Copa do Mundo Rússia 2018

Colômbia busca vitória sobre a Inglaterra para igualar seu melhor desempenho em uma Copa do Mundo

Seleção Inglesa
Foto: PATRICK HERTZOG/AFP/Getty Images

Sul-americanos foram eliminados nas quartas de final em 2014, enquanto os europeus não foram além da fase de grupos

A partida de encerramento das oitavas de final colocará frente a frente a Colômbia, vencedora do Grupo H, e a Inglaterra, segunda colocada da Chave G. Ambas as equipes chegam à fase de mata-mata com 66,7% de aproveitamento, e protagonizaram duas das maiores goleadas da Copa do Mundo. Os sul-americanos despacharam a Polônia com uma vitória por 3×0, enquanto os europeus passaram fácil pelo Panamá pelo placar de 6×1. No lado colombiano, o craque James Rodríguez tenta se recuperar a tempo de ajudar sua seleção. Os ingleses contam com os gols do atacante Harry Kane, que sem a sombra de Cristiano Ronaldo, pode disparar na artilharia da competição.

 

Colômbia espera por James Rodríguez

A Colômbia deu um grande susto em sua torcida ao perder por 2×1 para o Japão na partida de estreia, mas conseguiu dar a volta por cima e ainda terminar a primeira fase com a melhor campanha do Grupo H. O time de José Pekermán corrigiu suas falhas defensivas, e sem voltar a sofrer gols, venceu a Polônia (3×0) e o Senegal (1×0).

O principal responsável pela guinada do time a partir do segundo jogo, no entanto, corre o risco de ficar de fora no momento mais importante. James Rodríguez, vencedor da Chuteira de Ouro em 2014, deixou o campo ainda no primeiro tempo da partida contra o Senegal queixando-se de dores na panturrilha direita. O craque foi submetido à um exame de ressonância magnética que não apontou lesão no músculo solear, e sim um cansaço muscular. Isso significa que ele pode pintar no duelo contra o English Team, só não se sabe em quais condições.

Quem tem presença garantida e está em ótima forma é o ex-palmeirense Mina. O zagueiro já foi às redes duas vezes nesta Copa do Mundo, marcou o gol que sacramentou a classificação, e é a principal arma do time dirigido por José Perkermán para explorar o jogo aéreo.

Caso a Colômbia consiga passar pela Inglaterra, igualará o desempenho de 2014, o melhor de sua história na competição.

 

Inglaterra treina pênaltis para evitar nova eliminação

Independentemente do resultado da partida de terça-feira, a participação inglesa na Rússia já terá sido bastante superior à de quatro anos atrás, quando a equipe foi eliminada ainda na primeira fase sem vencer uma partida sequer.

Sob o comando de Gareth Southgate, o renovado English Team levou a melhor sobre a Tunísia na partida de estreia (2×1), e aplicou a maior goleada da Copa sobre a frágil seleção do Panamá (6×1). Já classificada, a equipe enfrentou a Bélgica com um time misto, e acabou derrotada pela contagem mínima. O resultado tirou os inventores do futebol do caminho do Brasil, pelo menos até uma hipotética decisão.

O treinador inglês se preocupa com a possibilidade da partida ser decida nos pênaltis, tanto que desde o mês de março vem preparando seu time para as cobranças alternadas. O aparente exagero se justifica pelo péssimo histórico do país com a bola na marca da cal. Segundo um levantamento da federação local, entre jogos dos times masculino, feminino e sub-21, a Inglaterra venceu apenas duas das últimas 14 disputas de pênalti em que esteve envolvida, e foi eliminada desta forma em 1990, 1998 e 2006.

A principal esperança de gols dos europeus é o atacante Harry Kane. O jogador do Tottenham lidera a artilharia da competição, com cinco tentos, e briga pela Chuteira de Ouro.

Retrospecto de Colômbia x Inglaterra

A Inglaterra leva vantagem no histórico de confrontos sobre a Colômbia, com três vitórias e dois empates, 10 gols marcados e apenas três sofridos.

A história das Copas registra um único encontro entre as equipes, durante a fase de grupos, em 1998. Na ocasião, os ingleses venceram por 2×0, eliminaram o time cafeteiro da competição, e decretaram a aposentaria de Carlos Valderrama, um dos grandes ídolos da história dos sul-americanos.

Prováveis escalações

Colômbia:  David Ospina; Santiago Arias, Davinson Sanchez, Yerry Mina, Johan Mojica; Mateus Uribe, Carlos Sanchez, Juan Cuadrado, Juan Quintero, James Rodriguez; Radamel Falcão. Técnico: José Pekermán.

Inglaterra: Pickford; Trippier, Walker, Stones, Maguire Young; Dele Alli, Henderson e Lingard; Sterling e Harry Kane. Técnico: Gareth Southgate.

Palpite

Colômbia e Inglaterra têm elencos que se equivalem, e devem protagonizar uma disputa acirrada no Spartak Stadium. Os sul-americanos contam com atletas mais experientes, mas a indefinição quanto à participação de James Rodríguez, ou sua possível escalação sem estar completamente em forma, são um grande problema para técnico José Pekermán. O jogador do Bayern de Munique deu outra dinâmica ao time na vitória contra a Polônia, e na sua ausência a Colômbia sofreu nas partidas diante do Japão e do Senegal.

Acredito na vitória dos súditos da rainha com um gol do artilheiro Harry Kane.

Oitavas de final da Copa do Mundo 2018

Sábado, 30 de junho

  • 11:00 – França 4×3 Argentina
  • 15:00 – Uruguai 2×1 Portugal

Domingo, 01 de junho

  • 11:00 – Espanha 1×1 Rússia (Pênaltis: 2×4)
  • 15:00 – Croácia 1×1 Dinamarca (Pênaltis: 3×2)

Segunda-feira, 02 de junho

  • 11:00 – Brasil 2×0 México
  • 15:00 – Bélgica 3×2 Japão

Terça-Feira, 03 de junho

  • 11:00 – Suécia 1×0 Suíça
  • 15:00 – Colômbia 1×1 Inglaterra (Pênaltis: 3×4)

 

Como apostar na futebol 2021