. Claro que o placar que os donos da casa precisam construir hoje não é dos mais fáceis – seria necessário um 5 a 0 para irem direto e sem escalas nos pênaltis para o Grupo 5 – mas a quase invencibilidade em casa, preocupa (um time jovem como o do Vasco, pode tomar um gol, se apavorar sem nenhuma necessidade e dar ao time boliviano a chance de devolver o placar de São Januário).

Mais do que querer tomar o controle do jogo, o duelo de hoje é um desafio à maturidade vascaína que precisará “controlar” a partida dando a bola ao adversário e sendo impecável na defesa – coisa que, aliás, os times de Zé Ricardo fazem com boa competência.

 

Palpite para Jorge Wilstermann x Vasco

Sustentando uma invencibilidade que já dura 5 jogos, o Vasco deverá jogar bem postado na defesa e apostará no eventual contra-ataque ao que o time do Jorge Wilstermann deverá se expôr pela necessidade de agredir a defesa carioca na busca dos 4 gols que o colocam novamente na luta pela vaga. Com uma defesa que vem mostrando bom desempenho, o Vasco deverá gastar o tempo, irritar os donos da casa e voltar para São Januário com um empate e pronto para encarar a disputa da Taça Rio – e, talvez, fazer frente ao Flamengo – e lançar sua sorte do Grupo 5 da Libertadores.

 

Palpite para Nacional (URU) x Banfield

Após empatar em 2 a 2 com o Banfield na Argentina, o Nacional do Uruguai chega para o duelo de hoje com a vantagem de poder empatar, em casa, em 0 a 0 ou 1 a 1 para seguir na competição e desembarcar no Grupo 6, onde enfrentará Santos, Real Garcilaso e Estudiantes. Sem viver um bom momento, o Banfield precisará de uma vitória simples para seguir adiante – algo que parece pouco à primeira vista, mas é muito contra o Nacional que deverá seguir adiante na Libertadores 2018 após uma vitória em casa.

 

Palpite para Guaraní (PAR) x Junior Barranquilla

Valendo vaga no Grupo 8, que conta com Palmeiras, Boca Juniors e Alianza Lima, Guaraní de Asuncion e Junior Barranquilla devem fazer um jogo tão “encruado” como foi o duelo de ida – vitória colombiana por 1 a 0. Com ataques que não enchem os olhos de ninguém e esquemas de jogo que privilegiam a “briga” no meio-campo, os “patinhos feios” devem terminar sua participação na Pré-Libertadores com um empate que colocará o Junior Barranquilla no caminho do Verdão e do Boca logo de cara.

 

Santa Fe está confirmado no grupo do Flamengo

Absoluto em seus domínios, o Santa Fe não teve dificuldades para vencer, novamente, o Santiago Wanderers ontem, dia 20, na abertura da rodada de volta da 3ª Fase da Libertadores. Com 2 gols de Morelo – artilheiro da competição com 6 gols até aqui –, o time colombiano derrubou os chilenos do Wanderers por 3 a 0 (Tesillo também marcou) e garantiu seu lugar no Grupo 4 (ou “grupo da morte”) que conta com Flamengo, River Plate e Emelec.

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Martín Silva salva o Vasco na Bolívia | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar